fevereiro 21, 2011

************* POR DENTRO DO OSCAR 2011



A 83ª cerimônia de premiação do OSCAR acontecerá no dia 27 de fevereiro, no próximo domingo, no Teatro Kodak, em Los Angeles, com apresentação dos atores Anne Hathaway e James Franco. Aqui será mostrada na Globo, em flashes, em meio ao abominável “Big Brother” e com a soporífera apresentação de José Wilker, geralmente acompanhado por uma figura feminina que nada entende de cinema - por que não mudam a fórmula esgotada, colocando jovens atores, descontraídos, com algum conhecimento de cinema? Por exemplo, Leandra Leal e Selton Mello ou Rodrigo Santoro e Mariana Ximenes. A outra possibilidade é a TNT, que exibe na íntegra, mas para infelicidade geral da nação os comentários novamente serão de Rubens Ewald Filho. Ficamos à mercê de absurdos. Eu grudo no controle e quando ele começa a falar tolices, mudo de canal imediatamente.


Durante a cerimônia deste ano, A Academia de Cinema de Hollywood reconhecerá Francis Ford Coppola com o prêmio Irving G. Thalberg, destinado a produtores de filmes cuja trajetória reflete qualidade. O cineasta francês Jean-Luc Godard, o ator Eli Wallach e o historiador Kevin Brownlow, receberão o OSCAR honorário, outorgado “por suas extraordinárias conquistas profissionais, suas contribuições à indústria e pelo serviço à Academia”. Entre os competidores, “O Discurso do Rei/The King’s Speech” sai na frente, com 12 indicações, incluindo as principais: Melhor filme, Diretor, Roteiro e Ator. Bem exagerado, mas é o típico filme de “prestígio”, convencional, talhado para tais premiações. Auxiliado por atuações valiosas, o que não é pouco entre tantos filmecos descartáveis, parece ter sido projetado minuciosamente para agradar os votantes. Vai disputar palmo a palmo com “A Rede Social/The Social Network”, que concorre com oito indicações, empatando com “A Origem/Inception”. Indicado de novo, depois de vencer no ano passado, Jeff Bridges seguramente não tira o prêmio de Colin Firth. De qualquer forma, seria mais honesto se o Melhor Ator do ano fosse o espanhol Javier Bardem. “Bravura Indômita/True Grit” recebeu 10 indicações; “O Vencedor/The Fighter”, sete; “127 Horas/127 Hours”, seis, e “Cisne Negro/Black Swan” e “Toy Story 3”, cinco cada. “A Rede Social” ainda é o favorito, mesmo com os prêmios que “O Discurso do Rei” vem levando nas últimas semanas. Reconheço seus méritos, mas Fincher esteve mais inspirado em “Seven – Os Sete Pecados Capitais/Seven” ou mesmo em “Clube da Luta/Fight Club”.

robert de niro e sissy spacek
Em mais de 50 anos de existência do OSCAR de Melhor Filme Estrangeiro, o Brasil chegou perto quatro vezes: “O Pagador de Promessas” (1962), “O Que é Isso Companheiro?” (1997), “O Quatrilho” (1994) e “Central do Brasil” (1998). Tirando o último, nenhum dos outros tinha estofo para ganhar, nem mesmo o clássico de Anselmo Duarte baseado na peça de Dias Gomes, que é cativante e visualmente belo, porém pesado e impessoal. Este ano, o conhecido produtor Luiz Carlos Barreto – pai de Bruno e Fábio – mexeu os pauzinhos, conseguindo que a produção do seu filho Fábio fosse selecionada para representar o Brasil na disputa. Um escândalo inominável! “Lula, o Filho do Brasil” ainda é pior que o fraquinho “O Quatrilho”, do mesmo diretor. Nem mesmo a presença de Glória Pires compensa o preço do ingresso. Não é à toa que foi um fracasso de bilheteria. De qualquer forma, estaremos mais ou menos presentes com uma pequena parcela do documentário “Lixo Extraordinário”, sobre o projeto social do artista plástico Vik Muniz com catadores de lixo do Rio de Janeiro. Uma das diretoras é britânica e os brasileiros João Jardim e Karen Harley são os co-diretores. Concorre como melhor documentário de longa-metragem e tem alguma chance.

olivia de havilland
Os irmãos Coen não merecem a indicação ao prêmio de Melhor Diretor. No lugar deles, seria mais coerente Christopher Nolan (“A Origem”) ou o Danny Boyle de “127 Horas”. No quesito atuação, nada abala a certeza de que a excepcional performance de Natalie Portman leva o OSCAR. Ela é imbatível, pode ter certeza. Gosto também de sonhar com a vitória do bonitão James Franco. Ele surpreende como Aron Ralston em “127 Horas”. Por fim, não enxergo nada de especial em “Inverno da Alma/Winter’s Bone”. O “problema” é que a Academia tem mudado nos últimos anos, privilegiando mais os filmes de arte do que os comerciais e menos ainda os blockbusters. Aí mora o perigo. Lembra do destaque dado ano passado ao insuportável “Preciosa/Precious”? Mas conferimos à cerimônia ciente de suas barbaridades e do seu jogo político. Sempre vale a pena assistir esta premiação emblemática, torcer por nossos favoritos e celebrar este prazeroso ritual. É assim que o jogo funciona... e foi dada a largada. Quem acha que leva, caro leitor?

MEUS FAVORITOS

Filme: "A Origem"
Direção: David Fincher ("A Rede Social")
Roteiro Adaptado: Aaron Sorkin ("A Rede Social")
Roteiro Original: Christopher Nolan ("A Origem")
Atriz: Natalie Portman ("Cisne Negro")
Ator: Javier Bardem ("Biutiful")
Atriz Coadjuvante: Helena Bonham Carter ("O Discurso do Rei")
Ator Coadjuvante: Geoffrey Rush ("O Discurso do Rei")
Fotografia: Roger Deakins ("Bravura Indômita")
Filme Estrangeiro: "Biutiful"
Animação: "Toy Story 3"

POUCAS E BOAS

frank borzage e janet gaynor
Bacana ver o talento de Natalie Portman, Nicole Kidman, James Franco, Annette Bening, Javier Bardem, Helena Bonham Carter e Geoffrey Rush na disputa.

Como a italiana Giovanna Mezzogiorno não está entre as cinco finalistas? E o seu valioso “Vincere” na categoria Melhor Filme Estrangeiro?

jennifer jones
Mais do que merecida a derrota de "Lula, o Filho do Brasil", um vergonhoso projeto de filme. "A Suprema Felicidade", de Jabor, nos representaria com mais dignidade.

Viva! Deixaram de lado Halle Berry por “Frankie e Alice”, o drama sobre uma mulher com personalidade múltipla. A toda gostosona Halle é uma atriz mediana infelizmente bastante reverenciada.

javier bardem
Por que o ótimo Paul Giamatti ficou de fora com “Minha Versão Para o Amor/Barney’s Version”?

O certinho “O Discurso do Rei” recebeu indicações demais, não? Inclusive, Colin Firth não é lá essas coisas. Bem chatinho, lembra Ray Milland.

spencer tracy e bette davis
“Reencontrando a Felicidade/Rabbit Hole” merecia maior consideração. Aaron Eckhart, por exemplo, poderia ter ficado entre os cinco atores protagonistas.

A Hailee Steinfeld tem uma atuação histérica em “Bravura Indômita” e Jeff Bridges está bem canastrão neste western. Sabe se lá porque foram lembrados. O filme também é sem graça (como o original, de Henry Hathaway). Os geniais Coen já fizeram fitas melhores.

ingrid bergman e jennifer jones
Realmente, a cenografia e o vestuário de “Alice no País das Maravilhas/Alice in Wonderland” são deslumbrantes, mas o filme é tão ruim que nem deveria disputar qualquer prêmio.

Acertaram ao deixarem de fora a insossa Anne Hathaway ("O Amor e Outras Drogas"/Love and Other Drugs").

donna reed
Um absurdo ignorarem “A Origem” nas categorias Direção e Montagem.



No mínimo, “A Ilha do Medo/Shutter Island” deveria concorrer com Melhor Ator (DeCaprio), Direção, Roteiro, Fotografia e Montagem. DeCaprio continua injustiçado.
sean penn
Andrew Garfield tem uma interpretação melhor que Renner ou Ruffalo, não entendo como foi descartado.

Nas categorias de atuação, fiquei decepcionado com a esnobada recebida por Mila Kunis. Ela é o contraponto à personagem de Portman. Uma pena, de fato. Todo o elenco de “Cisne Negro” merece louvação: Vincent Cassel, Barbara Hershey e Winona Ryder.

burt lancaster e elizabeth taylor
Sei que Annette Bening é uma excelente atriz, porém, não vejo nada de extraordinário em sua atuação em “Minhas Mães e Meu Pai/The Kids Are all Right”. A Julianne Moore está melhor.

“O Escritor Fantasma/The Ghost Writer” não é nada de especial. Não sofri por vê-lo de fora. Mas o roteiro e a trilha de Desplat são vigorosos e não estão entre os cinco.

penélope cruz
E a Carey Mulligan de “Não Me Abandone Jamais/Never Let Me Go”? Cadê?

Michael Douglas deve ter ficado com cara de tacho. Nem mesmo sua divulgada doença ajudou para que sua atuação em "Wall Street 2" fosse recordada pela Academia. Como nunca apreciei o clã Douglas, não me afetou.

jane wyman
“O Vencedor” merece somente as indicações (e nenhum Oscar) de Melissa Leo, Christian Bale e Amy Adams. Nada mais. Geoffrey Rush tá bem melhor que Bale, assim como Bonham Carter tá acima de Leo e Adams.

O trio que concorre a Melhor Animação é tudo de bom.

a segunda atriz a ganhar o oscar: mary pickford
Gostei de ver “Biutiful” e “Fora da Lei/Hors-la-Loi” entre os melhores filmes estrangeiros. O drama de González-Iñárritu é poderoso.

Como esqueceram o excelente veterano Robert Duvall em “Get Low”?


73 comentários:

Marcia Moreira disse...

Olá, Antonio.
O Oscar nos traz algumas surpresas e faz injustiças - Leonardo di Caprio é uma delas. Vamos esperar pra ver.

Kley disse...

Di Caprio foi o mais injustiçado esse ano. A Origem é meu favorito, porém sem chances, uma vez que já foi esnobado como melhor direção pra Nolan.

Antonio, só uma correção: A Origem concorre como roteiro original, e A Rede Social concorre a roteiro adaptado.

siby13 disse...

Não considero que o filme "LULA" tenha sido um projeto vergonhoso. Aversão ao LULA-Presidente é uma coisa, mas desmerecer um bom trabalho, contado de forma simples, pelo dedicado e talentoso diretor Fabio Barreto seria ignorar um trabalhador do cinema que tanto se esmerou por fazer o melhor, tentando enaltecer mais um "Nordestino" que vem para minha cidade (SP), e os ignora , os humilha e os despreza, muitas vezes em prol de um preconceito desmedido.
Vale dizer que LULA representa muito aos nordestinos que para aqui vem em busca de uma vida melhor.
Gosto muito de Javier Bardem , mas acho que já está OSCARIZADO demais, deve dar espaço aos demais.

Meu filme preferido para este OSCAR é O Discurso do REI, talvez porque seja histórico e tenha Colin Firth como ator principal, que também é minha preferência para melhor ator.

Rato disse...

Faz tempo que eu ficava acordado madrugada fora para assistir à cerimónia integral dos Óscares. Mas já me deixei disso há alguns anos atrás - é que o lado "feira de vaidades" da coisa tem vindo a sobrepôr-se ao lado cinéfilo e sinceramente já não tenho paciência.
Reconheço o valor do prémio - quanto mais não seja pela sua antiguidade - mas acho que se fala demais. Basta dar uma vista de olhos aí por alguns blogues e o assunto chega mesmo a cansar. Todo o bloguista que se preze faz as suas apostas, diz das suas preferências. Mas o mais importante quase ninguém refere - é que existem outros prémios no mundo com mais interesse e que provavelmente não cometem tantas injustiças como as que sempre me lembro de ver nos Óscares. Até os Globos de Ouro conseguem ser mais criteriosos. E este ano, como sempre, não foge à regra - um dos melhores filmes estreados em 2010 (para mim foi mesmo o melhor) nem sequer é mencionado: "The Shutter Island", do Scorsese.

O Rato Cinéfilo

Marcelo C,M disse...

Gostei da sua lista meu amigo, porém, acho pouco provavel que A Origem seja laureado com o premio maximo, ao meu ver vai ir ou Para o Discurso do Rei ou para A Rede Social. Agora sonho mesmo seria ver Toy Story 3 ganhar o prêmio maximo da noite e isso pode muito bem acontecer, caso a academia de o prêmio de melhor animação para o filme O Magico, se acontecer isso, prepare-se porque ai sim a academia vai querer fazer historia nesta noite, negando essa categoria e dando o premio maximo para aquela genial animação.
Sonhos as vezes se realizam.

Martha Ângelo disse...

Muito interessante o seu blog!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Kley, obrigado pelo toque. Correção feita.
Tudo de bom,

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Sibely, nada contra o ex-presidente, muito pelo contrário, sempre votei nele e acho que é uma figura valorosa na história política do nosso país.
A minha crítica é referente ao filme. Achei ruim, de verdade, nem consegui chegar ao final. O único filme de Fábio Barreto que gosto é o primeiro dele, ÍNDIA - A FILHA DO SOL. O mesmo acontece com Bruno Barreto, seu irmão, só gosto dos primeiros: TATI, A GAROTA; DONA FLOR E SEUS DOIS MARIDOS e A ESTRELA SOBE.
Sei que às vezes sou radical, mas é apenas minha opinião de cinéfilo, coisa de gente apaixonada.
Beijos e grato pela visita
VOLTE SEMPRE

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Márcia, Rato, concordo com vocês: A ILHA DOS MEDO, um dos melhores filmes do ano, foi totalmente esquecido. O que será que a Academia tem contra o DeCaprio? O cara tem uma carreira impecável, sempre participando de filmes talentosos ou, no mínimo, bem cuidados...A sua parceria com Scorsese já é clássica...

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

TOY STORY 3 levando o prêmio máximo, Marcelo? Tá difícil. Também temo essa supervalorização aos filmes de animação. Já pensou se eles terminam por dominar o mercado e os atores se tornem apenas dubladores?

M. disse...

Antonio,

REalmente nada muda no canal aberto quanto às pessoas que fazem comentário por aqui. Achei engraçado quando você escreveu, que quem acompanha José Wilker no comentário (geralmente uma figura feminina)não entende nada de cinema. Pior que é verdade! Mas a sua lista de preferidos também é a minha. Pena que o Oscar não costuma ser justo.

Sexta-feira ou Sábado vou assitir "Cisne Negro". Dizem que a Natalie Portman está arrasando nesse filme. Vou conferir. Mesmo sem ver, já gosto muito dela como atriz.

Vou ficando por aqui. Um abraço.

Vanildo Vieira Silva disse...

e ai antonio, bacana rapaz, o seu blog esta maneiro.
abs

SONIASSRJ disse...

SUCESSO MERECIDO E MEUS MAIS SINCEROS PARABÉNS!!!!!!!!!!

ESTOU MARAVILHADA COM SEU BLOG E FOI O MELHOR ACHADO QUE ENCONTREI NA NET NOS ULTIMOS ANOS!!!

MAIS UMA VEZ MEUS PARABÉNS E VOTOS DE MUITO SUCESSO E VIDA LONGA!

ABRAÇOS

SONIASSRJ

Gabriel disse...

Até gostei de Lula - O Filho do Brasil, mas não foi lá essas coisas pra ser indicado ao Oscar, o Brasil tinha representantes melhores. Sobre o Oscar, gostei de seus comentários. O lugar de Nolan faltou em melhor diretor, assim como as indicações de Ilha do Medo e de Não Me Abandone Jamais, duas obras que não deveriam ser esquecidas. Não faço a mínima ideia de como Inverno da Alma chegou à melhor filme. Mas eu gostei de Bravura Indômita, os Coen diferenciaram bastante esse novo projeto, e achei as interpretações ótimas, embora muitas vezes caíssem num estereótipo dos filmes de faroeste e na canastrice resultante desses. E Reencontrando a Felicidade? Merecia mais coisas, achei Eckhart bastante capaz pra melhor ator. Quem me dera se A Origem ganhasse o prêmio da noite, extremamente bem feito e original. E, por mais que eu tenha certeza que a atuação de Natalie Portman é a melhor dos indicados, ainda sinto um medo de Anette Bening, que está numa atuação bem inferior que a da atriz de Cisne Negro.
Abraços.

Jamil disse...

Sinceramente acho o Oscar um porre, Antonio, e parece que a cada ano fica pior… shows e piadas sofríveis, apresentadores babacas, dá até vergonha - quem assiste não gosta, os atores devem ficar de saco cheio também, enfim é uma tortura geral. O que eu acho interessante é ver as estrelas do mundo do cinema se exibindo e as velhas glórias sendo lembradas (por exemplo, aquela parte dos falecidos do ano anterior, gosto muito). Este ano vou assistir para ver o Godard (mas o que é que ele vai fazer na cerimônia?). Enfim, o Oscar é um desperdício de tempo, todo ano é a mesma coisa, prefiro ficar de olho no resultado dos festivais de Berlin, Veneza e Cannes.

Dilberto L. Rosa disse...

É uma pena mesmo que o único canal de TV aberta desrespeite o espectador que gosta desta festa, obrigando-o a esperar BigBrother acabar... Mas, cá entre nós, estás torcendo por "A Origem"?! Aquela pretensiosa colcha de retalhos de Matrix, Brilho eterno de uma mente sem lembranças e A Hora do Pesadelo metida a ficção-científica?! Decididamente, nossos gostos não se batem, rs! O melhor, dentre os que vi, foi "Cisne Negro"! Abração e daqui a pouco sigo para o Cinebulição ler sua entrevista!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

M., eu não achei o filme essas coisas todas, mas a atuação de Natalie Portman é merecedora de prêmios.
Grato pela visita

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

É uma festa brega, Jamil, e muitas vezes cansativa, mas também bastante interessante porque é a única cerimônia mundialmente popular que valoriza o cinema, resultando em bilheteria e manchetes na mídia. Eu não perco uma...rs...
Abraços

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Não exagere, Dilberto. Nossos gostos batem sim... rs... A questão é que tá difícil escolher o Melhor Filme do Ano entre esses 10 indicados... O certinho O Discurso do Rei? O noiado Cisne Negro? O comercial "A Rede Social"? Acho A Origem o mais simpático, sinceramente, embora A Ilha do Medo fosse o meu preferido entre os norte-americanos de 2010. E é um bom filme.
Valeu a visita sempre lúcida.

Emilio Luna disse...

O prazeu é meu. Obrigado por tu visita a mi blog.

Saludos.

Emilio Luna.

http://elantepenultimomohicano.blogspot.com/

GIANCARLO TOZZI disse...

Não se sabe se O Discurso do Rei conseguirá vencer a ilusão coletiva provocada por A Rede Social. Mas ainda há esperança. É o meu favorito. Não há como negar que é uma história convincente e humana, muito bem realizada e interpretada. Não sei se o Oscar terá coragem de descartar A Rede Social. Mas chegar perto já é bom.
Além disso, o que me fez gostar ainda mais do filme e até voltei a vê-lo outra vez, foi ver ao final nos letreiros o nome da atriz inglesa Claire Bloom, uma atriz que idolatro. Eu não a tinha reconhecido, embora tenha sido admirador dela a vida inteira. Certamente ajudada pela maquiagem, ela tem uma presença discreta como a Rainha mãe, Queen Mary.
O curioso é que ela ficou famosa quando Chaplin a escolheu pessoalmente para contracenar com ele em Luzes da Ribalta, um sucesso mundial, interpretando uma bailarina mal sucedida do suicídio que é resgatada por um velho comediante. Não tem conexão com Cisne Negro?

Alan Raspante disse...

Leonardo DiCaprio, esteve em dois excelentes filmes e mesmo assim não conseguiu sequer uma indicação.

"A Origem" o segundo melhor filme do ano passado (Cisne, em primeiro, rs) não conseguiu de Melhor Montagem e o essencial: Direção.

Julianne Moore que ao meu ver, tambem esteve melhor em cena, ficou no escanteio.

Um Oscar rodeado de erros. Infelizmente.

Alan Raspante disse...

Leonardo DiCaprio, esteve em dois excelentes filmes e mesmo assim não conseguiu sequer uma indicação.

"A Origem" o segundo melhor filme do ano passado (Cisne, em primeiro, rs) não conseguiu de Melhor Montagem e o essencial: Direção.

Julianne Moore que ao meu ver, tambem esteve melhor em cena, ficou no escanteio.

Um Oscar rodeado de erros. Infelizmente.

Jamil disse...

Antonio, o seu blog está dando mais pano pra manga do que qualquer outro que conheço. Que ótimo! Depois dizem que brasileiro só gosta de notícias de crimes, sexo, futebol e catástrofes. Vejo que nem tudo está perdido.

O mais animado é quando os seus textos causam polêmica (como este). Afinal, o que move os blogs é o modo passional de analisar o que vemos.

Repito mais uma vez, o seu blog é simplesmente fabuloso! Muito rico o trabalho que você desenvolve, com seus textos inspiradíssimos. Fico feliz com o seu sucesso.

Um abraço

Cultura Malcriada disse...

Olá, Antonio!!
Passei aqui pra retribuir a visita e descobri que o seu blog, definitivamente, merece ser seguido!!!! Show!
Falou!

Girotto disse...

Antônio,

nos conhecemos no sétima arte; você ficou de me conseguir uma cópia de Um Inverno de Sangue em Veneza. Como fazemos?

Ainda: lembra que você conheceu minha revista e se dispôs a colaborar com algum texto sobre cinema? Li seu blogue e gostei. Estou lançando no fim do mês a quinta edição, e já preparo a sexta. Caso possa, poderíamos discutir sua presença na sexta edição.

Em meu blogue, você pode baixar todas as edições pra ver se lhe agrada, e deixo meu e-mail, caso se interesse em colaborar, pra discutirmos uma pauta e lhe passar os parâmetros do texto.

Felicidades...
Angelo Girotto
angelogirotto@gmail.com

Leandro Afonso Guimarães disse...

Antonio,

dos que assisti (BIUTIFUL e DISCURSO DO REI não entram), A REDE SOCIAL é o melhor e A ORIGEM o mais auto-importante e confuso. ILHA DO MEDO parece de outro planeta, no melhor dos sentidos, quando comparado a qualquer um deles.

o mais chato do Oscar, para mim, quem bem resumiu foi Inácio Araújo. antes se premiava o melhor filme, agora se premia o melhor filme de Oscar.

Abraço!

Kley disse...

Meu preferido a melhor filme é A Origem, ainda que ele não tenha chances depois da esnobada de melhor direção, então eu fico com A Rede Social (O Discurso do Rei também seria justo se levasse). Direção é de Fincher. Ator vai pra Colin Firth (ainda que seria legal também se James Franco ganhasse). Cadê o DiCaprio? Atriz: Natalie Portman (brilhante em Cisne Negro). Ator coadjuvante e atriz coadjuvante: Christian Bale e Melissa Leo (a cena em que ambos cantam I Started Joke é a mais emocionante do ano). Efeitos especiais, edição de som e mixagem de som: A Origem (imbatível nessas categorias). Roteiro original: A Origem (devem essa pro Nolan desde Amnésia). Roteiro adaptado: A Rede Social. Fotografia, direção de arte e figurino: O Discurso do Rei. Montagem e trilha sonora: A Rede Social. Animação: Toy Story 3 (mas se Como Treinar o seu Dragão ganhasse, não seria injusto). Creio que o curta Dia & noite vá ganhar, é ótimo e está nos extras do DVD de Toy Story 3. Gosto particularmente de Bravura Indômita por causa da Hailee Steinfeld, mas os irmãos Coen não mereciam ter tirado a vaga do Nolan.
É isso aí.

Sonia disse...

O Discurso do Rei, Rede Social e A Origem são os que, na minha opinião,irão disputar a estatueta no "DIA O".
Cisne Negro não me parece enquadrado em um Oscar, porém, creio que a Natalie Portman deva arrebatar o seu merecido Oscar.
O meu favorito é O Discurso do Rei.

Nilsinho Ramos disse...

Poderoso Hem! Uma página e capa da Banda B. Brinque.....com o garoto! Quanto ao Blog é maravilhoso! Com certeza varias pessoas ao ler a reportagem vão acessá-lo. Abração....

leandro souza disse...

O Discurso do Rei,é um ótimo favorito ao Oscar deste ano.

Betania Macedo disse...

Amigo,

Fico encantada com a sua inteligência.

Bjs,

Betania

Pena disse...

Fabuloso e Genial Amigo:
"...A 83ª cerimônia de premiação do OSCAR acontecerá no dia 27 de fevereiro, no próximo domingo, no Teatro Kodak, em Los Angeles, com apresentação dos atores Anne Hathaway e James Franco. Aqui será mostrada na Globo, em flashes, em meio ao abominável “Big Brother” e com a soporífera apresentação de José Wilker, geralmente acompanhado por uma figura feminina que nada entende de cinema - por que não mudam a fórmula esgotada, colocando jovens atores, descontraídos, com algum conhecimento de cinema?..."

Fez uma pesquisa notável sobre a atribuição, já consagrada no mundo da tela dos sonhos, maravilhosa e extraordinária.
Uma visão "estonteante" de sensatez, sobriedade e perfeição.
Parabéns.
A sua exaustiva reflexão é sublime.
Adorei.
Bem-Haja, pelo seu talento de fascinar, maravilhar e deslumbrar.
Abraço amigo de um respeito gigantesco no que concebe de beleza imensa.
Sempre a admirá-lo

pena

É uma honra, a sua amizade.
É extraordinário.
Fantástico.
Tudo aqui fascina.
Bem-Haja, precioso e simpático amigo.

Moyses Ferreira disse...

Ano fraco, chato, e sem glamour!!! Meu favorito?? Burlesque!!!!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Giancarlo, também fiquei comovido com a presença de Claire Bloom em O Discurso do Rei. Além do mais, tinha acabado de assistir a um filme com ela que gostei muito, O Espião Que Veio do Frio.
Certo, ela faz uma bailarina em Luzes da Ribalta que tentou o suicídio, mas daí para a maluca interpretada por Natalie Portman é uma grande distância.
Abraço bom

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Será um prazer colaborar com a sua revista, Girotto. Ela é bem bacana. Vamos conversar.
Abração

Marcia Moreira disse...

Acredito que o Oscar irá para o filme "O discurso do rei", porque, de acordo com o que tenho visto, a Academia gosta de premiar filmes com fatos históricos. Natalie leva, com certeza, a sua primeira estatueta e Colin Firth finalmente ganhará o seu merecido também. Quanto aos coadjuvantes, tenho lá as minhs dúvidas.

Posso fazer uma correção? A primeia a ganhadora do Oscar de melhor atriz foi Janet Gaynor na cerimônia entre 1927 e 1928 pelos filmes "Sunrise", "Seventh Heaven" e "Street Angel".

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Verdade, Márcia. A Pickford foi a segunda. Obrigado.

Ângela disse...

Excelente o seu blog! Um referêncial maravilhoso para quem gosta da sétima arte! Parabéns!

Sheila Filmes disse...

Que ótimo parabéns, beijos

Thamara Cozzi disse...

Acho que o maior filme injustiçado vai ser o " Cisne Negro".Apesar de ser o filme mais elaborado de todos, somente a atriz Natalie Portman que tem sólidas chances de ganhar o prêmio!!! O fato de somente as atrizes serem reconhecidas já é uma tradição do Oscar, à exemlos de : "O leitor","Meninos não choram" e futuramente "Cisne negro".... DiCaprio mais uma vez foi esquecido, nem mesmo sua atuação no excelente filme "A Origem" foi capaz de lhe render uma indicação!! Acho que já deveríamos estar acostumados com o fato de a Academia sempre premiar um padrão de filmes. Embora, eu ainda tenha esperanças de uma surpresa de última hora...

Alexandre disse...

Bom, se o Oscar de Melhor Filme ficar entre Bravura Indômita, A Rede Social ou O Discurso do Rei, estou satisfeito. É claro que Toy Story 3 não deve nada a nenhum deles, mas é sonhar demais com sua vitória. Direção: David Fincher ou os Coen. Ator: Colin Firth. Atriz: não tenho nenhuma grande preferência.

Fabiane Bastos disse...

Olá,
Sou a Fabiane do DVD, Sofá e Pipoca. Passei por aqui para te convidar a paticipar da blogagem coletiva Bolão do Oscar 2011.A brincadeira está programada para a véspera da premiação. Mais informações no blog (http://dvdsofaepipoca.blogspot.com/2011/02/bolao-oscar-2011.html)

Rafael Carvalho disse...

Bem, este ano, mais que nos outros, eu tenho me empolgado ppouco para o Oscar, não só pelos filmes medianos, mas por toda a babação de ovo que a premiação recebe nesse momento. Muita gente ainda acredita que é o maior e mais importante prêmio do cinema, e blá, blá, blá. Não deixa de ser interessante acompanhar o vai-e-vem das apostas.

Dentre meus filmes preferidos desta edição, fico com Toy Story 3, Cisne Negro e O Vencedor.

Ângelo Rodrigues disse...

Com os melhores cumprimentos,
Ângelo Rodrigues

Leandra disse...

Obrigada pela lembrança. O cinema me fascina. Atuei em 14 filmes e espero que me convidem para vários outros. No período 2007/2008 apresentei o Cine Conhecimento, no Canal Futura, comentando os detalhes e as técnicas de filmagem de ótimos filmes, além de mostrar histórias e curiosidades, falando também das premiações e traçando perfis dos profissionais envolvidos. Foi uma experiência muito positiva.

O seu blog é sedutor. Palmas.

Leandra Leal

Anônimo disse...

Aprovei a corajosa crítica. É uma tortura ouvir as interferências redundantes e mixurucas do Rubens Ewald Filho por mais de duas horas. O cara lembra a Dulce Damasceno de Brito de saias. Lembra dela?
Conheço muita gente que se irrita com suas lorotas ultrapassadas.Ele viaja na maionese, se achando o maior crítico de cinema do Brasil. Pode?

The Arts - S. Will 3o. disse...

Tadinho do Rubens... Dê uma chance pra ele! rs Se bem que é preferível mil vezes ele do que o Wilker que não sabe de nada... rsrs Ah! E se não me engano vai passar tbm no canal E! além da TNT, okay? Ficarei "zappeando" em todos os canais! rsrs Abração meu querido!

Márcio Bacelar disse...

Jr,

que massa seu blog, parabéns. Através dele vi que vc tbm é escritor de teatro, tô afim de voltar a atuar e ainda não encontrei nenhum texto bacana, será que vc poderia me disponibilizar algum?

Márcio Bacelar

Neuza Pinheiro disse...

bravo!!
torço pelo Falcão, que sempre visito

abçs

Cefas Carvalho disse...

Amigo, excelente texto, bom mesmo! Em breve mando a lista dos meus favoritos. Ah, só um registro: "Vincere" não poderia concorrer a filme estrangeiro porque o escolhido pela Itália foi "A primeira coisa bela" (que não assisti). Abração!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Gostava muito do Cine Conhecimento, Leandra. Tinha uma boa seleção de filmes e comentários pertinentes. Acompanho sua carreira cinematográfica desde A Ostra e o Vento. Está cada vez melhor. Fiquei emocionado com Nome Próprio.
Obrigado pela visita e volte sempre.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Tenho vários textos teatrais, Márcio. São obras algo poéticas, algo cinematográficas... Dois deles já foram montados. Vou enviá-los para vc.
Abração

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Não sabia, Cefas. Esse sistema exigido pela categoria Melhor Filme Estrangeiro é muito injusto, dá margens a verdadeiros desastres. Qualquer filme estrangeiro exibido nos EUA deveria concorrer ao prêmio, sem necessidade de indicação do país de origem.

Ava disse...

Gosto de cinema!
Vim conhecer seu espaço e estou encantada...
Realmente é um espaço para os amantes do cinema.

Volto para ler com calma...


Beijos meus!

Raildon Lucena disse...

Já está na hora da TV oferecer outras opções para a transmissão do Oscar. Pior é a Globo transmitir só depois de um sem-graça BBB. De qualquer maneira, temos a Internet. Abraços!

Kleber Godoy disse...

Ahhh...

Sinto não ter assistido a muitos dos filmes que concorrem neste evento... mas acredito que vai ser, como sempre, uma grande festa... ansioso já para domingo...

Abraços!!

Fátima de Araújo Góes Santiago disse...

Muito bem, Antônio. O seu blog é rico em informações, que são mostradas com uma lente crítica de alta visibilidade, além de apresentar bela roupagem.

Abçs.
fátima

Rô Caetano disse...

Li,no caderno da FOLHA DE SP,que traz seleta de reportagens e artigos do NYT, dois textos que
servem para vermos como é acrítica a nossa cobertura do OSCAR. Nos dois textos, A.O.SCOTT comenta a ausência de BLACKs (atores, diretores) na edição deste ano. Mais BRANCA impossível...
Noutro artigo,ele falou de CARLOS, de Assayas, que ganhou destaque no Globo de Ouro e discorreu sobre outras cinematografias que não a anglo-saxã. Um texto saiu,salvo engano,em 07-02-11 e o outro na última segunda-feira (21-02-11). Por que nossa cobertura é tão repetitiva? Todo ano centenas de páginas são gastas com a "MAIOR FESTA DA INDUSTRIA CINEMATOGRAFICA do PLANETA". No máximo, se diz que a SAFRA não está tão boa, que o Oscar é cheio de supresas (será?), se historia a trajetória da premiação septuagenária e somam-se fofocas, vestidos, tapete vermelho. Na minha opinião, os dois ARTIGOS de A.O.SCOTT poderiam ter similares em nossa imprensa,com o olhar específico de veículos brasileiros.
Ou não?

Cibele de Sá disse...

Antonio,

Agradeço por possibilitar essas informações preciosas do seu blog que, inclusive, é de muito bom gosto. Obrigada!

Cibele de Sá

Marcelo C,M disse...

Bom minha lista oficial de favoritos é essa:

Melhor filme: Fico satisfeito com a vitoria de A Rede Social, Bravura Indomita ou A Origem. Milagre e muito bom mesmo, seria Toy Story 3 sair como o grande vencedor da noite.

Melhor diretor: David Fincher

Melhor roteiro adaptado: A Rede Social
Melhor roteiro Original: A Origem

Melhor ator: James Franco
Melhor Atriz: Natalie Portman
Melhor ator cuadjovante: Cristian Bale
Melhor Atriz cuadjovante: Marisa Mello

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Rô, tentei justamente fugir da mesmice da mídia em relação a cobertura do Oscar, ou seja, bastante informação mas com conteúdo crítico. Quanto a questão da ausência de atores/diretores negros entre os indicados deste ano, sinceramente não me parece justa esta cobrança. Não é uma competição de raças, mas de profissionais de cinema que mais se destacaram no ano anterior, pouco importa se eles são brancos ou amarelos. Portanto, exigir que a cada ano o Oscar indique obrigatoriamente atores negros (ou brancos ou latinos ou indígenas) é incentivar a paranóia do politicamente correto. Precisamos ter bom senso.

annastesia disse...

Bem, antes tarde do que nunca. Vamos lá!
Adorei a sua sugestão para os novos apresentadores do Oscar na Globo. Infelizmente aquela gente mercenária do plim-plim não tem o seu bom senso.
Ah, Antônio, não fale assim do Rubens. Dá um desconto, ele já está caducando. Ahahahaha! Eu tenho um carinho por ele, pois foi o primeiro crítico que acompanhei e aprendi muito com ele.
O meu filme favorito também é A origem, mas ficaria satisfeita se A rede social levasse. Mais ainda se fosse Toy Story 3 (que é sensacional!) Imagina se isso acontece!
Acho engraçado que muita gente por aí disse que A rede social era um filme feito sob medida para premiações. Sinceramente, acho que confundiram com outro filme. Eu gostei de O discurso do rei, mas vamos ser francos, não é? É minuciosamente feito para ganhar prêmios.
Interessante observar que os melhores atores ganharam suas estatuetas em anos inversos. Jeff ganhou ano passado, deveria ganhar esse ano. Colin vai ganhar esse ano, deveria ter ganho ano passado. A Academia só dá furo! Meu Deus!
Adoro os Coen, mas concordo que Nolan deveria estar no páreo. Tremenda injustiça (estou revoltada até agora!). Vou torcer por Aronofsky, mas gostei da seu favorito. Li muitas críticas considerando o trabalho de Fincher burocrático e apagado. Isso porque não entenderam o que ele entendeu. Mais do que ninguém sabia que o grande nome (homem) por trás do filme era Aaron Sorkin. Por isso, interviu nos momentos certos e deixou o texto de Sorkin brilhar.
Desnecessário dizer qual o meu roteiro adaptado favorito. Roteiro original? A origem. Claro!
Natalie e Colin são imbatíveis. Os meus coadjuvantes são Haliee e Bale (não, não está overacting coisíssima nenhuma!)
Filme estrangeiro: adoraria que fosse Dogtooth.
Animação: preciso dizer?
Documentário: vou torcer para Lixo extraordinário, mas o melhor pra mim é Inside job.
Bem, domingo saberemos e depois comentaremos. Grande beijo!

Maria de Lourdes disse...

Olá Antonio, primeiro, PARABÉNS, vc é muito competente. Os meus fimes favoritos ao Oscar são: Toy Store 3 , Cisne Negro e 127 Horas.

MARCOS DHOTTA disse...

Um Cisne Negro na pele de "La Portman", é tudo que precisamos para encerrar este domingo de tapetes vermellhos e estátuetas carecas.

Toninho Luz disse...

Sabe, meu grande...muito trampo anda tirando meu tesão de ver tanto filme. Fiz isso ao longo dos anos anteriores. Mas a paixão pelo cinema ainda é avassaladora!
Mas mesmo sem ver os outros concorrentes ainda aposto minhas fichinhas no Discurso do Rei...e restam umas outras fichas pra Minhas mães e meu pai...
invisto em Javier Bardem (acho um puta ator gente boa pra caralho) em Biutiful e apesar de varios pesares Natalie Portman parece que tá boazinha pra melhor atriz ...sei lá!

No fundo queria mesmo era ver (logo) o doc. Exit through the gift shop, by Banksy , que amo!rsrsrsr ...terei que esperar!
E vc? Quais teus preferidos?
Abração e nos vemos no tapetão!!

Grande final de semana!!

Malu Barros disse...

Não me canso de elogiar o seu belíssimo desempenho. Menino, q competência! PARABÉNS, seu blog é ma ra vi lho so!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Annastesia, também aprendi muito com o Rubens e como você foi o primeiro crítico que li, mas como apresentador... deixa pra lá...
Abração
Fico feliz com sua visita

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Toninho, de coração estou com Natalie Portman, Javier Bardem, Helena Bonham Carter e o fotógrafo Roger Deakins... o resto me é quase indiferente...
Até mais

ANTONIO LINS disse...

Caro Antonio:
Sou seu leitor.
Abraços,
Antonio Lins

The Arts William 3o. disse...

Boa tarde meu amigo!
Vim aqui dizer que o seu site é um espetáculo mesmo, e sem puxar sardinha! rs Sou sincero no que digo e é de extremo bom gosto e de um texto primoroso... Ainda estou fazendo minha listinha de filmes e ainda vou comprar alguns de vc, são ótimos filmes que não se encontra facilmente... Dá vontade de comprar todos! rsrs E torça pra não acabar a energia amanhã se não perderemos o Oscar! E qdo o Wilker falar alguma coisa mude de canal no ato, okay?! rsrs
Grande abarço e até breve meu querido!

linezinha disse...

Ola Antônio adorei seu texto sobre o Oscar 2011 e seu blog ta a cada dia melhor!sobre o filme Inverno da Alma eu notei que muitos não gostaram por ser um filme dificíl de digerir,mas eu adorei a interpretação da garota Jennifer Lawrece ela carregou bem toda a dura jornada da personagem,se ela não tivesse concorrendo com as incríveis Natalie Portman e Annete Benning com certeza ela teria boas chances de ganhar. Bom Oscar a todos

Page disse...

Antonio,
This was a really nice Oscar post!
I'm really looking for the ceremony tonight since I've actually seen every nominated films this year.
Page