agosto 18, 2015

*************** ALAIN DELON, O ÍCONE da BELEZA


Herói das sagas de Visconti e de filmes de ação, tornou-se famoso por causa da sua beleza de tirar o fôlego. Foi considerado por duas décadas como “o homem mais belo do mundo”. Isto nunca o agradou, mas mesmo trabalhando com renomados diretores continuou sendo visto pelo grande público como um rosto bonito e nada mais. Toneladas de tinta foram derramadas na análise das características profissionais e pessoais do charmoso ALAIN DELON (nascido em Sceaux, França, 1935), um dos mitos do cinema europeu, comparado aos atores Gérard Philipe e Jean Marais. Protagonizou cerca de 80 filmes, ficando marcado como a estampa ideal para personagens solitários, sombrios, frios, violentos, que tem algo a esconder ou estão remoídos pela revolta e vingança.

Sua própria vida daria um filme emocionante. Quando fez quatro anos seus pais se divorciaram, passando a ser criado por um casal que morava perto de uma prisão, onde ele brincava com os guardas. Esses pais adotivos foram misteriosamente assassinados e ele voltou a conviver com sua genitora, então casada com outro homem. Teve uma infância problemática, inclusive sendo expulso de várias escolas. Aos 15 anos parou de estudar e, aos 17, alistou-se na marinha e depois se tornou paraquedista dos fuzileiros navais na Guerra da Indochina.  Em 1956, morando em Paris, sem dinheiro, trabalhou como porteiro, garçom, secretário, vendedor e açougueiro. 


No ano seguinte, foi ao Festival de Cannes com o amigo gay Jean-Claude Brialy (que havia feito curtas e pontas), chamando a atenção por sua formosura. O mítico produtor norte-americano David O. Selznick (que levou Louis Jourdan para Hollywood no final dos anos 1940) lhe ofereceu um contrato de sete anos, desde que aprendesse a falar inglês. Retornando a Paris para estudar o idioma de Tio Sam, conheceu o cineasta Yves Allégret, que o convenceu a começar a carreira no seu próprio país. Com ele estreou num pequeno papel em “Uma Tal Condessa / Quand la Femme s'en Mele” (1957).

alain e romy schneider
No romântico “Christine / Idem” (1958) contracenou com a austríaca Romy Schneider, três anos mais nova, e eles se apaixonaram. Juntos formavam o casal ideal: pleno de beleza, juventude e fama. Em 1959, resolveram morar juntos, e o romance tempestuoso, marcado pela infidelidade bissexual do jovem ator, durou cinco anos, ajudando a desequilibrar a personalidade instável da atriz. A relação findou por causa de outra mulher, Nathalie. Ao voltar dos Estados Unidos, Romy encontrou o apartamento vazio e um bilhete com uma frase banal que a torturou pelo resto de sua vida: “Vou para o México com Nathalie”

Ela nunca superou o golpe, não só por ter perdido o seu grande amor, mas pelo trauma de ser abandonada mais uma vez, como havia acontecido na infância com o pai, fazendo dessa separação um acontecimento ainda mais doloroso. Em 1977, cinco anos antes de morrer, confessou que ALAIN DELON foi o homem mais importante de sua vida. O ator, mais recentemente, também declarou que Romy foi o maior amor de sua vida. Ainda vivendo com ela interpretou o primeiro grande papel: Tom Ripley no clássico de suspense “O Sol por Testemunha”, de René Clément, adaptado do livro policial de Patricia Highsmith. Pele bronzeada, olhos azuis faiscando sob o cabelo revolto, causou frisson, numa aparição mortalmente atraente. O mundo inteiro exclamou: “Como ele é sexy!”. Na época, nos bastidores, muito se falou sobre o seu caso com Clément, então com 47 anos, que o dirigiria outras vezes em “Que Alegria de Viver / Che Gioia Vivere” (1961), “Jaula Amorosa / Les Félins” (1964) e “Paris Está em Chamas? / Paris Brûle-t-il?” (1966).

com renato salvatori em "rocco e seus irmãos"
Sob o comando de Luchino Visconti, atuou em “Rocco e seus Irmãos”, um drama elogiado. Ator e diretor se tornaram amantes, trabalhando juntos em outro clássico, “O Leopardo”, vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes. Rodou com Monica Vitti “O Eclipse”, último filme da célebre “Trilogia da Incomunicabilidade” de Michelangelo Antonioni. Sua parceria com Jean-Pierre Melville também foi extraordinária, gerando longas inesquecíveis como “O Samurai” - o matador de aluguel profissional Jef Costello é um dos seus papéis mais famosos -, “O Círculo Vermelho” e “Expresso para Bourdeaux / Un Flic” (1972). Trabalhou com outros notáveis cineastas: Alain Cavalier, Louis Malle, Julien Duvivier, Valerio Zurlini, Joseph Losey, Jean-Luc Godard, Völker Schlöndorf, Bertrand Blier, Patrice Leconte.

nathalie e alain
Lançou sua carreira em Hollywood, mas os resultados ficaram longe do desejável. “O Rolls-Royce Amarelo / The Yellow Rolls Royce (1964), “A Marca de Um Erro / Once a Thief” (1965) e “A Patrulha da Esperança / Lost Command” (1966) foram fracassos de bilheteira e crítica. Em 1964, casou-se com Nathalie, separando-se dela em 1969 após um badalado escândalo. Um dos seus guarda-costas, o bonito iugoslavo Stevan Markovic, apareceu morto a tiros, e as investigações revelaram um triângulo sexual entre o casal e o guarda-costas. Por alguma razão, ele foi assassinado depois de uma noite de álcool, drogas e sexo. Em casa só estavam os três. A seguir, novo escarcéu o envolveu em orgias bissexuais e mostrou suas ligações com o gangster corso François Marcantoni. Ainda assim, nada parecia abalar sua idolatrada reputação pública. Nos anos seguintes, teve um longo relacionamento com outra atriz, Mireille Darc.


Na década de 1970 a carreira de ALAIN DELON deu uma reviravolta. Ele optou por protagonizar filmes comerciais, de ação, geralmente também como produtor, e em três deles como diretor. Em 1973, sua amiga de longa data e ex-amante, a cantora Dalida, convidou-o para fazer um dueto com ela na canção “Paroles, Paroles”, revelando-se um enorme sucesso. Em 1987 conheceu a modelo holandesa Rosalie Van Bremen, 32 anos mais nova que ele, iniciando outro casamento. O divórcio aconteceu em 2001. Essa separação foi difícil para ele, convivendo com períodos de depressão, pensando em suicídio. Ganhou o prêmio César de Melhor Ator por “Quartos Separados / Notre Histoire” (1984) e o Urso de Ouro Honorário, no Festival de Berlim, em 1995. Mesmo anunciando o fim de sua carreira em 1998, retornou em “Asterix nos Jogos Olímpicos / Astérix aux Jeux Olympiques” (2008), no papel do conquistador romano Júlio César. Pouco antes, atuou em minisséries televisivas (“Fabio Montale”, 2001, e “Frank Riva”, 2003), dirigindo também com competência a empresa Alain Delon Diffusion, que imprime até hoje o seu nome em relógios, roupas, óculos, champanhe, conhaque, papelaria, cigarros.

Durante muito tempo ALAIN DELON foi o astro francês mais rentável, tendo atraído às salas de cinema mais de 100 milhões de espectadores. A imprensa estrangeira costumava lhe chamar de “Brigitte Bardot masculina”, pelo físico atraente e sucesso internacional. Há cerca de dez anos, após o lançamento da autobiografia do ator Helmut Berger e de uma biografia não autorizada, do jornalista Bernard Violet, ele assumiu publicamente sua bissexualidade. Berger revelou o caso do ator com Luchino Visconti, na época de “Rocco e seus Irmãos”, e Violet foi ainda mais longe, contando detalhes sobre suas aventuras amorosas com figuras de ambos os sexos e envolvimento com mafiosos e políticos de reputação duvidosa, além de problemas com álcool e drogas. Aos 80 anos, Cavaleiro da Legião de Honra Francesa, ele ainda atua. Sem dúvida é uma das maiores estrelas europeias de todos os tempos.

com claudia cardinale em "o leopardo"
OS 10 MELHORES FILMES de ALAIN DELON

01
ROCCO E SEUS IRMÃOS
(Rocco e i Suoi Fratelli, 1960)
de Luchino Visconti
com Renato Salvatori, Annie Girardot,
Katina Paxinou e Claudia Cardinale

02
O LEOPARDO
(Il Gattopardo, 1963)
de Luchino Visconti
com Burt Lancaster, Claudia Cardinale e Pierre Clémenti

03
O CÍRCULO VERMELHO
(Le Cercle Rouge, 1970)
de Jean-Pierre Melville
com Gian-Maria Volonté, Yves Montand e François Périer

04
A PRIMEIRA NOITE DE TRANQUILIDADE
(La Prima Notte di Quiete, 1972)
de Valerio Zurlini
com Lea Massari, Giancarlo Giannini,
Renato Salvatori e Alida Valli

05
O SAMURAI
(Le Samouraï, 1967)
de Jean-Pierre Melville
com François Périer e Nathalie Delon

06
O SOL POR TESTEMUNHA
(Plein Soleil, 1960)
de René Clément
com Maurice Ronet e Marie Laforêt

07
O ECLIPSE
(L’Eclisse, 1962)
de Michelangelo Antonioni
com Monica Vitti e Francisco Rabal

08
CIDADÃO KLEIN
(Mr. Klein, 1976)
de Joseph Losey
com Jeanne Moreau, Suzanne Flon e Massimo Girotti

09
GANGSTERS DE CASACA
(Mélodie en Sous-sol, 1963)
de Henri Verneuil
com Jean Gabin e Viviane Romance

10
A PISCINA
(La Piscine, 1969)
de Jacques Deray
com Romy Schneider, Maurice Ronet e Jane Birkin

 
 
 
 

95 comentários:

Augusto B. Medeiros disse...

Sempre dou uma espiada nos textos do blog. Eles acrescentam muito aos meus conhecimentos. Parabéns!

Pavel Dan disse...

That's right ! He was ranked among the most beloved actors a few years ago and maybe even now! He made triumphant roles of great class! Enthusiasm in full! Thank you !

Lorena Lorens disse...

Lindo

Bettina Mueller disse...

Só assisti a um filme com ele: Il Gattopardo, de Luchino Visconti. E só porque sou tiete do Burt Lancaster, que também faz parte do elenco desse filme! Ainda tive a surpresa de "conhecer" o Serge Gainsbourg, cantor-compositor-intérprete francês cujos discos eu ouvia mas que só conhecia pelas fotos das capas.. Adorei o filme!

Silvia Maria Gomes Armede disse...

E eu vi pessoalmente, belíssimo!

Neda Morillo disse...

Alem de lindo muito bom ator. Meu marido e meus filhos se recusavam a assistir seus filmes. Ciumes.

Rafael Falcão disse...

... continuou sendo visto pelo grande público como um rosto bonito e nada mais... assim como a Marilyn.

Clarissa Macedo disse...

Lindíssimo. E excelente ator. O Samurai, para mim, é uma de suas grandes atuações. Um rosto estonteante, e um trabalho sólido. O grande público dificilmente reconhece os talentos.

Zezo Silva disse...

Maravilhoso

Tata Maltez disse...

Belíssimo ainda é pouco ! Rsrsrs

Rita Muniz Calumby disse...

Belíssimo e muito talentoso pena que a imprensa e as pessoas só viam a beleza.

Wilma Regina Ciasca disse...

Alain não tem ângulos ruins!!!!!...

Mariado Perpétuo Socorro Vieira Braga disse...

Lindão!

Ana Virginia Santiago disse...

Vixe bem baiano !!!Para o texto e para as imagens rs

Paulo Lima disse...

Foi idolo de vårias geraçőes. Hoje, tá ns casa dos 80 anos.

Naiara Rocha disse...

Belo!

Bettina Mueller disse...

Era tão lindo que seu nome, até hoje, é sinônimo de beleza. Não sei bem porquê, mas ele me lembra um pouco um outro francês, também lindo: o corredor de fórmula 1, François Cévert.

Valquiria Bizatto disse...

Era também um excelente ator.

Jornandes Correia disse...

Bem que eu me achava parecido com Além Delonge!

Gilda Silva Duarte Novaes disse...

Belo...belíssimo.

Maria Helena Issa disse...

Perfeição!

Debbie Paschoal disse...

Concordo

Andreinha Silva disse...

Aff que lindo!

Bete Nunes disse...

De fato, a vida dele daria um filme . Conseguiu chegar aos 80 com seu estilo de vida e ainda atua, impressionante. Poucas atrizes do tipo" arrasa quarteirao" e que tiveram estilo de vida como o dele chegaram a tanto. Mas que era lindo, era , demais de lindo.

Claudio disse...

Recentemente revi Rocco e seus irmãos e ele está ótimo!
A atriz Norma Benguel apesar de achá-lo muito magrinho conta em sua biografia que teve um caso com ele, quando ela estava envolvida com Aberto Sordi, que era apaixonado por ela e a estava lançando nos cinema italiano. Sordi descobriu que os dois estavam num hotel e foi até lá armado de revolver mas Alain fugiu pela janela pelado. Isto acabou prejudicando sua carreira.
Ele também teve um affair com Marlon Brando. Estranhamente deu muitas declarações homofóbicas. Aliás o ditado "por fora bela viola, por dentro pão bolerento" parece se aplicar ao ator.Ele tem um péssimo relacionamento com os filhos em especial Anthony Delon, seu filho com Natalie, que morreu em 2015 e teve uma vida muito infeliz. O outro filho de Alain, Alain Delon Jr estreou como ator recentemente mas se envolveu num incidente e foi condenado a cinco meses de prisão.

Claudio disse...

Peço desculpas pois no meu comentário anterior eu dei um informação errada: Anthony Delon filho de Alain Delon com Natalie não morreu como eu afirmei, ele está vivo e passa bem, coisas da internet. Mais uma vez peço que me desculpem.

Diva Nina disse...

Quel homme!

Marlon Giorgio disse...

Li no seu blog, Antonio. Excelente matéria sobre o Delon, que acho um ator algo injustiçado por ser mais considerado como bonito. É sempre muito competente.

Filonice Pinheiro disse...

Era muito bonito, até o seu charme de sempre!

Ivis Gomes disse...

Que olhos mais lindos.

Alcides Sacramento disse...

O samurai é brilhante.

Conceição Sá disse...

Lindíssimo! Me lembro bem do filme Piscina com ele e Romy Schinyder. Fizeram o par uma época. Mas amigo vc tb é mui lindo!

Alana Agra disse...

O homem mais bonito do mundo meeeesmo, o clássico bonitinho mas ordinário, com alguns momentos brilhantes. O meu favorito: "A Primeira Noite de Tranquilidade".

Paula Dip disse...

nunca tive duvida de que ele é o homem mais lindo do mundo! minha paixão desde pequenininha...quando ele namorou a Romy Schneider então...uau

Irene Vieira Machado Serra disse...

Hum...

Angela Felipe disse...

Belo!

Neda Morillo disse...

Que maravilha de homem!!!!

Michele Moraes disse...

Que homem lindo e sexy, duas qualidades dificeis de encontrar numa só pessoa

Rita Maynart disse...

Mas é lindo mesmo! Nem Brad Pitt, nem Tom Cruise são tão bonitos quanto ele.

Lucia Helena Pereira disse...

mui lindo

Hulda Marques disse...

Estonteante!

Ana Virginia Santiago disse...

Sempre belo, né, Menino? rs

Jeronymo Andrade Neto disse...

QUE FIM LEVOU ESSE ATOR PRIMAÇO ?

Elton Brasil disse...

Muito bom ator, esteve, em grandes papéis, em filmes, clássicos, de grandes diretores !

Paulo Telles disse...

Ótima matéria!

Mary Vieira disse...

uau

Cris Figueredo disse...

Belíssimo!

Pri Cardoso Almeida disse...

Lindeza!!!

Sibely Vieira Cooper disse...

Era muito bonito. Mas Tyrone Power muito mais.

Tania Di Massimantonio disse...

una bellezza profonda

Tania Di Massimantonio disse...

non una semplice bellezza superficiale

Idalina Souza disse...

MARAVILHOSO!!!!!!!!!

Tania Regina Leme Cardoso disse...


Gato!!!!

Alexandre Eustáquio De Souza Frade disse...

Parole;;;

Pilar Pujol Navarro disse...


K guapo k estaba el hombre!!!

Danielle Carvalho disse...

Ele e Romy em A Piscina!...

Gilberto Kuln disse...


Assim como a francesa Catherine Deneuve foi considerada a mulher mais bela do cinema.

Thais Negrão Furini disse...

Lindo demais,perfeição ! eu amo os filmes dele Emoticon heart

Sibely Vieira Cooper disse...

Sou muito mais Tyrone Power. Mas gosto dele como ator.

Eraldo Urano disse...

Também gosto demais do Tyrone Power. Quanto ao Delon, não sabia que ele era bissexual, ou passou batido pra mim. Mas assim é a vida... Dos filmes que assisti dele, gostei mais do magistral "Rocco e Seus Irmãos".

Jacqueline Myrna disse...

Gosto muito do filme de Alain Delon num barco e mata seu amigo Jean Louis Trintignant lembra Eraldo? Emoticon smile Beijos

Luiz Carlos Rodrigues Luka disse...

Minha esposa sempre o adorou. Realmente bonito o cara. Temos que reconhecer.

Cecyl Vergne disse...

É que tudo demais, é sobra! Sobrou pra ele

Leo Miguel Souza Pinto disse...

Amigo Antonio boa tarde o cinema frances eu tacho desta maneira antes ou depois de Alain Delon nunca mais foi o mesmo,Sol Por Testemunha ,Rocco Seus Irmãos, Leopardo ,Zorro,com atuações impecaveis de Delon, Quer queira ou não o cinema frances não fez o mesmo sucesso sem este astro frances os grandes diretores sumiram .Já não se ve mais filmes franceses no cinema ,Belmondo E Delon fazem falta.
2 h · Descurtir · 3

Wallace Reys disse...

Bravo!!!

Cibele Barni Marchesini disse...


Lindo mesmo e talentoso.

Cris Quirico Quirico disse...


Lindo mesmo!!!! Beleza natural e um grande ator.

Sonia Brazão disse...

Difícil mesmo era ver o Cigano Igor, bonito e oco.
Alain Delon sempre foi lindo e maravilhoso. Gostoso de ver, ouvir e de assistir. Que tal rever O Sol Por Testemunha?
Ele deu brilho extra a esse filmaço.
Parabéns pelo texto amigo Antonio Nahud .

Rossana Ghessa disse...

Conheci pessoalmente, realmente de tirar o fôlego.

Eraldo Urano disse...

Jacqueline acho que deve ser O Sol por Testemunha mas com Maurice Ronet. Beijos.

Paulo Pontes de Souza Pena disse...

pois em suas películas mostrava talento

Telma Lira disse...

Lindíssimo! !!

Mary Vieira disse...

g-suis!

Eleine Freitas Truono Mendes disse...

Divo!!!

Joana Morais disse...

O homem mais bonito do mundo !

Jônia Uchôa disse...

Perfeição existe...

Lourdes Jesus disse...

Maravilhoso

Paulo Tardin disse...

Grande ator.Rossana Ghessa também faz parte de nossa cultura.Vi muitos de seus filmes,de 'todos os ângulos"e pontos de vista.Você ~´e grande.

Margareth Carvalho disse...

Divino!!!!

Cristtina Davet disse...

Muito bom seu blog !!!

Ângela Vilma disse...

lindo demais

Ângela Vilma disse...

Ele está lindo e talentoso demais em "A primeira noite de tranquilidade",de Zurlini.

Neda Morillo disse...

Muito lindo mesmo!!!!

Karla Kyronne Alves França disse...

Belo, bem macho

Tata Maltez disse...

Uauuuu !

Karla Kyronne Alves França disse...

Lindo demais

Fernando Sobrinho disse...


Ele e Montgomery Clift foram os homens bonitos já surgidos na tela do cinema.

Perla Nahum disse...

mas também é ótimo ator

Sonia Brazão disse...

Rossana Ghessa vc o conheceu pessoalmente?
ai...ai..... me matando de invejinha, amiga.

Flavia Telles disse...

Esse homem tinha uma beleza
Excepcional ...

Angela Pieruccini disse...

Magnífico homem
Uma de suas falas famosas : para subir na indústria sempre é preciso fazer concessões
Ele se referia à paixonite de Visconti por ele
Tive o privilégio de conhece - lo em um restaurante de Paris

Cláudio Brayner disse...

ele champrou o Visconti? Que mau gosto....hehehe

Rosângela Paula Machado disse...

Lindo demais, mas o talento é inegável.

depaula disse...

Só para dizer Que o personagem de O Sol Por Testemunha que é assinado no barco é vivido por Maurice Ronet e não Jean Louis Trintignant como foi dito aqui. Ele voltou a matar Ronet no filme "A Piscina".

Delon é uma força da natureza. Tão belo quanto a estrela da manhã. Seu nome é sinônimo de beleza. Mas de fato tem coisas estranhas em sua vida. E apesar da bissexualidade ele faz declarações homofóbicas dizendo que gays não devem ter direito de criar filhos. E que o homossexualismo é "contra a natureza". Eu lamento, mas entendo. Para muitos isso seria algo vergonhoso. Ele parece preferir agradar aos preconceituosos. E quer impedir que saibam de sua vida íntima. Eu não creio que ele tinha jamais admitido ser bissexual. Quando? Mas há muitos que sabem de suas histórias. Ele briga para impedir que sejam reveladas nos livros. Gostaria que ele relaxasse quanto a isso. "Não tem nada de errado, Alain! Aceite e sorria". Eu o admiro muito como ator também. Ele fez filmes que hoje são clássicos. Sem duvida, um dos maiores ícones do cinema francês.

ADEMAR AMANCIO disse...

O melhor macho que já vi.E olhe que eu já vi hem!