dezembro 16, 2010

************ ROBERT MITCHUM NA PRISÃO!!!!



Natural de Connecticut (EUA), nascido em 1917, o carismático ROBERT MITCHUM trabalhou com os melhores cineastas do seu tempo: Otto Preminger, Nicholas Ray, Robert Wise, John Huston, Howard Hawks, Fred Zinnemann, Vincente Minnelli, David Lean, Joseph Losey, Elia Kazan etc. Na velhice, barrigudo e pesadão, ele gostava de contar histórias sobre sua juventude esbelta, antes de ir para Hollywood, trabalhando como estivador e cavador de valas, vivendo sem destino ao viajar clandestinamente de trem, até que foi preso por vadiagem e cumpriu pena acorrentado. Anos depois, em fevereiro de 1949, esteve em cana novamente, sendo fotografado lavando o chão da cadeia do condado de Los Angeles logo depois de ser condenado.

O caso foi o seguinte: Bob Mitchum, não apenas aspirante a astro, mas um novo tipo de ator, cínico, lacônico e sexy, com um salário de 3.250 dólares por semana, havia sido apanhado fumando um baseado. “Claro, fumo maconha desde criança”, disse na ocasião com a maior naturalidade. As circunstâncias da prisão são um pouco estranhas. Ele estava numa festinha de arromba na casa de uma atriz desconhecida, Lila Leeds, quando repentinamente a polícia arrombou a porta do lugar. Isso não é tudo. O local estava com escuta: havia um microfone na parede. O mais suspeito foi a imprensa sensacionalista saber do escândalo antes da polícia invadir a casa. “Bem, esse é o fim amargo de tudo – da minha carreira, do meu lar, do meu casamento”, disse o ator naquele momento. 

Condenado a prisão por 60 dias, com mais dois anos de sursis, o fato é que, naqueles dias medrosos de 1949, tudo se baseava na idéia de que o público se sentiria ultrajado e chocado ao saber que um astro de cinema fumava maconha. A RKO Radio Pictures, que imaginou amargar prejuízos com os filmes do ator prontos para serem lançados, ao receber milhares de cartas defendendo-o, mesmo com receio, exibiu comercialmente um deles, “O Homem que Eu Amo” (1948), um western com Loretta Young e William Holden. Para espanto de todos, o filme chegou ao primeiro lugar na lista de maior bilheteria em todo o país. Supunha-se que o ator fosse para a prisão e sofresse, marginalizado, condenado inevitavelmente ao ostracismo, mas muito pelo contrário, saiu de lá como uma espécie de herói popular, tornando-se uma super estrela.

BOB MITCHUM morreu em 1997. Em um dos seus últimos personagens, aos 74 anos, o Tenente Elgart de “Cabo do Medo” (1991), de Martin Scorsese, reviveu o thriller clássico estrelado por ele e Gregory Peck, “Círculo do Medo” (1961), onde fazia um dos mais terríveis vilões da história do cinema: o psicopata Max Cady.

(Fonte: “A Cidade das Redes – Hollywood nos Anos 40”, de Otto Friedrich, 1986 e “Diccionario de Actores”, de José Luis López, 1993)


6 comentários:

Danielle disse...

Oi, Antonio!

Olá, meninas!

Você acabou de ganhar um prêmio pela divulgação cultural que faz no blog. Passe no meu para pegá-lo, ok!

http://ofilmequeviontem.blogspot.com/2010/12/premio-dardos.html

Bjs
Dani

Kley disse...

Em Los Angeles - Cidade Proibida, o personagem de Kevin Spacey é famoso por ter prendido O Robert Mitchum. Uma divertida homenagem do diretor Curtis Hanson a uma das maiores lendas do cinema.

JAMIL J. LANDIM disse...

Robert Mitchum é o máximo! O rei do filme noir. O cara merecia o Oscar por O Mensageiro do Diabo.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Não lembrava desse detalhe, Kley. E já vi esse filme várias vezes. Gosto muito.

danistill disse...

Gente esta eu não sabia. Robert Michum fumando maconha! Eu que sempre o achei super careta com cara de galã. Nem fazia idéia que ele fumava maconha desde criança. Aliás muitos atores se drogavam. Cary grant foi com o LSD, Judy Garland foi com Anfetaminas etc. Bem, vc podia postar algo sobre isto, pois eu pensava que naquela época não havia usuários de drogas ( Por ser anos 40,50) Todos sempre certinhos. Então, posta algo sobre isto. E eu sou contra esta hipocrisia que existe. Imagina quando deram um Flagra no Robert. Coitado do homem!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Tá anotado, Danistill. Aguarde postagem.