dezembro 15, 2010

***************** GLOBO DE OURO 2011


"a origem", de christopher nolan

A Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood anunciou esta semana, em Beverly Hills, os indicados ao 68º GLOBO DE OURO, o prêmio mais importante do cinema norte-americano depois do Oscar. A valorizada premiação já foi considerada o principal termômetro para o Oscar, mas não vale mais tal afirmação, afinal nos últimos seis anos só “Quem Quer Ser Um Milionário?” ganhou os dois prêmios. Os votos são de um grupo de 85 jornalistas, não críticos, correspondentes estrangeiros sediados em Los Angeles. Este ano, os filmes "O Discurso do Rei" (de Tom Hooper), "A Rede Social" (de David Fincher) e “O Vencedor” (de David O. Russell) saíram como favoritos, com sete indicações o primeiro e seis os dois últimos. Atualmente em cartaz no Brasil, o longa-metragem sobre a história do Facebook foi eleito Melhor Filme do ano pelas Associações de Críticos de Los Angeles e de Nova York.

O GLOBO DE OURO é uma premiação séria e eficiente, embora tenha cometido muita bobagem no passado. Somente me parece absurda essa separação entre Drama e Comédia/Musical. Um filme dramático pode muito bem disputar com uma comédia, como acontece em qualquer premiação mundo afora. Porém, pensando melhor, talvez seja esse o diferencial da premiação da Foreign Press Association. Uma curiosidade deste ano, cujo resultado será conhecido em 16 de janeiro, é que nenhum medalhão lendário – como é habitual - concorre ao prêmio (com exceção de Michael Douglas, que não é essa coca-cola toda).

Sou fã de carteirinha de Tim Burton, mas “Alice no País das Maravilhas” seguramente foi um dos piores filmes do ano. Na verdade, as indicações na categoria comédia ou musical são constrangedoras, com títulos medíocres. Angelina Jolie e Mark Wahlberg concorrendo a prêmios de atuação parece piada. Já “A Origem” tem cadeira cativa na minha lista dos dez mais de 2010 e não entendo como esqueceram Leonardo DeCaprio. Vou torcer também por “Biutiful”, Natalie Portman, James Franco, Annette Bening, Johnny Depp, Helena Bonham Carter e Geoffrey Rush. Espero vê-los na disputa do prêmio da Academia de Hollywood. São minhas preferências – não, necessariamente, minhas apostas. Lembro também que não vi todos os indicados. E você, caro leitor?

Confira a lista completa:

MELHOR FILME/DRAMA:


“A Origem”, “A Rede Social”, “Cisne Negro”, “O Discurso do Rei” e “O Vencedor”.


MELHOR FILME/COMÉDIA OU MUSICAL:


“Alice no País das Maravilhas”, “Burlesque”, “Minhas Mães e meu Pai”, “O Turista” e “Red - Aposentados e Perigosos”.


MELHOR FILME ESTRANGEIRO:


“Biutiful” (México/Espanha), “Io Sono L'Amore” (Itália), “Kray” (Rússia), “Le Concert” (França) e “Haevnen (Dinamarca).



MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO:


“Como Treinar o seu Dragão”, “Enrolados”, “Meu Malvado Favorito”, “O Ilusionista” e “Toy Sory 3”.


MELHOR DIREÇÃO:

Christopher Nolan (“A Origem”), Darren Aronofsky (“Cisne Negro”), David Fincher (“A Rede Social”), David O. Russell (“O Vencedor”) e Tom Hooper (“O Discurso do Rei”).


MELHOR ROTEIRO:

Aaron Sorkin (“A Rede Social”), Christopher Nolan (“A Origem”), Danny Boyle e Simon Beaufoy (“127 Horas”), David Seidler (“O Discurso do Rei”) e Lisa Cholodenko e Stuart Blumberg (“Minhas Mães e meu Pai”).



MELHOR ATRIZ/DRAMA:


Halle Berry (“Frankie e Alice”), Jennifer Lawrence (“Inverno da Alma”), Michelle Williams (“Blue Valentine”), Natalie Portman (“Cisne Negro”) e Nicole Kidman (“Rabbit's Hole”).


MELHOR ATOR/DRAMA:


Colin Firth (“O Discurso do Rei”), James Franco (“127 Horas”), Jesse Eisenberg (“A Rede Social”), Mark Wahlberg (“O Vencedor”) e Ryan Gosling (“Blue Valentine”).


MELHOR ATRIZ/COMÉDIA OU MUSICAL:


Anne Hathaway (“Amor e Outras Drogas”), Annette Bening (“Minhas Mães e meu Pai”), Angelina Jolie (“O Turista”), Emma Stone (“Easy A”) e Julianne Moore (“Minhas Mães e meu Pai”).


MELHOR ATOR/ COMÉDIA OU MUSICAL:


Jake Gyllenhaal (“Amor e Outras Drogas”), Johnny Depp (“Alice no País das Maravilhas”), Johnny Depp (“O Turista”), Kevin Spacey (“Casino Jack”) e Paul Giamatti (“Minha Versão para o Amor”).


MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:


Amy Adams (“O Vencedor”), Helena Bonham Carter (“O Discurso do Rei”), Jacki Weaver (“Animal Kingdom”), Melissa Leo (“O Vencedor”) e Mila Kunis (“Cisne Negro”).



MELHOR ATOR COADJUVANTE: 

Andrew Garfield (“A Rede Social”), Christian Bale (“O Vencedor”), Geoffrey Rush (“O Discurso do Rei”), Jeremy Renner (“Atração Perigosa”) e Michael Douglas (“Wall Street - O Dinheiro Nunca Dorme”).


MELHOR TRILHA ORIGINAL:


A.R. Rahman (“127 Horas”), Alexandre Desplat (“O Discurso do Rei”), Danny Elfman (“Alice no País das Maravilhas”), Hans Zimmer (“A Origem”) e Trent Reznor e Atticus Ross (“A Rede Social”).


MELHOR CANÇÃO ORIGINAL:


"Bound to you" (“Burlesque”), "Coming Home" (“Country Strong”), "I see the light" (“Enrolados”), "There’s a Place for Us" (“As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada”) e "You haven’t seen the last of me" (“Burlesque”).

7 comentários:

Por que você faz poema? disse...

A lista, como sempre, fraca.
Não deve ser muito diferente da lista do Oscar.

annastesia disse...

Essas listas são sempre previsíveis e óbvias. Sempre indicam os filmes com lançamento recente (porque não lembram ou se não interessam em lembrar de outros), com algumas exceções.
Gente, por favor, o que são esses indicados para Musical/Comédia. Alice? Red? Tourist? Pelo amor de Deus!!! Morri de rir loucamente quando soube das indicações. Mas...fazer o que?

Marcelo C,M disse...

A lista de indicados ao Globo de Ouro desse ano é um claro exemplo do que foi o ano de 2010, mediocre.
Nada contra a Alice, achei até bom de se assistir mas nao merecia estar entre os indicados.

Torço entre A Rede Social e A Origem, esse ultimo gostei bastante, mas Leonardo Dicaprio estava muito melhor na Ilha do Medo.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Realmente, Marcelo, foi um ano de filmes medianos e o DeCaprio estava brilhante no injustiçado A ILHA DO MEDO.

Kley disse...

Esse ano está mais pra Globo de Bronze. Uma lista medíocre onde pouco se aproveita. Méritos para A Origem que não poderia ter sido esquecido. Faltaram filmes como A Ilha do Medo e O Escritor Fantasma. Vamos ver se na lista de indicações ao Oscar, é corrigido os equívocos.
Antonio, na lista dos melhores diretores de western, eu acrescentaria ainda: Delmes Daves, Robert Aldrich, King Vidor e Henry Hathaway.

JAMIL J. LANDIM disse...

Ô listinha xinfrim. E cadê A Ilha do Medo?

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Concordo com vc, Kley. Mais a idéia era selecionar só 10 diretores. E como toda seleção, sempre fica alguém de fora. Mas não incluíria Henry Hathaway. Acho-o meio Michael Curtiz ou Lewis Milestone, bons artesão, com alguns acertos, mas sem expressividade ou toque pessoal.