dezembro 16, 2010

**************** O NATAL EM 12 FILMES

natal branco

NATAL! Cidades decoradas com luzes que piscam, Papai Noel morando em shoppings, canções natalinas soando nos lugares mais improváveis, confraternizações, amigos-secretos, gente fazendo compras, a emoção de crianças e adultos, cartões on-lines e filmes sobre o tema na TV e nos cinemas. O nosso blog não resistiu e entrou no clima, fazendo uma listinha com 12 longa-metragens natalinos. Poucos deles são grandes títulos, mas todos são encantadores, atraentes e agradam multidões até hoje em todo o mundo.

De todas as datas comemorativas, o NATAL foi a que recebeu as abordagens mais diversas pelo cinema, desde melodramas a comédias leves ou ácidas, passando por dramas familiares, fábulas, musicais e filme de animação. Um filão que não se esgota. Recentemente o ator Selton Mello dirigiu o intenso “Feliz Natal” (2008), seu primeiro filme, onde um desajustado (Leonardo Medeiros) que mora no interior, com a proximidade do Natal, faz um balanço de sua vida e decide procurar sua complicada família na capital. No francês “Um Conto de Natal” (Um Conte de Noël), de Arnaud Desplechin, também de 2008, com a diva Catherine Deneuve, um casal traumatizado pela perda de seu filho precisa se reunir com a família após muitos anos, na noite de Natal, para que possam tomar juntos difíceis decisões.

Da nossa seleção com espírito natalino, o meu favorito é “A Felicidade Não Se Compra”, do mestre Frank Capra, um dos filmes mais comoventes e reprisados no final do ano. E o seu?

ADORÁVEL AVARENTO (Scrooge, 1970), de Ronald Neame. Com Albert Finney e Alec Guinness


AGORA SEREMOS FELIZES (Meet Me In St. Louis, 1944), de Vincente Minnelli.  Com Judy Garland, Margaret O'Brien e Mary Astor

UM ANJO CAIU DO CÉU (The Bishop’s Wife, 1947), de Henry Koster. Com Cary Grant, Loretta Young e David Niven

DE ILUSÃO TAMBÉM SE VIVE
(Miracle on 34th Street, 1947), de George Seaton. Com John Payne, Maureen O'Hara, Edmund Gwenn e Natalie Wood

DUAS SEMANAS DE PRAZER (Holiday Inn, 1942), de Mark Sandrich. Com Bing Crosby, Fred Astaire e Marjorie Reynolds

DUAS VIDAS SE ENCONTRAM (Holiday Affair, 1949), de Don Hartman. Com Robert Mitchum, Janet Leigh e Wendell Corey

A FELICIDADE NÃO SE COMPRA (It’s a Wonderful Life, 1946), de Frank Capra. Com James Stewart, Donna Reed, Lionel Barrymore e Gloria Grahame

FÉRIAS DE NATAL (Christmas Holiday, 1944), de Robert Siodmak. Com Deanna Durbin, Gene Kelly e Gale Sondergaard

INDISCRIÇÃO (Christmas in Connecticut, 1945), de Peter Godfrey. Com Barbara Stanwyck, Dennis Morgan e Sydney Greenstreet

A LOJA DA ESQUINA (The Shop Around Corner, 1940), de Ernst Lubitsch. Com Margaret Sullavan, James Stewart e Joseph Schildkraut

NATAL BRANCO (White Christmas, 1954), de Michael Curtiz. Com Bing Crosby, Danny Kaye e Rosemary Clooney

VENENO DE COBRA
(Were No Angels, 1954), de Michael Curtiz. Com Humphrey Bogart, Joan Bennett, Peter Ustinov, Aldo Ray e Basil Rathbone

"a felicidade não se compra"

15 comentários:

GUILHERME A. GONÇALVES disse...

Muito bom seu blog

Kley disse...

A Felicidade Não se Compra é fantástico.

JAMIL J. LANDIM disse...

Antonio, tenho uma queda por De Ilusão Também se Vive. Vi menino ainda, na tevê, e nunca esqueci do Edmund Gwenn como Papai Noel.

Papillon disse...

Parabéns pelo Blog.

Nazir Maron disse...

bom natal !
gostei de site e dos bons filmes.

Renato Hemesath disse...

Bárbaro! muitíssimo pertinente este post.. estava mesmo pensando em filme snatalinos por estes dias, mas me interessava por clássicos, tais quais você citou. Obrigadíssimo.
Até então só vi "a felicidade não se compra" e achei maravilhoso! Fiquei curioso em ver "adorável avarento" com o Albert Finney, que gosto muito, desde quando o vi em 'Um caminho para dois'.

Ótimo blog, parabéns!

Abraços

helenahistory disse...

Primo esses filmes fazem parte da minha história de vida. Eram assistidos por meus pais e eu acompanhava pequenina. Guardo boas recordações, principalmente da "inocência" daqueles tempos. Parabéns excelente seleção.

ADRIANA disse...

SEU BLOG É SEMPRE FANTÁSTICO E VC...NEM PRECISA FALAR, NÉ? É O MÁXIMO.BJS..................

cleber eldridge disse...

Como não sou muito fã do Natal, então ... apesar de ser uma festa interessante e tudo mais.

www.twitter.com/rvlucena disse...

Belíssimo e nostálgico blog que acompanho e indico. Depois visite o meu www.observatoriodecinema.blogspot.com onde também falo um pouco sobre minha paixão pelo cinema.

Felicidades e sucesso!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Renato, ADORÁVEL AVARENTE é um belo filme baseado em Charles Dickens. O Finney e o Alec Guinness estão soberbos. Não deixe de vê-lo.

annastesia disse...

Eu tenho um carinho especial por Adorável avarento. Além de amar Albert Finney, foi um dos primeiros filmes com tema natalino que lembro ter visto na infância. Morria de medo da cena do fantasma acorrentado.

Júnia disse...

Também estou fazendo minha listinha de filmes para o fina de ano, selecionei:
Férias de Natal - 1944
Fekicidade Não Se Comprab - 1946
Natal Branco - 1954
Um conto de Natal - 1951
Milagre da Rua 34 - 1947

Depois Vou pastar mais alguns
bjo
Feliz Natal para você!

Nika disse...

o blog como sempre tá ótimo!

danistill disse...

Eu gosto de Remember the Night ou Lembra-te daquela noite com a talentosa Barbara Stanwyck e Fred MacMurray. E a " Felicidade não se compra" pela mensagem. Um abraço.