outubro 18, 2010

******* AS ESCAPADAS GAYS DE CLARK GABLE



Considerado o rei de Hollywood durante três décadas e intérprete de machões como o sedutor Rhet Butler de “... E o Vento Levou”, CLARK GABLE (1901-1960) também teve lá seus romances gays, segundo a biografia “Clark Gable: Estrela Atormentada”, do inglês David Bret. O galã se casou cinco vezes e conquistou um séquito de admiradoras. Também teria se relacionado com Grace Kelly e Joan Crawford e levado para a cama atores e produtores como Earle Larimore, Rod La Rocque e William Haines. Ele nunca permitiu que isso se tornasse público, protegendo sua imagem de machista incorrigível. Outra revelação da biografia trata do suposto romance entre CLARK GABLE e Marilyn Monroe durante as filmagens de “Os Desajustados”, em 1960. De acordo com o biógrafo, isso não aconteceu porque o ator, obcecado com higiene pessoal, não suportava os hábitos anárquicos da super-Marilyn, que “não gostava de tomar banho, dormia nua e comia com freqüência na cama, jogando sobre os lençóis os restos do prato antes de dormir”.


9 comentários:

Andressa Bitelle disse...

Oi Falcão! Não acredito que "os casos" gays sejam verdade. Essa biografia foi escrita por um autor gay. Para ele todos os homens devem ser gays, ele até preferiria isso. Só querem ganhar dinheiro com mentiras. Ele não estava lá para saber, para provar, então eu não acredito em boatos, só em fatos. Pensei que era você que tinha escrito um texto falando mal de Clark Gable, daí eu ficaria fula da vida contigo. Ainda bem que não foi, rs.

Beijinhos.

O FALCÃO MALTÊS disse...

Não ponha a mão no fogo, Andressa. O diretor George Cukor também deixou escapar publicamente essas "peripécias" de Gable.

siby13 disse...

Sempre fico pensando:
Por que será que tantos fazem questão de enaltecer os astros da Gonden Age como sendo gays e lésbicas?
Da forma como contam, acho que a época devia ser um verdaeiro caos.
Não havia heteros???!!! rs
Não acredito em muitas coisas que se falam, mas acho que é de cada um decidir não é?

Daniele Moura disse...

Ah, eu não duvido, mesmo por que, na época de "...E O Vento Levou", George Cukor foi expulso a mando de Gable, por que o mesmo teria descoberto seu passado homossexual.
Existia héteros, claro, mas também existiam gays, como em qualquer outro tipo de trabalho. O fato é que, como essas pessoas são famosas o fardo é bem mais pesado.
E ainda tem mais: muitos casos estão vindo à tona hoje por que na época os estúdios não permitiam que os artistas revelassem sua sexualidade; se o fizesse a carreira se encerraria.
Antonio, este livro já foi lançado no Brasil?
Abço.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Dani, o livro ainda não foi lançado no Brasil.
Abraços

Danielle disse...

Caramba, Antonio, como essas biografias são sensacionalistas !D

Anônimo disse...

Hoje em dia virou moda falar em gays.Recentemente um site falava de Gary Cooper e agora esse biografo fala de Clark Gable,esses
dois tiveram as belas mulheres em seus braços, e fama de pegadores, agora viraram gays, da para acreditar.

Enaldo disse...

Se o povo soubesse quanto ator gay tem na Venus Platinada, rs...

E a Marylin, hein? Porquinha, rs...

re disse...

Não sou fã de Clark Gable,na verdade só assisti...E o vento levou com ele.Mas adoro saber que alguém que adora ser reconhecido como "o machão",na verdade esconde uma delicadeza,que,se assumissem seriam verdadeiros machos!