maio 16, 2011

******* CANNES – MICROCOSMOS DE ESTRELAS


sophia loren chegando ao festival, nos anos 1950
A imagem de uma jovem Faye Dunaway ("Bonnie e Clyde - Uma Rajada de Balas", "Rede de Intrigas" etc.), fotografada pelo cineasta Jerry Schatzberg, ilustra o cartaz oficial da 64a edição do FESTIVAL DE CANNES, de 11 a 22 de maio, no sul da França, na luxuosa Riviera Francesa. Palma de Ouro em 1973 por "Espantalho/Scarecrow", Schatzberg iniciou sua carreira como fotógrafo antes de começar a dirigir filmes e este ano terá seu filme de estréia - "Entre a Fama e a Loucura/Puzzle of a Downfall Child" (1970) - exibido durante o festival, em versão remasterizada e com sua presença. É apenas uma das muitas atrações deste evento iniciado em 1946, logo após a Segunda Guerra Mundial, com a intenção de rivalizar com a Mostra de Cinema de Veneza e encorajar o desenvolvimento de todas as formas de arte cinematográfica, bem como criar e manter um espírito de colaboração entre todos os países produtores de filmes. Embora as primeiras edições tenham passado discretamente, rapidamente captou fama internacional graças à presença de centenas de celebridades, de Kirk Douglas a Gina Lollobrigida. Hoje é um dos mais prestigiados e famosos festivais de cinema do mundo. Estive lá algumas vezes e fiquei fascinado com todo o burburinho cinéfilo.

susan hayward e ingrid bergman
O prêmio mais cobiçado é a Palma de Ouro (Palme d’Or), que recompensa o melhor longa. Entregue pela primeira vez em 1955 a “Marty/idem”, de Delbert Mann, sucedeu ao Grand Prix, até aí dado ao melhor filme em competição. Nos anos 60, à margem da Seleção Oficial, nasceram outras seleções paralelas importantes: a “Semaine Internationale de La Critique”, em 1962, e a “Quinzaine des Réalisateurs”, em 1969. Projetadas no âmbito de retrospectivas temáticas até 2004, as obras do patrimônio são, a partir desta data, apresentadas em “Cannes Classics”, uma seleção que reúne as cópias restauradas, as homenagens às cinematografias e os documentários sobre cinema. Além de todas essas virtudes, o FESTIVAL DE CANNES movimenta um verdadeiro negócio de compra e venda de filmes, com cerca de 10 mil compradores e vendedores de todo o mundo dirigindo-se todos os anos ao evento, que se tornou o número 1 no mercado profissional cinematográfico mundial.

jean-claude brialy, jeanne moreau e anatole litvak
Embora cada edição possua o seu charme, está claro que a deste ano será muito mais excitante que a dos últimos anos: o ator francês Jean-Paul Belmondo e o cineasta italiano Bernardo Bertolucci receberão a Palma de Ouro de Honra; a competição conta com nomes excelentes, de Terrence Malick a Pedro Almodóvar (David Cronenberg e Wong Kar-Wai ficaram de fora no último instante); “Meia-Noite em Paris/Midnight in Paris”, de Woody Allen, abrirá o Festival, e “Les Bien-Aimés”, do excelente Christophe Honoré, o encerrará; fora de competição serão exibidas as novas realizações de Gus Van Sant, Bruno Dumont e Jodie Foster; Robert De Niro é o presidente do júri, que também conta com o diretor Oliver Assayas e os atores Jude Law e Uma Thurman, entre outros; pelo tapete vermelho passarão estrelas como Sean Penn, Catherine Deneuve, Johnny Depp e Brad Pitt. Serão centenas de projeções para milhares de amantes do cinema. O brasileiro “Trabalhar Cansa”, de Marco Dutra e Juliana Rojas, será exibido na mostra paralela “Um Certo Olhar” (Un Certain Regard), concorrendo ao troféu Câmera de Ouro (Caméra d’Or), que premia diretores estreantes. Além de “Trabalhar Cansa”, o longa “Abismo Prateado”, de Karim Aïnouz integra a “Quinzaine des Réalisateurs”, seleção criada por Truffaut e Godard para reforçar a presença de um cinema mais inovador e audacioso, que esse ano presta homenagem à Jafar Panahi, diretor irariano que venceu a Camera D’Or em 1995 com “O Balão Branco”. Como bem disse o cineasta Jean Cocteau, “O Festival é um microcosmos do que seria o mundo se os homens falassem a mesma língua”.

catherine deneuve
FILMES EM COMPETIÇÃO

BIRZAMANLAR ANADOLU’DA (Turquia)
de Nuri Bilge Ceylan;
DRIVE (EUA)
 de Nicolas Winding Refn;
HABEMUS PAPAM (Itália)
 de Nanni Moretti;
HANEZU NO TSUKI (Japão)
de Naomi Kawase;
HEARAT SHULAYIM (Israel);
de Joseph Cedar
ICHIMEI (Japão);
de Takashi Miike
L’APOLLONIDE – SOUVENIRS DE LA MAISON CLOSE (França)
de Bertrand Bonello;
LA PIEL QUE HABITO (Espanha)
de Pedro Almodóvar;
LA SOURCE DES FEMMES (Romênia)
de Radu Mihaileanu;
LA HAVRE (Finlândia)
de Aki Kaurismaki;
LE GAMIN AU VÉLO (Bélgica)
de Jean-Pierre e Luc Dardenne;
MELANCHOLIA (Dinamarca)
de Lars Von Trier;
MICHAEL (Áustria)
de Markus Schleinzer;
PATER (França)
de Alain Cavalier;
POLISSE (França);
de Maiwenn
SPLEEPING BEAUTY (Austrália);
de Julia Leigh
THE ARTIST (França)
de Michel Hazanavicius;
A ÁRVORE DA VIDA/The Tree of Life (EUA);
de Terrence Malick
THIS MUST BE THE PLACE (Itália)
de Paolo Sorrentino;
WE NEED TO TALK ABOUT KEVIN (Inglaterra)
de Lynne Ramsay.

romy schneider e alain delon
isabelle adjani
jean-pierre aumont e grace kelly
CANNES CLÁSSICO
(Filmes restaurados digitalmente)


LARANJA MECÂNICA/A Clockwork Orange (1971)
de Stanley Kubrick;
CHRONIQUE D’UN ETE (1960)
de Jean Rouch e Edgar Morin;
DESPAIR – UMA VIAGEM PARA A LUZ/Despair (1978)
de Rainer Werner Fassbinder;
HUDUTLARIN KANUNU (1966)
de Lufti Akad;
O CONFORMISTA/Il Conformista (1970)
de Bernardo Bertolucci;
LA MACCHINA AMMAZZACATTIVI (1952)
de Roberto Rossellini;
O ASSASSINO/L’Assassino (1961)
de Elio Petri;
O SELVAGEM/Le Sauvage (1975)
de Jean-Paul Rappeneau;
VIAGEM À LUA/Le Voyage dans La Lune (1902)
de Georges Mélies;
O BOULEVARD DO CRIME/Les Enfants Du Paradis (1945)
de Marcel Carné;
NIEMANDSLAND (1931)
de Victor Trivas;
RUE CASES-NEGRES (1983)
de Euzhan Palcy.

cartaz oficial 2011

45 comentários:

Luiz Santiago disse...

Meu Festival de Cinema favorito!!!

Rodrigo Mendes disse...

Prefiro a Palma de Ouro do que o Oscar!

Imagine o que será ver Laranja Mecânica, por exemplo, restaurado no especial de 40 anos!

Abs.
RODRIGO

Adecio Moreira Jr. disse...

Eu ainda tô pagando muito pau pra esse pôster com a Faye Dunaway. È sensacional. Cannes é cool até no pôster!

Morvan disse...

Tu sabes bem o que faz, inteligente e criativo, vasto por demais.Tens tudo.Prefiro ouvi-lo calado, e lê-lo, e haja tempo.Esta muito belo o blog, mas ando bastante displicente quanto a visita-lo regularmente. Toda sorte. Abraço

Lauro Lacorte disse...

Nossa, Alain Delon! hahaha que legal!
O Festival realmente é uma das minhas maiores referências quanto ao cinema.
Muito bonito o novo visual do blog!

Irene Serra disse...

É, Antonio

Você realmente merece todos os prêmios do mundo...

Beijos,
Irene

Rubi disse...

Meu festival de cinema favorito²
Quanto ao cartaz, dispensa comentários.

Blog UaiMeu! disse...

Muito bacana seu blog ,a sua proposta,não são todos os dias que vemos um blog legal assim.
É fascinante conhecer mais sobre o cinema.Eu por exemplo não conhecia esses atores esses filmes não sabia muito bem o significado desses premios.
Estamos te seguindo
Abraço
http://uaimeu10.blogspot.com/

Jamil disse...

Brilhante, Antonio! BRAVO!
A matéria mais completa e sofisticada que li até o momento sobre Cannes 2011.
A abertura com Sophia é sensacional.

Leonardo disse...

O melhor festival de cinema do mundo, sempre com os melhores filmes. É muita gente boa reunida. Bela matéria. Ainda mais pela foto da Grace Kelly, ja que eu sou apaixonado por ela :D


Obs: respondendo, a premiação da mtv é dia 5 de junho

http://omundodoscinefilos.blogspot.com/

Pena disse...

Estimado e Sublime Amigo:
Mais um desfile extraordinário do seu talento mágico.
O FESTIVAL DE CANNES, a que dá vida, deslumbra e é repleto de encanto.
Parabéns. Um belíssimo Post sob sua assinatura. Perfeito sentir na afamada Tela dos Sonhos.
Abraço amigo de admiração pelo que concebe de maravilhar e fascinar.
Com respeito profundo pelo seu talento gigante.

pena

Divinal.
Bem-Haja, pela honra da sua amizade.
Adorei o que criou com beleza e pureza. Sublime.

Marcelo C,M disse...

Ano passado lamentei que Copia Fiel não tenha levado o prêmio maximo, pois para mim, foi um dos melhores filmes do ano que passou e Juliete Binoche me fez mudar completamente minha opinião sobre ela. Porque eu sempre via ela como Juliete Binoche, nunca via ela dando lugar ao seu personagem que dava vida na tela. Então veio esse Copia Fiel e atriz simplesmente sumiu da tela, dando lugar a uma mulher que nos deixa cheio de duvidas sobre a sua sanidade.

Carla Marinho disse...

Seus textos magníficos como sempre! abraçao

Júlia Xavier disse...

Encantada, querido!! Tudo muito lindo, adorei!
Obrigada. Beijos!!

Sonia Brazão disse...

Querido Antonio

O seu blog com nova roupagem está
simplesmente mega mágico.
O layout, as novas cores e a música são o destaque.
Quando você falou que iria dar uma cara nova eu, confesso,
me assustei, afinal NÃO SE MEXE EM TIME QUE ESTÁ GANHANDO....
PORÉM, ficou divinamente genial.
Parabéns!
Parabéns !

Malu Barros disse...

Quantas lindas e talentosas atrizes. É muito bom ver e ler essas matérias, mas ao mesmo tempo nos traz uma certa nostalgia ao comprovar como o tempo é cruel. Ainda bem que existem pessoas como vc que com seus registros as perpetuam em nossa memória. Continue sempre iluminado para desfrutarmos cada vez mais do seu bom gosto. Abraços.

Lauro Lacorte disse...

Não há dúvida que melhorou o visual, a trilha sonora continua uma perfeição!
parabéns, seu blog é sensacional!
abração

Luiz Carlos Freitas disse...

Michel Legrand foi uma escolha excelente! e o visual tá lindão! aliás, tá sendo bem visitado o blog, hein! quase 40 mil acessos já!

Toninho Luz disse...

Poxa!Vc perguntar se curto o blog é mais ou menos a mesma coisa que vc perguntar se o sorvete de chocolate misturado com passas ao rum com licor de cereja melecando tudo por cima é bom...rsrsrsrrÉ...

LIMA TRINDADE disse...

O Falcão Maltês está um céu de estrelas, hehehe!

Jamil disse...

A melhor matéria que li até o momento sobre o Festival de Cannes! Sofisticadíssima e informativa.
Bravo!

Rubi disse...

Ah Festival de Cannes.
Um dos meus preferidos!
E como sempre, ótimas matérias, ótimas referências e ótimas imagens.

Essa brincadeira do blog me deu um susto pela manhã haha pensei que havia perdido tudo.

As Tertulías disse...

Magnífica postagem! Adorei "rever" Fay antes de suas plásticas, botoxagens e siliconadas... como ela era bonita, que linda era esta grande atriz... Valeu!

GIANCARLO TOZZI disse...

Lindas imagens. A Catherine sempre rainha. Será que Almodóvar tem chance de ganhar o festival?

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Realmente, Ricardo (As Tertúlias), a Faye Dunaway perdeu toda a expressão pós plásticas e tudo o mais. Um dia desses vi CROWN, O MAGNÍFICO, de 1968, e fiquei impressionado com sua beleza.

Ruby disse...

Não acredito que agora é que fui encontrar esse blog! Tudo sobre o glamour do cinema, principalmente na era de ouro hollywoodiana. Bárbaro! Textos incríveis.
Sem fazer propaganda, mas meu tumblr só tem estrelas dessa categoria, caso precise de imagens, sinta-se à vontade pra usar.
http://fab-ingrid.tumblr.com
Vou ver os posts anteriores agora. Prazer!

annastesia disse...

Antônio, seu blog está mais chic a cada dia!
Cannes é luxo e maravilha pra mim! Altíssima classe (comprovada pelos nomes e fotos citados no texto). O grande festival da 7a arte, de onde saiu e foram consagrados alguns dos mais importantes e essenciais nomes do cinema. E o poster desse ano ficou lindíssimo!

linezinha disse...

adoro o festival de Cannes sempre sinônimo de sofisticação e glamour e realmente a Faye Dunaway se acabou com as plásticas ela era tão bela!
ah quem tem antena a cabo o canal TCM vai exibir o filme O Falcão Maltês no dia 20/05 as 14:00 não vou deixar de ver!

Fábio Franco disse...

Eu adoro o festival de Cannes. Ele é muito melhor do que o Oscar. Antônio queria muito que voce fizesse um comentário sobre o filme A Moça Sem Véu (Manina, la fille sans voile), estrelado por Brigitte Bardot em início de Carreira.

Júlio Machado disse...

Fantástico a nova roupagem!
O statu quo do seu blog caminha cada vez mais pra melhor.
parabéns genuíno cinéfilo!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Seja bem-vinda, Ruby. Estive no seu blog. Espetacular! Parabéns.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Estou preparando um post sobre Brigitte Bardot, Fábio. Nele falarei sobre Manina, A Moça Sem Véu.
Abração.

Dario Mattos disse...

O cinema ja foi glamoroso!! as fotos não mentem!!!

Marta Scarpa disse...

Vi Entre a Fama e a Loucura. Uma filme difícil com uma Faye muito bela.

Maxx disse...

Obrigado pela visita e adorei seu blog. Gostaria de eventualmente, com sua autorização e citando a fonte, usar trechos de seus textos no meu blog de cinema. Grande abraço. Maxx.

http://telecinebrasil.blogspot.com/

renatocinema disse...

Adorei seu site.....Adorei as imagens, o conteúdo, as palavras.

Abraços

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado. Tudo bem, Maxx, pode utilizar o que tiver vontade. Peço apenas que cite a fonte.
Tudo de bom,

disse...

Uau! Deve ser magnífico estar presente em um festival como o de Cannes. Lá há filmes para todos os gostos e premiações que fogem do óbvio.
Abraços, Lê

Daniele Moura disse...

Nossa, Cannes! Que lindo texto e fotos. Adorei!
Abraço
Dani

Hugo disse...

O charme do festival é imenso e tem como um dos pontos principais apresentar e premiar filmes do mundo inteiro, sem distinção de língua ou origem.

Abraço

Felipe S. disse...

Viajei e viajei com prazer aqui. Curioso hoje sonhei com Fritz Lang, estava quase dentro de um filme dele, e disse, no sonho, que ele era o maior cineasta. Agora leio sobro ele aqui, sincronismo místico...

Cefas Carvalho disse...

Oi, amigo. Estou acompanhando o festival sim, torcendo às escuras para Almodóvar, que merece esta Palma há umas duas décadas. Abração.

Alan Raspante disse...

Excelente post :D

Darci Fonseca disse...

Olá, Antonio Sam Spade
Cada postagem em seu blog é um deleite para os olhos (fotos)e mente (texto). Imperdível de verdade.
Abração.

Rogolagos disse...

Muy buen espacio...
un abrazo desde Chile.

muchos saludos