março 17, 2011

******* DO SIMBOLISMO DA LUZ E DA SOMBRA


jean harlow
O claro-escuro exerce uma poderosa repercussão no nosso imaginário.  Os pintores renascentistas foram mestres nessa técnica de contrapor SOMBRA e LUZ para criar climas singulares, despertando sentimentos primordiais no observador. Em tradução cinematográfica, algumas obras são exemplares na articulação desses recursos expressivos. Elas se inserem nos movimentos de vanguarda da primeira metade do século passado, entre eles, o Expressionismo alemão e o Film Noir norte-americano. No geral, são filmes cuja temática gravita em torno do mal, do funesto, do macabro, do fantástico, do crime, do desequilíbrio. O uso das sombras, com toda sua carga misteriosa formulada ao longo da existência humana, desliza perfeitamente na narrativa, contribuindo para um clima e um aprofundamento das idéias propostas pelo diretor, e repercutindo na psique do espectador.

As significações das imagens em claro-escuro são expressas esteticamente através de um contraste escuro/fotografia brilhante. Impregnadas de subjetividade e de magia, compensa a ausência de uma realidade óbvia, mas o cinéfilo, ao se identificar com os jogos de sombra e luz e com as formas que se configuram na tela ou na fotografia estática, põe em movimento suas projeções-identificações mais íntimas. Celebrando a beleza perene da LUZ e da SOMBRA no cinema, alguns formosos retratos publicitários de estrelas da era de ouro de Hollywood:

merle oberon
sylvia sidney
ella raines
gloria grahame
ingrid bergman
claudette colbert
linda darnell
marlene dietrich
greta garbo
susan hayward
norma shearer
jean simmons
gene tierney
jane russell

56 comentários:

Marcus Cramer disse...

Nossa, muito interessantes as suas considerações. E as fotos são belíssimas. Parabéns!

Daniele Moura disse...

Sim, o jogo de luz e sombra...e a prata.

Lindo post!

Daniele Moura disse...

Cinco meses! Quanto trabalho lindo, bem feito na internet, valorizando o mundo virtual. Parabéns!

Um abraço
Dani

cirandeira disse...

O seu trabalho é uma verdadeira aula sobre a história do cinema, além de belíssimo! Gosto muito de cinema, mas não tenho conhecimentos
suficientes sobre sua história. Agora já tenho uma boa fonte para preencher essa deficiência...
Parabéns pelo execelente trabalho,
e obrigada pela visita e por seu comentário.
Um abraço

Adecio Moreira Jr. disse...

Fotos lindas, né. Minha preferida é Marlene Dietrich. Perfeita!

siby13 disse...

Muito boa a matéria. A minha foto preferida é de MERLE OBERON.
Parabéns pelo sucesso do BLOG.
:)

Pena disse...

Sublime e Talentoso Amigo:
Um post brilhante e fabuloso onde predominam as mensagens da Tela dos Sonhos em preto e branco.
Fellini. Thraufut. Bergman. Eram exemplos marcantes disso.
Parabéns. Um texto fulgurante e extraordinário que me maravilhou e deslumbrou.
Abraço amigo de gratidão pela visita fantástica.
Com respeito.
Sempre a admirá-lo

pena

Bem-Haja, notável amigo.
É gigante naquilo que concebe de beleza imensa.
Adorei.

Cine Mosaico disse...

Fotos lindíssimas. Um verdadeiro deleite para os olhos.

:: Felipe Martins ::

Rato disse...

VIVA O PRETO!
e
VIVA O BRANCO!

O Rato Cinéfilo

As Tertúlias... disse...

Deslumbrantes trabalhos fotográficos... e isto, ainda por cima, com "aquelas mulheres" que nao conheciam nem plásticas, nem botox, nem silicone e muito menos photo-shop!!!! :-)

Como que só cinco meses? Nao haveria me dado conta deste fato senao o tivesses mencionado! Este Blog maravilhoso tem material para já ter ANOS de vida. Sim, de vida, pois toda e qualquer matéria que é aqui colocada é tao intensamente "vivida" pelo autor e pelos leitores que, sempre penso neste teu espaco, tenho que admitir que "dinamico" é um dos adjetivos nos quais mais rápido penso!

Feliz Aniversário de 5 meses. Esperamos já ansiosos pelas novas postagens e pelos muitos anos à nossa frente!

Para voce e para toda essa sapiencia que nos passa com as maravilhosas postagens que idealizas, um feliz Aniversário! Chapeau!

do "fa" de carteirinha
Ricardo

Faces de Mulher disse...

Já conheceu alguma romântica por excelência que não gosta dos clássicos?
Eu não sou a exceção...
Amo clássico!
Tirei uma foto inspirada na foto da Merle Oberon...
É claro que nem perto chegou...
Linda por demais a mesma...
A foto que tirei foi produzida por mim, sem profissionalismo...
Na próxima postagem eu colocarei para você ver...
Porque não trouxe o selo?
Lá tem dois O amo seu blog e o seguidor de ouro...
Pode buscar se quiser...
Amei seu espaço cultural...
Gostoso estar aqui...
Um belo fim de semana!
Já sou uma seguidora...
Lindooooooooooooooo...
Bjks
;)
Chrys

Faces de Mulher disse...

Sabia que já havia visto esse filme....
Depois dos quarenta anos não sou mais conivente a memória...
Tive que fazer uma pequena pesquisa...
Rsrsrsrs...
Falcão Maltês, é um romance policial de 1930 do escritor americano Dashiell Hammett, originalmente lançada como série na revista Black Mask.
Bem sugestivo o nome do seu blog...
Acredita que tenho um sobrinho de 5 anos que ama esses classicos?
Tem uma intelectualidade incrivel...
Quanto a você nem sou tola em violar seus talentos...
Simplesmente magnífico sua atuação neste seu espaço virtual concreto...
Bjks
Chrys
;)

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado pelas palavras generosas, Ricardo. Também admiro o seu blog TERTÚLIAS.
Abraços,

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Chrys, a foto da Merle é incrível, não? Parece um sonho. Post a sua, quero vê-la.
Obrigado pelo selo. Logo passo por lá.
O FALCÃO MALTÊS é um filme incrível, mas o livro é melhor ainda. O Dashiel Hammett era muito bom.
Obrigado pela visita. Volte sempre.

Por que você faz poema? disse...

São mesmo fascinantes essas imagens, pura mágica luz e sombra.

ATTICUS disse...

Desde luego es uno de los echos que mas me ha marcado para mi enamoramiento hacia el cine,recuerdo ver esos maravillosos fotogramas en films
tan legendarios,que los convertian
en un expectacular visor de imagenes.

Tuca Zamagna disse...

Espetacular o seu blog, xará (sou Antonio também)!

Sou uma inconsolúvel viúva da época áurea do cinema em P&B. As "fitas" eram muito mais coloridas, não? Esta sua deliciosa seleção de imagens das deusas do cinema já diz tudo.

Um grande abraço

Faces de Mulher disse...

Oi Antônio!
Aqui de novo seu blog é muito GOSTOSO...
Estou tentando ficar conectada aos blogs favoritos e ao meu...
Não tenho muito tempo...
Às vezes sumo daqui por um bom período...
Mas Esso é horrível...
Sinto falta...
Aqui encontro uma conexão muito estimulante com pessoas inteligentes...
Fato que no meu cotidiano não acontece...
As pessoas parecem retroagir...
Esse fato não é perceptivo para as pessoas que não se conectam neste mundo virtual e muito real...
Acham que perco tempo, não são sabedoras do crescimento que temos aqui em todos os sentidos...
Aqui exponho meus pensamentos...
E o que escrevo...
Nada de muito literário, tudo muito simples, mas, uma representação do que sou...
Quanto aos filmes e livros, você tem toda razão...
Li livros antes de assistir filmes poucas vezes, pois é ate depressivo comparar...
Os livros são envolventes e detalhados, nos transportam para dentro da estória...
Os filmes são retalhados...
Mas compreendo...
Um bj
Chrys
;)

Rafael Carvalho disse...

Esse trabalho de contraste entre o branco e o negro é deslumbrante quando bem utilizado. Tem filme que dá gosto de ver só pela força de suas imagens.

Marcelo C,M disse...

Vendo essas belas fotos com as atrizes daquele tempo, da para entender porque Bette Davis detestava a idéia de atuar em um filme a cores. Segundo as propias palabras dela, cinema a cores não é cinema. Mesmo ela indo contra a maré, talvez em parte, ela deve ter tido razão.

Felipe Pucinelli disse...

Postagem linda, como sempre seu blog está incrível!
Um abraço do parceiro Felipe, do blog A Terça Parte do Cinema.

http://atercapartedocinema.blogspot.com/

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Com certeza, Tuca, o cinema em P & B era muito mais expressivo, denso, misterioso... Mas também gosto de um bom technicolor...
Abração

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

A Bette Davia era uma danada, Marcelo. Complicada? Com certeza, mas sabia das coisas.

disse...

Uau, Antonio! Que fotos lindas! Não consigo escolher a melhor, embora eu tenha uma quedinha pela de Greta Garbo... Com certeza o uso do preto-e-branco e do chiaroscuro dá uma atmosfera toda especial a certos filmes. Abraços, e não se esqueça de que eu sempre apareço,

www.criticaretro.blogspot.com

Leonardo disse...

Belissimo trabalho, fotos muito bonitas (e com atrizes lindas tambem :D)
O cinema antigo jamais pode ser esquecido, pois foi a melhor época.

Parabens pelo seu blog, em nome dos blogs

http://thenerdsarecool.blogspot.com/
e
http://omundodoscinefilos.blogspot.com/

Eliane Gonçalves disse...

Olá...

Fico feliz quando recebo um email divulgando espaços talentosos como esse que estou contemplando.
Uma abordagem muito sensível e as imagens são apaixonantes.

Parabéns!

Até o próximo evento em cartaz!

Júnia disse...

Parabéns pelo aniversário de cinco meses e pelas belas imagens selecionadas para comemorar tal data.
Beijos

Faces de Mulher disse...

Boa noite Antonio!
Postei a foto...
Nossa revirei arquivos e mais arquivos...
Disse que foi inspirada na da Merle Oberon, certo?
Espero que goste...
Mas se não gostar pode falar...
bj
Chrys
;)

Luiz Santiago disse...

CINCO MESES? UAU!!!

Parabéns! E que muitos anos e muitos cinco meses venham por aí!

Poxa, que fotos! Dietrich e Garbo não tem pra ninguém! Lindas, lindas!

Daniele Moura disse...

Antonio, tem post novo. Dá uma passada lá!
Beijinho pra ti!

www.telaprateada.blogspot.com

Danielle disse...

Oi, Antonio.

Quero primeiro parabenizá-lo pelo aniversário do blog. Espero que ele continue sendo um sucesso!

Você escolheu imagens belíssimas para ilustrar os usos que o cinema fez da luz e da sombra, que são suas matérias-primas. Acho fascinante como a escala de cinzas cria o objeto de modo subjetivo mas, paradoxalmente, pode levar o espectador a percebê-lo como mais real que o colorido.

Esses dias, enquanto víamos o Ben-Hur - bastante prejudicado pela minha tela de 30 polegadas, diga-se de passagem - comentei sobre a artificialidade das cores e minha mãe, que não tem nenhum conhecimento técnico sobre cinema, fez um comentário intuitivo que corresponde bastante à verdade: os filmes branco e preto parecem mais realistas.

Posso sugerir uma foto à sua lista?

https://picasaweb.google.com/lh/photo/oCu9rtnBie2ajXM3DUavZQ?feat=directlink

Vida longa ao seu blog, Antonio! Gosto muito de passar por aqui - fico triste por poder fazê-lo menos do que gostaria.

Bjs
Danielle

FELIPE BRIDA disse...

Olá Antônio, prazer em te ter como leitor assíduo do meu blog, que comemorou três anos em fevereiro.

Eu tenho 'O falcão maltês' nos meus favoritos e sempre estou acompanhando seus trabalhos publicados lá.

Você é professor também em faculdade?

Vamos trocando ideias.

Abraço forte!

FELIPE BRIDA

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Dani, fico muito feliz quando vc aparece por aqui. Sabe como admiro sua sensibilidade e competência.
Penso exatamente como sua mãe, embora goste também dos filmes de colorido over, tipo technicolor.
Grato pela sugestão da foto, vou utilizá-la no próximo post, que será sobre musicais e Judy terá um grande destaque.
Beijos,

Marciano Medeiros disse...

muito sucesso poeta

Regina Florêncio disse...

O Falcão hoje tá demais ! Lindas ensaios fotográficos e que trilha !!!

GIANCARLO TOZZI disse...

O seu trabalho leva a marca do talento, Antonio. O Falcão surpreende e encanta. Fiquei feliz em ver por aqui Jean Simmons, uma atriz admirável e pouco falada.
Sucesso.

NEILA TAVARES disse...

Sou completamente encantada com sua página. Não sei o que acontece, mas toda vez que tento entrar como seguidora não consigo concluir. Empaca sempre em algum momento. Pena. Mas venho aqui, sempre. É bonito demais, com texto de primeira.

Quanto às Musas do Cinema Novo, não sei se consegui ver
O link que você enviou está certo? Começa com foto da Jean Harlow, a matéria sobre Luz e Sombra? É o post com Leila, Odete e Darlene?

Não deixe de responder. Quero muito ver o que me pede.

Grande abraço

Neila

linezinha disse...

Perfeito essa técnica de luz e sombra de antigamente que tornava as imagens e o cinema algo muito mais misterioso e sublime que diga essas fotos da Garbo,Dietrich tb a Ava Gardner que a deixava ainda mais felina.Isso Antônio como a moça que indicou a foto da Judy eu tb adoraria que vc fizesse uma bela matéria sobre ela,lembrando que em 2010 foi os 70 anos do filme o Mágico de Oz.
Parabéns pelo 5 meses do blog!

Bjs

Jamil disse...

Da Brigitte Helm de Metropolis a Joan Bennett de O Segredo da Porta Fechada, Fritz Lang utiliza a luz e sombra como ninguém.
Parabéns pelos cinco meses do Falcão. Tim-tim! Sou um leitor apaixonado pela criatividade, sensibilidade e sofisticação do seu blog, Antonio.
Abraços.

Toninho Luz disse...

Obrigado por manter-me em acesso ao mega blog!

Grande abraço, meu grande!!

NEILA TAVARES disse...

Ah, Antonio, vi, sim, então. Eu procurava por um título: Musas do Cinema Novo e por isso não encontrava.

Quê que eu posso te dizer? O de sempre: você é ótimo, seu blog é ótimo. Adoro. Até, confesso, olho com certa inveja ('inveja branca' , como diz a moçada agora) da beleza de seu blog e do seu texto primoroso.

Um abraço. E sou seu que agradeço a comunicação.

Neila

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Giancarlo, realmente a JEAN SIMMONS merece toda a consideração. É uma ótima atriz. Logo escreverei sobre ela. Estou pensando num post sobre atrizes inglesas clássicas.
Abraços,

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Concordo com você, Jamil, o ótimo Fritz Lang trouxe toda a magia da luz e da sombra para Hollywood... e com Joan Bennett fez 4 filmes incríveis.
Tudo de bom,

M. disse...

Antes de tudo, Parabéns por esses poucos meses maravilhosos aqui com a gente na web. É um privilégio para nós cinéfilos ter um blog como o seu!

Ah, e essas fotos são autênticas obras de arte. Claro, que a beleza de muitas atrizes ajuda, outras não são tanto, mas quem faz a obra final é mesmo quem fotografa.
Um abraço e ótima semana.

Danielle disse...

Que delícia, Antonio, um post sobre musicais! Espero ansiosamente porque é meu gênero preferido.

Obrigada pelas palavras carinhosas. Sobre a diferença entre colorido e branco & preto, estava me lembrando das palavras de Alberto Cavalcanti, segundo o qual o filme colorido tem uma obrigação muito maior com o realismo, já que as cores correspondem mais à realidade que o branco & preto, onde se pode ousar em leituras mais subjetivas do mundo.

Mas, como você, eu também gosto de ambos!

Bjs e até logo
Dani

Fabiane Bastos disse...

5 meses de blogsfera!
Parabéns!!!

Rubi disse...

Eu ADOREI o teu blog.
Começando pela música, que é ótima.
E pelo post, que além de bem escrito teve uma seleção de imagens excelente.

Sou super fã de algumas atrizes que você citou, mas a Jane Russell é sem dúvidas a minha preferida.

Estou seguindo, e parabéns pelo blog!

cinecafe disse...

esse preto & branco tem tanta alma que a maioria dessas fotos de 'currículo' de ator/atriz de hoje são assim também. esses pequenos emblemas criativos que eram inseridos nas fotos, por exemplo essa da greta garbo, puta merda! maravilhosa demais.

Fábio Espiga disse...

Salve Antônio
leio a um tempo seu blog(apesar de só começar a seguir essa semana) q encontrei graças ao email que vocÊ em envia regularmente.gosto muito do cinema classico.
ajude uma amiga estudante de jornalismo com uma revista online http://revistaopa.com/ , não temos colunistas fixos e ainda não dispomos de nenhum tipo de patrocínio, apesar de ser muito recente, foi lançada em dezembro 2010, já estamos alcançando a marca de mais de 20 mill acessos.
gostaria de saber se é de seu interesse colaborar de alguma forma
agradeço a sua atenção e aguardo retorno
cordialmente

Fábio Espiga

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Gostei da revista, Fábio. Qual a espécie de colaboração que deseja?
Abraços,

Silvério Duque disse...

Caríssimo,

Meu parabéns... sucesso sempre.

Um abraço,



Silvério Duque

Natalia Xavier disse...

Sensacional seu post! Há um bom tempo sinto de vontade de falar mais sobre Luz e Sombra no cinema. Existe essa preocupação não só nos filmes em PB embora neles seja mto mais evidente mesmo. Gosto dos elementos contra a luz de filmes noir, e do ar soturno causado pela sombra no Expressionismo Alemao. Belissimo! =)

Posso te adicionar no blogroll do Le Matinée?

Abs!

Raildon Lucena disse...

Mais um belo texto desse blog que se consolida a cada dia como nossa mania cinéfila! Parabéns pelo aniversário! Vida longa ao Falcão Maltês!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado, Natália, será um prazer participar do seu blogroll.
Apareça sempre.
Abraços,

Dewonny disse...

Belíssimas as imagens, meus parabéns, tens muito bom gosto!
Excelente post!
Abs! Diego!

annastesia disse...

Fotos espetaculares! Eu sou fascinada por essa dualidade. Não é à toa que o estilo cinematográfico que mais me atrai é o Expressionismo e não resisto ao Noir.
Excelente tópico!