Caros Amigos

abril 03, 2012

*********************** OS MONSTROS

cartaz de "a bolha assassina"

Os MONSTROS habitam o meu imaginário. Na infância, quando a noite caía, eu ouvia sussurros e passos macios, enxergando sombras que se mexiam anunciando uma gigantesca figura de luz e sombra (nada religiosa!). Temeroso, fechava os olhos no momento exato, nunca chegando a vê-la. Meus pais, ingênuos como muitos pais, diziam que não havia nada. “Monstros não existem”, repetiam pacientemente. Imaginárias ou não, fantásticas ou lendárias, de aspecto e atos assustadores, estas criaturas marcaram a história dos filmes de terror e aventura. Neste contexto, encarnam frequentemente a figura do Mal, que é derrotada por um mocinho que representa o Bem e as virtudes. Inspirando medo, alguns têm força descomunal, outros podem entrar em qualquer lugar sem serem vistos e se esconder em qualquer parte, prontos para o ataque fatal.

O Golem, feito de argila, significa “inacabado” e apareceu no cinema mudo alemão, vindo do folclore judaico. Os Zumbis são mortos-vivos debilitados e com uma insaciável fome por carne humana fresca. Já apareceram em vários filmes, como a "Trilogia dos Mortos" de George A. Romero. Embora importantes, ficaram de fora da lista abaixo. Amistosamente, também deixei de lado o Fantasma da Ópera, Gremlins, a Mulher-Gigante, o Homem-Invisível, entre outras lendas do horror. Por fim, descartei Freddy Krueger, brinquedos assassinos e humanos monstruosos (Dr. Hannibal Lecter, por exemplo). Como sabemos, a construção de uma lista pende para o gosto pessoal do autor da mesma. Depois da leitura desse post, pense na sua lista de MONSTROS. Como ela seria composta?

MEUS MONSTROS FAVORITOS
(por ordem de preferência)

(01)
CONDE ORLOCK e CONDE DRÁCULA em
NOSFERATU
(Nosferatu, eine Symphonie des Grauens, 1922)
de F. W. Murnau

DRÁCULA DE BRAM STOKER
(Bram Stoker’s Dracula, 1992)
de Francis Ford Coppola

O clássico expressionista é uma adaptação não autorizada de “Drácula”, de Bram Stoker. Orlock (perturbador Max Schreck) se parece com um morcego, com protuberantes incisivos, olhos penetrantes, orelhas pontudas e mãos como garras. O segundo, protagonizado por Gary Oldman, também marcou época. O vampiro sombrio e doido por sangue foi encarnado por outros atores, de Bela Lugosi a Christopher Lee.

(02)
CRIATURA ANFÍBIO em
MONSTRO DA LAGOA NEGRA
(Creature from the Black Lagoon, 1954)
de Jack Arnold

Uma expedição vem ao Brasil procurar fósseis e encontram um ser anfíbio (Ricou Browning e Ben Chapman) que se apaixona pela única mulher do grupo. Embora seu habitat natural seja aquático, ele consegue respirar e caminhar na superfície. A aparência associa-o a uma espécie de homem-peixe, com pele escamosa, guelras e membranas como nadadeiras nas mãos e pés. Renderia duas sequências.

(03)
 KING KONG em
KING KONG
(Idem, 1933)
de Merian C. Cooper e Ernest B. Schoedsack

O gorila de 8 metros de altura assombrou o mundo. A história fala de uma equipe de cinema que ao filmar numa ilha tropical encontram um gorila gigante, adorado pelos nativos. A criatura gigantesca se apaixona pela mocinha Fay Wray, mas é capturado e levado para Nova York, onde o exibem para uma multidão. Clássico absoluto refilmado em 1976 e 2005.

(04)
MR. HYDE em
O MÉDICO E O MONSTRO
(Dr. Jekyll and Mr. Hyde, 1941)
de Victor Fleming

Ilustre médico divide-se entre duas personalidades. Uma é a do emérito doutor, filantropo respeitado, exemplo de conduta. A outra, a do hedonista, que busca o prazer carnal, que comete crueldades e vilanias, sem responsabilidades. A poção que permite a transmutação entre as personalidades subjuga o próprio cientista, que não pode mais controlá-la. Com interpretação primorosa de Spencer Tracy, retrata com dignidade o romance assustador de Robert Louis Stevenson. John Barrymore e Fredric March também interpretaram a figura atormentada com propriedade. March levou o Oscar.

(05)
GOLLUM na trilogia
O SENHOR DOS ANÉIS
(The Lord of the Rings, 2001-2002-2003)
de Peter Jackson

Depois de encontrar um anel no fundo de um rio, o futuro Gollum (Andy Serkis) mata seu primo e foge para o norte, vivendo durante quase 500 anos num lago profundo no interior das Montanhas Sombrias. O Anel o deixa invisível aos olhos dos outros, caçando facilmente suas vítimas. Asqueroso, o personagem se tornou um clássico.

(06)
A CRIATURA e sua COMPANHEIRA em
FRANKENSTEIN
(Idem, 1931)
de James Whale
A NOIVA DE FRANKENSTEIN
(Bride of Frankenstein, 1935)
de James Whale

Dr. Frankenstein, um cientista louco, costura partes de diversos cadáveres - incluindo o cérebro de um criminoso - para fazer um único homem, de grande força, mas as consequências de tal ato serão trágicas. Maior sucesso da carreira de Boris Karloff, o papel do monstro chegou a ser oferecido a Bela Lugosi, que o recusou por considerar o personagem desprovido de charme. A maquiagem de Karloff levava aproximadamente doze horas para ser feita. Com várias cenas inesquecíveis, como o encontro do monstro com a garotinha à beira do lago ou a sua perseguição com tochas flamejantes. Com o sucesso, produziram uma continuação ainda melhor: “A Noiva de Frankenstein”. Para encarnar a noiva, convidaram a magnífica atriz inglesa Elsa Lanchester.

(07)
ALIEN em
ALIEN – O OITAVO PASSAGEIRO
(Alien, 1979)
de Ridley Scott

Com criação visual de H. R. Giger, Alien (Bolaji Badejo) é capaz de sobreviver no vácuo, dotado de sangue ácido, mandíbulas poderosas e garras assassinas. Depois da estreia sensacional, retornou em mais quatro filmes da série e outros dois caça-níqueis em que enfrenta o Predador. Ele ataca sem fazer prisioneiros e nada, absolutamente nada, fica em seu caminho. A maior monstruosidade alienígena de sempre.

(08)
IRENA DUBROVNA, a MULHER-PANTERA em
SANGUE DE PANTERA
(Cat People, 1942)
de Jacques Tourneur

Transitando entre a psicanálise e o sobrenatural, jovem sexy (a francesa Simone Simon) tem constantemente alucinações com grandes felinos e durante a noite ouve uivos. Quando mergulha em sentimentos fortes, libera a pantera assassina que tem dentro de si. Produzido pelo consagrado Val Lewton, apostou numa abordagem sutil do pavor, no lugar de recorrer a efeitos especiais grotescos. Optando pelo uso de luzes e sombras, fez escola e se tornou uma obra-prima do gênero. Teve uma continuação, “Maldição do Sangue de Pantera / The Curse of the Cat People” (1944), e foi refilmado com Nastassja Kinski em 82. É o monstro mais belo e sensual do cinema.

(09)
LOBISOMEM em
LOBO
(Woolf, 1994)
de Mike Nichols

Em noites de lua cheia, Jack Nicholson se transforma em lobo que anda sobre duas patas. Uivando, crava suas garras afiadas no mundo do horror. Fez sucesso com Lon Chaney Jr., mas o meu lobisomem preferido é mesmo o do Jack. Sua interpretação assombra e o filme tem charme.

(10)
HOMEM-MOSCA em
A MOSCA DA CABEÇA BRANCA
(The Fly, 1958)
de Kurt Neumann

Homem (David Hedison) entra na câmara de teletransporte, juntamente com uma mosca intrusa. Quando se materializam noutro lugar, ele está com a cabeça e uma pata da mosca (no lugar de um braço), e ela ficou com sua cabeça. Preste atenção num momento antológico: quando Vincent Price descobre a mosca de cabeça branca numa teia de aranha. Este é um clássico das produções baratas de ficção-científica e horror dos anos 50. Refilmado em 1986 por David Cronenberg.

(11)
GODZILLA em
GODZILLA
(Gojira, 1954)
de Ishirô Honda

Um gigantesco réptil que se desenvolveu devido aos testes nucleares no oceano, capaz de disparar rajadas nucleares pela boca e destruir cidades num passe de mágica. A franquia rendeu mais de 30 filmes, desenhos animados e uma péssima versão norte-americana dirigida por Roland Emerich. Um ícone do terror imortalizado pelos japoneses.

(12)
IMHOTEP, a MÚMIA em
A MÚMIA
(The Mummy, 1932)
de Karl Freund

Um ano depois de “Frankenstein”, Boris Karloff deu vida a outro famoso monstro da Universal. Sacerdote do antigo Egito despertado acidentalmente por uma expedição arqueológica, mumificado, parte em busca do amor perdido. Rendeu filmes B na década de 40 e de 50.

(13)
A BOLHA em
A BOLHA ASSASSINA
(The Blob, 1958)
de Irvin S. Yeaworth Jr.

Produção independente, de parcos recursos e realização precária, valorizada pela presença do futuro astro Steve McQueen como protagonista. Depois da queda de um meteorito, uma massa disforme, gosmenta e monstruosa passa a absorver pessoas de uma pequena cidade.  Ponto alto para a cena em que a criatura, agora gigantesca, ataca um cinema lotado.

69 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Lista maravilhosa,
acho que ainda escuto sussurros e passos.

Fábio Henrique Carmo disse...

Mais um grande post, Nahud!

Bem, Freddy Krueger não ficaria de fora da minha lista. A primeira vez que vi "A Hora do Pesadelo", ainda garoto, nem dormi de tanto medo. Também incluiria na minha lista o lobisomem de "Um lobisomem Americano em Londres". Mas adorei a inclusão do Drácula de Coppola, de Gollum e também do Alien. Gosto muito também do Nosferatu, mas vou confessar que, apesar de ser um amante dos clássicos, prefiro os monstros "modernos" aos "antigos". Talvez porque tenham sido os "modernos" que tenham assombrado a minha infância.

PETRUS CARIRY disse...

Antonio, vou acompanhar seu blog, o Grão meu primeiro longa vai ser lançado este mês pela Lume Filmes. Abs. Veja meus curtas neste link:
https://vimeo.com/user5207581

Rubi disse...

Mas que ótimo post Antonio! Com uma lista dessas fica até difícil dizer qual é o meu preferido. No entanto, como admiradora do cinema alemão, fico com o inesquecível Conde Orlock no clássico Nosferatu.

Cláudia Ribeiro de Lacerda disse...

Adooooooooooooooooooooooooooro Jack Nicholson!!! Monstro de talento!!! E ainda hoje, com marcas do tempo no rosto e muitos quilos a mais, continua lindo!!! Ninguém faz papel de excêntrico tão bem quanto Jack Nicholson!!!

Yasmine Evaristo disse...

‎Antonio, citou meus favoritos, ALien e Drácula. Amo monstros, amo cinema de horror clássico, e amo seu blog!!!!

Cláudia Ribeiro de Lacerda disse...

Muito bacana!!! O Drácula de Bram Stoker, monstro de Alien o Oitavo Passageiro e clássico Frankestein , na minha opinião, emparelham em primeiro lugar!!!

Eddie Lancaster disse...

NAHUD,PARABÉNS PELO POST.
ENTRE OUTROS MONSTROS,FALTARAM OS CLASSICOS DE HORROR DA HAMMER INGLESA, TAIS COMO: A MUMIA;O VAMPIRO DA NOITE E SUAS SEQUÊNCIAS, COM CRISTOPHER LEE E PETER CUSHING;O MONSTRO DE FRANKSTEIN;O HOMEM QUE ENGANOU A MORTE, TAMBÉM UM WESTERN-HORROR - A SANHA DIABÓLICA,DA UNIVERSAL, COM ERIC FLEMING E MICHAEL PATE...E TAMBÉM OS CLÁSSICOS DA AMERICAN INTERNATIONAL PICTURES, COM CICLO POE DE ROGER CORMAN...

João Roque disse...

Objectivamente perfeito, este post, aliás seguindo a linha do autor.
Mas, subjectivamente, não são os monstros um tema que me entusiasme, havendo mesmo alguns que me façam uma enorme vontade de não visionar qualquer filme com alusão a eles.
Estão como exemplo os filmes com "Zombies", aliás muitos e na sua grande maioria produções de pouco ou nenhum valor.

Ligéia disse...

Oi Antonio...

Impecável essa relação de mosntros. A Bolha Assassina foi uma exelente lembrança! E olha que eu fico também com Hannibal Lecter, e O Fantasma da Ópera, que é um clássico da literatura, como Jakyll And Hide. E o Monstro do Lago Ness.

Tem noites que o vento uiva tanto aqui... Aí me lembro de quando podia ir para a cama dos meus pais.


beijo

Márcio Sallem disse...

Senti falta da Mosca do Jeff Goldblum e do Predador, para ser bem imediatista. Tem também aquele monstro do coreano THE HOST, mas fugiria do escopo da sua publicação.

Alan Raspante disse...

Lista realmente maravilhosa... Também não iria esquecer de indicar Freddy! hahaha

Marcelo C,M disse...

Adoro o gênero de horror, tanto, que sempre quando eu posso, dou destaque no meu blog. Recentemente entrei de cabeça no gênero, quando participei do curso “Cinema de Horror”, comandando pelo entendedor do assunto Carlos Primati. Os filmes de baixo orçamento (que foram fartos nos anos 50) vi bastante no ano passado e escrevi sobre eles. Ia ter inclusive, um curso sobre filmes B., mas infelizmente não aconteceu
Apesar, de às vezes, o gênero de horror parecer se desgastar, sempre surge um filme para levantar a moral, como no caso de Atividade Paranormal. É um gênero farto, onde se podem criar inúmeras idéias, e não é à toa, que existe até festivais voltados mais para esse universo, como no caso do Fantaspoa, que ocorrera aqui em Maio em Porto Alegre.

Marcia Moreira disse...

Confesso que o Alien me assusta até hoje. Meu namorado é fã dessa "coisa", tanto que dei os quatro filmes pra ele no seu aniversário.

Leandro Afonso disse...

Como o Márcio, senti falta de A MOSCA, e talvez também colocasse algo de Tim Burton. Rever EDWARD MÃOS DE TESOURA me lembrou do quão bom ele era nos anos 90.

Alien e Gollum são duas boas referências jovens.

Ótima lista, Antonio.

Abraço

disse...

Excelente lista! A mulher-pantera e a noiva de Frankenstein estão entre minhas favoritas: monstrinhas muito bonitas!
Abraços!

Rodrigo Duarte disse...

O meu preferido é o Frankenstein e a sua Noiva, o que mais me atormentou foi o Freddie Krueger.

Lemarc disse...

Nahud,

Tenho certo gosto pelo cinema de horror. Talvez isso se deva um pouco ao fato de o primeiro filme que eu vi na tela grande ter sido um desses. Tenho certa predileção pelos filmes de horror italianos, Argento, Fulci... e por filmes de vampiro. Mas não tive coragem de ver esses filmes feitos, parece-me, para adolescentes da saga... crepúsculo, creio. Meu grande cineasta em matéria de horror e suspense ainda é Hitchcock, que já fica um pouco distante dessa turma dos giallos e afins.

Abraço!

Lemarc

Fernando Sobrinho disse...

Dos bons tempos em que vampiros não brilhavam sob o sol...

Ruben Celso Nigro Paschoal disse...

parabéns pela matéria. Quando voce menciona O monstro da lagoa negra, quero ressaltar que assisti a este filme lá pelos idos de 1954/1955 em São Paulo, em 3a. Dimensão....

CARLA MARINHO disse...

eita, que coincidência, eu tb fiz um post, mas sobre os monstros da Universal!!!!

Wir Caetano disse...

Tão boa a lista, que a adotei. Não tenho outra a sugerir.

Rodrigo Mendes disse...

Curti demais este post Antonio.
Sou fã dos monstros cinematográficos.

Tenho predileção pelos clássicos filmes B dos anos 50! "A Bolha Assassina", por exemplo, é um marco e é quase inacreditável ver o Steve McQueen nesta fita.

Ótima seleção!
Grande abraço.

Angelus Melo disse...

Nossa, até de monstros do cinema você tem bom gosto! Eu não conhecia a Bolha Assassina e achei legal você ter omitido filmes como os de brinquedos assassinos, pois muitos deles são tão trash que chegam a ser chamados de "terrir". Valeu, Tony, sucesso!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Fábio, o Freddy Krueger me assusta de verdade. Tanto que tenho uma espécie de fobia ao personagem. Não gosto de vê-lo nem em fotografia.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

É um prazer tê-lo por aqui, Petrus. Admiro o trabalho do seu pai, Rosemberg (hoje comprei "A Saga do Guerreiro Alumioso"). Agora preciso conhecer os seus filmes. Vou imediatamente assistir aos curtas que fez.
Abração,

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

O Conde Orlock é insuperável, Rubi. Talvez por isso me decepcionei com o Drácula de Bela Lugosi. Me pareceu ridículo perto da força dramática aterrorizante do trabalho de Schreck.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

O Jack Nicholson é sensacional, Cláudia. O seu olhar diabólico e o sorriso de escárnio casam perfeitamente com personagens excêntricos. Ele está maravilhoso em LOBO.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado, Yasmine. Também sou fã da série Alien. Perfeita.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Concordo com você, João Roque, em relação aos Zumbis. Não me empolgam e todos os filmes em que aparecem são descartáveis.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Lígia, animais pré-históricos (o monstro do Lago Ness, Parque dos Dinossauros etc.) ou não (Tubarão, Orca, Moby Dick etc.) deixei fora da lista. Não são monstros, apenas seres diferentes.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Márcio, nunca vi nada com o Predador e não conheço esse filme coreano. Gosto demais da Mosca de Cronenberg, mas terminei por optar pelo clássico barato dos anos 50.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Também tenho fixação pelo gênero horror, Marcelo. Mas do tipo psicológico, sutil, estilo OS INOCENTES, O BEBÊ DE ROSEMARY, O INQUILINO e por aí vai. Quem faz filmes de terror com propriedade são os japoneses.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Leandro, o EDWARD MÃOS DE TESOURA estaria na minha lista como "monstro" número 1. Mas como ele é bonzinho, dócil, preferi tirá-lo de companhias tão sanguinárias.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Lemarc, também gosto do horror italiano trash de Bava, Fulci e Argento. Já esse horror tipo Crepúsculo nunca vi e nem pretendo vê-lo.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Deve ter sido assustador, Ruben. O filme é primário em seus efeitos, ingênuo até, mas só de pensar numa criatura meio-homem meio peixe minha imaginação acelera.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Ôpa, vou lê-lo, Carla. Os monstros da Universal são inesquecíveis. Tenho um documentário sensacional sobre o tema.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Como fã de Steve McQueen, Rodrigo, juro que fiquei de boca aberta ao vê-lo nesse filme.

Celo Silva disse...

Bem justa sua lista Antonio, gostei bastante, só não curto muito o homem anfibio, acho ele meio toscão...hahaha. Tenho alguns monstros preferidos, mas tb não gosto de Freddy e nem Jason. colocaria o Zé do Caixão nessa lista...hahaha...

Abs!

Edison Eduardo d:-) disse...

Gosto do "Addams Family 2"!!! Não deixamd e ser monstrinhos... Vlw, Antonio, parabéns pelo blog!!!!

Edivaldo Martins disse...

ALBUM DO TERROR!

Brenda Rosado disse...

O novo banner tá lindo! É a Jeannette MacDonald, não?

tozzi disse...

O mais apavorante de todos? O TUBARÃO assassino de Spielberg.

David C. disse...

Buen post. A mi quienes más me llaman la atención son King Kong y Frankestein.
Saludos
David

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Realmente o homem-anfíbio é tosco, Celo. Quase engraçado nos seus efeitos baratos. Mas a sua simbologia supera o próprio filme B.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Esqueci da FAMÍLIA ADDAMS, Edison. Pelo menos a Mortícia merecia estar aqui. Mas todos eles são monstros bem simpáticos.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado, Brenda. É a Jeanette.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Também gosto do Tubarão de Spielberg, Tozzi. Mas deixei os animais ferozes de fore. Ficou o King Kong por ter 8 metros de altura, ou seja, nada natural.

Cláudio Brayner disse...

cadê o Christopher Lee ?

Cynthia (Astroterapia Junguiana) disse...

Seu post nos traz muita lembrança. Adoro o Gollum, de vez em quando assisto novamente pra recordar. Abraço Cy

Gilberto Carlos disse...

Grande lista, Antonio. Tambem adoro vários desses monstros. Eles me amedrontam desde a infância até os dias de hoje, mas não há como negar que alguns são muito engraçados, ou até grotescos.

Jefferson Clayton Vendrame disse...

Taí um gênero que não me conquista, atuais ou antigos nenhum deles me chamam a atenção, excessão claro ao Gollum que não pertence a um filme do gênero dos demais...

Grande Abraço

Aldo disse...

Eu achei um máximo quando assisti pela primeira vez A bolha Assassina, há uns anos atrás, eu era uma criança. Mas dois filmes de terror que me deixaram de cabelo em pé foram, o Homem da Serra Elétrica - a qualidade do filme era péssima e de outro que a gente pode chamar de pequeno monstrinho. Um boneco chamado Chuki, esse brinquedo era asqueroso!

Quando criança, passei a olhar diferente para os bonecos que tinha em casa.

Até mais..

Mario Salazar disse...

Me encanta Frankestein pero no muchos otras películas como nosferatu o el lobo de Nicholson, soy uno de los pocos que sufrió con el triunfo del señor de los anillos, me aburrió mucho, las cintas fueron muy largas y repetitivas aunque no soy muy afín a la fantasía. La mosca de Cronenberg me parece una obra maestra, una cinta de culto. Alien también es de lo mejor del sci fi. El drácula de Stoker tampoco me agrodó mucho, me parece buena pero por poco. Tengo por ver la mujer pantera. Feliz semana santa. Un abrazo.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Também gosto do Gollum, Cynthia. Ele é asqueroso, terrível, mas tem o seu encanto.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Aldo, tenho pavor a esse boneco. Ele realmente me assusta. Creio que nunca mais voltarei a ver um dos seus filmes.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Creio que irá gostar de SANGUE DE PANTERA, Mario. Todas as duas versões são interessantes. É um terror psicológico, erótico, sutil...

Ana Paula Chagas disse...

Monstros na excelência, no talento, na importância cinéfila e em nossa memória. Eu tenho uma queda por vampiros (principalmente Gary Oldman), mas Cat People realmente é uma beleza!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Pois é, Cláudio Brayner, o grande Christopher Lee não entrou na lista. Mas gosto muito dele, inclusive é citado no texto.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Também tenho uma queda por vampiros, Ana Paula. Conhece um filme do Abel Ferrara com o Christopher Walken como vampiro? Sensacional!

Jamil disse...

A lista é ótima, Falcão. Mas você tá brincando ao incluir O monstro da lagoa negra e A bolha assassina.

Jamil disse...

Senti falta das formigas gigantes de O mundo em perigo e os vermes de Duna. Faltou também homenagear Lon Chaney pai e filho.

Nasser disse...

Relembro o cult Monstros, de Browning.

Fábio Franco disse...

Prefiro o Zé do Caixão e pena que o criador do Zé do Caixão, não conseguiu que o género do terror se populariza-se no cinema Brasileiro.

Rafael Carvalho disse...

Ah, esse Nosferatu é incrível demais, assim como o Drácula que o Coppola criou com classe e perigo. Muito boa a lista, mais uma vez.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Não foi brincadeira, Jamil, gosto de A BOLHA ASSASSINA e O MONSTRO DA LAGOA NEGRA mesmo tendo consciência de que são filmes de terceira qualidade.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Nasser, os grandes protagonistas de MONSTROS são os anões e anões nunca foram monstros. Até pensei em citar a Mulher-Galinha....

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Fábio, acredita que nunca vi nenhum filme do Zé do Caixão? Nunca simpatizei com sua figura.

railer disse...

adorei a lista! também sou vidrado em monstros!