Caros Amigos

maio 10, 2012

***** PENÉLOPE CRUZ, A MUSA DE ALMODÓVAR


penélope cruz
Saboreando o êxito de “Volver”, premiada recentemente como Melhor Atriz no prestigiado European Film Awards e nomeada ao Oscar deste ano na mesma categoria, PENÉLOPE CRUZ nasceu numa família humilde, filha de uma cabeleireira. Com um empurrão fundamental de Pedro Almodóvar, tornou-se a atriz espanhola mais internacional de todos os tempos, protagonizando sucessos. Nesta entrevista em Barcelona, fala sobre sua carreira, suas motivações e seus projetos. (Antonio Naud Júnior para a Revista Profashional, 2007)

TEM FEITO UM FILME ATRÁS DO OUTRO. NUNCA PENSA EM DESCANSAR?

Filmo o tempo inteiro, sem tempo para férias. Este ano tentarei conseguir alguns dias livres, porque preciso dar um tempo, relaxar. O pior é que eu mesma sou responsável por esse ritmo intenso de trabalho. Ninguém pode ser culpado por isso. Gosto de assumir compromissos. Fico entediada sem fazer nada, preferindo me sentir criativa.

MUITAS ATRIZES SONHAM EM TRABALHAR COM ALMODÓVAR. DEPOIS DE CARMEN MAURA, VICTORIA ABRIL E MARISA PAREDES, VOCÊ É SUA MAIS NOVA MUSA. É UMA SORTE DAS GRANDES, NÃO?

Sinto-me honrada em trabalhar com Pedro. Mas não posso dizer que sou sua musa ou atriz favorita. Ele já fez muitos filmes e eu apenas atuei em três deles. Pedro se tornou um grande diretor de atrizes, um especialista no universo feminino, no estilo George Cukor ou Vincente Minnelli. Ele ama as mulheres, conhece a alma e a cabeça de todas nós melhor do que ninguém, porque é observador e sensível. É curioso, pois considera as mulheres complicadas e mesmo assim gosta delas. Pedro é um caso raro, único, na história do cinema. Também é muito corajoso, atrevendo-se a dizer coisas que 50% das pessoas pensam e não dizem. Sua inteligência está acima do normal.


penélope e almodóvar

INTERPRETAR UMA MULHER DURA, MESMO COM ALGUMA FRAGILIDADE, QUE CHORA COMO UMA MENINA, FOI DIFÍCIL?

A Raimunda é uma mulher machucada, marcada pela vida, mas que nunca desistiu de viver. É uma verdadeira força da natureza que se nega a ser vítima. Pela primeira vez faço uma figura feminina com tanta força, controlando a situação. Foram seis meses de filmagens. Tive uma orientação rígida de Pedro. Ele me dava indicações precisas de quando eu deveria rir ou chorar. Felizmente deu tudo certo. Raramente me sinto feliz com o que faço, porque sou quem mais duramente me julga. Esse filme é especial e todo mundo parece estar de acordo com isso. Para mim, "Volver" é o melhor filme de Pedro.

SOFREU DURANTE AS FILMAGENS?

Fiquei abalada emocionalmente. Eu tinha liberdade de sentir muitas coisas, de passar de um estado de ânimo a outro em questão de segundos. A personagem faz isso o tempo todo. Raimunda é uma atriz da vida, vive o presente, o dia a dia. Foi muito complexo fazê-la, ela não me deixava pensar racionalmente.

SUA CARREIRA EM HOLLYWOOD DURA HÁ ALGUNS ANOS. MESMO BASTANTE DISPUTADA, POPULAR E FAZENDO PROTAGONISTAS, AINDA NÃO TEVE CHANCE DE MOSTRAR SEUS DOTES DE ATRIZ...

Iniciei-me como atriz de cinema em 1991, dirigida por Bigas Luna, aos 17 anos. Desde então, tenho feito bons papéis na Europa. Gosto de minha atuação em “A Garota dos Seus Sonhos” e “Não se Mova”. Nos Estados Unidos estou apenas começando. De certa maneira, é normal que eu tenha papéis mais densos na Europa. Com o sucesso de “Volver” espero que os norte-americanos me permitam a possibilidade de obter esse tipo de papéis em inglês.


A BRASILEIRA SONIA BRAGA ESTÁ NO MERCADO CINEMATOGRÁFICO HOLLYWOODIANO DESDE OS ANOS 80 E JAMAIS CONSEGUIU PERSONAGENS DRAMÁTICOS QUE VALORIZASSEM O SEU TALENTO. O MESMO ACONTECEU COM A ITALIANA SOPHIA LOREN NOS ANOS 50/60. NÃO TEME QUE O MESMO ACONTEÇA COM VOCÊ?

Sonia Braga continua filmando nos Estados Unidos. Fez recentemente um bom filme com Antonio Banderas e está escalada para outro com o Eduardo Noriega. Isso é que é importante, continuar trabalhando, não ser esquecida. Sofia, mesmo rodando filmes que estavam longe de seu potencial, não deixou de ser valorizada. É um mito internacional. O problema é que são raros os bons papéis femininos no cinema norte-americano. As estrelas de lá vivem reclamando dessa situação. Seria muito bom se fosse comum nos Estados Unidos diretores como Pedro, que escrevem pensando em atrizes de 15 a 80 anos. Mas, como já disse, Pedro é único, sua imaginação é especial. Fico encantada ao ver como ele se arrisca, fugindo da tendência superficial do cinema de hoje.

OS FÃS ESPANHÓIS SE QUEIXAM DE SUA PARTIDA PARA OS ESTADOS UNIDOS?

Nunca deixei a Espanha. Tenho casa, família e amigos aqui. Sempre estou por aqui, a cada dois ou três meses. Nunca planejei só filmar nos EUA, muito pelo contrário. Tenho feito filmes na Espanha, França e Itália. A Europa é a minha prioridade, embora esteja grata pelas oportunidades que me estão dando nos Estados Unidos.

IMAGINAVA QUE UM DIA SERIA ESTRELA HOLLYWOODIANA?

Jamais. Inicialmente queria ser bailarina, depois resolvi ser atriz. Parecia-me algo muito difícil de conseguir, pois sou uma garota suburbana e não tenho artistas na família. Aos 13 anos vi “Ata-me”, de Pedro, e decidi que era o que eu queria fazer e, além disso, desejei trabalhar com o diretor do filme. Era o meu sonho máximo. O sonho aconteceu. Já Hollywood é uma surpresa, nunca pensei que chegaria lá.

em "a garota dos seus sonhos"

ESPELHA-SE EM ALGUMA ATRIZ? MUITA GENTE ACHA QUE SEGUE OS PASSOS DE SOPHIA LOREN OU DE AUDREY HEPBURN.

O cinema está cheio de boas atrizes. São as que têm personalidades marcantes, únicas, particulares. A Victoria Abril, por exemplo, é um monstro da interpretação. Maravilhosa! Admiro Audrey e Sophia, mas gosto particularmente de Anna Magnani e Meryl Streep. São as melhores atrizes de todos os tempos.

JAVIER BARDEM E ANTONIO BANDERAS SÃO ESPANHÓIS RECONHECIDOS INTERNACIONALMENTE. COM BARDEM FEZ “JAMÓN, JAMÓN”, NO INÍCIO DA CARREIRA DE AMBOS, E NADA MAIS. POR QUE NUNCA ATUA COM ELES?

Estamos sempre conversando sobre isso. Parece-nos ridículo que não pensem em nos unir na tela. Não sei por que os diretores não imaginam o meu nome com os deles.

O QUE SE PODE APRENDER COM UM PERSONAGEM?

Os personagens ensinam o tempo inteiro. Através deles, passei a ver a vida de outra maneira. Claro que nunca deixei de ser eu mesma, senão ficaria louca, mas geralmente fico possuída por eles algum tempo.


A RAIMUNDA VAI DAR O OSCAR PELA PRIMEIRA VEZ A UMA ATRIZ ESPANHOLA?

Não tenho tal expectativa. Considero uma vitória estar entre as cinco nomeadas. Ficaria muito feliz com o Oscar, óbvio, principalmente porque seria através de um filme de Pedro e do mais especial de minha carreira. Mentiria se falasse que não gostaria de ganhar o prêmio, mas não fico pensando nisso. Lembre que a competição é dura: Helen Mirren, Judi Dench, Meryl Streep, Kate Winslet. São todas poderosas, extraordinárias.

OS SEUS CASOS AMOROSOS ENCHEM PÁGINAS DE REVISTAS DE FOFOCAS DE TODO O MUNDO. NÃO PENSA EM FORMAR UMA FAMÍLIA?

Nunca tive inúmeros casos amorosos. A imprensa exagera. Sei que quando chegar o momento certo serei uma boa mãe. Gosto de crianças e creio na instituição familiar. As pessoas com as quais melhor me relaciono pertencem a minha família.

QUAIS OS SEUS PRÓXIMOS PROJETOS?

Terminei de rodar “Manolete”, com Adrien Brody. Uma história de amor e toureiros. Faço a cantora Lupe Sino. Foi um privilégio porque Adrien é um dos melhores atores de hoje. Eu o conhecia há anos, mas nunca havia trabalhado com ele. Agora filmarei com Ben Kingsley, outro monstro sagrado.


OS MELHORES FILMES DE PENÉLOPE

(01)
TUDO SOBRE MINHA MÃE 
(Todo Sobre mi Madre, 2001)
de Pedro Almodóvar

(02)
A GAROTA DOS SEUS SONHOS 
(La Niña de tus Ojos, 1998)
de Fernando Trueba

(03)
SEDUÇÃO 
(Belle Epoque, 1992)
de Fernando Trueba

(04)
PRESO NA ESCURIDÃO 
(Abre los Ojos, 1997)
 de Alejandro Amenábar

(05)
VOLVER (Idem, 2006)
de Pedro Almodóvar

(06)
VICKY CRISTINA BARCELONA 
(Idem, 2008)
de Woody Allen

(07)
JAMÓN, JAMÓN 
(Idem, 1992)
de Bigas Lunas

(08)
NÃO SE MOVA 
(Non ti Muovere, 2004)
de Sergio Castellitto

(09)
TERRA DE PAIXÕES 
(The Hi-lo Country, 1998)
de Stephen Frears

(10)
SEM NOTÍCIAS DE DEUS
(Sin Noticias di Dios, 2001)
de Agustin Díaz Yanes




74 comentários:

Rafa Amaral disse...

Lembro dela, ainda cedo, em um filme de Bigas Luna. Acho que "Jamon Jamon". Começou com alguns tropeços. Era nítido, à época, toda sua limitação - como em "Tudo Sobre Minha Mãe" e, depois, em "Vanilla Sky". Mas depois felizmente mudou e esteve ótima em "Volver", que também é bom filme. Bela entrevista. cinemavelho.com

Gilberto Carlos disse...

Ótima entrevista. Sou fã de Penelope Cruz desde a época de Jamon, Jamon e Sedução...

RZeusnet disse...

Muito me alegra saber que pude ser útil (no caso da Ramona). Acabei de fazer uma homenagem a você, repostando sobre o Conde Drácula (criei uma seção chamada "Homenagem ao Nahud"). Estou sempre na área...^^

Marcelo C,M disse...

É uma ótima atriz, que sinceramente não precisava ingressar no cinema dos EUA, pois como ela disse, não é de hoje que as atrizes estão reclamando da falta de um papel genuinamente ótimos por lá. Quando ingressou na terra do tio Sam, teve o infeliz destino de se relacionar com Tom Cruz, mas felizmente isso durou pouco, e retornando a Espanha, conseguindo colocar a carreira nos trilhos com Volver e se consagrar com a pareceria com Wood Allen em Vicky Cristina Barcelona, sendo esses últimos alias, nenhum feito nos EUA. Para ganhar bons resultados, hoje em dia não é mais necessário pisar Hollywood.

Vanuzia Nogueira disse...

que belo menino de ouro este filme é perfeito amo ALMODÓVAR.. e Penélope da um show beijos da vanuzia querido meu...

Vanuzia Nogueira disse...

que bela matéria Falção Maltês..arrasou.

Magda Miranda disse...

Olá Antonio, fiquei babando com a entrevista! Gostei muito! Além da corajosa e inteligente entrevista gostei muito das fotos da musa de Almodóvar, que você escolheu tão bem. Abraços.

Angelus Melo disse...

Obrigado, Tony!

disse...

Penélope é linda e muito talentosa. Também acho uma pena que ela e tantas outras atrizes, americanas ou não, terem dificuldades para encontrar papéis à sua altura. A entrevista foi feita em espanhol?
Sobre o livro: tem alguns textos do blog, sim, mas também de outros sites para os quais contribuo ou contribuí, além de artigos inéditos.
Abraços!

Rodrigo Mendes disse...

Gostei da entrevista Antonio. Gosto da Penélope, excelente atriz, além de estrela sexy;)

Olha, eu colocaria "Sem Notícias de Deus" no topo. É um grande filme e um dos melhores da atriz. mas é claro que as fitas do Almodóvar (tb colocaria Abraços Partidos) ela se destaca mais.

Abraço!

Sibely Vieira disse...

Amo Almodóvar, tantas vezes criticado, rs

Mário Zaparoli disse...

A Rossy De Palma também é a grande musa do Almodóvar...Oh mulher estranha!!

Eddie Lancaster disse...

NAHUD, ÓTIMA ENTREVISTA;OTIMA ATRIZ!

Celo Silva disse...

Otima entrevista! Ficou cara a cara com a moça? Que inveja...hehe
Acho q ela ficou aquém do sucesso que achou q teria nos EUA, mas como ela proprio diz, fazer cinema na america é dificil mesmo, ainda mais para uma não-americana. Parabéns!
Abraço!

Daniele Rodrigues de Moura disse...

Antonio, como eu disse no Face, você é muuuito chique!!!
Esta atriz é uma das minhas favoritas da atualidade.
Foi ao vivo ou por email?
Genial atriz! Parabéns por nos brindar com tamanha exclusidade!
Um abraço
Dani

Daniele Rodrigues de Moura disse...

Antonio, aproveitando a carona da Lê, eu adoraria que um texto meu fosse publicado no seu blog. Tem como você escolher um favorito?

Dani

Imaginário disse...

Um belo, rico e bem cultivado espaço que demorei a conhecer. Parabéns pelo cuidado e a qualidade do que mostra. Estou já a seguir.
Abraço.
Gilson.

Gabriel França disse...

Adoro a Penélope, e o filme Volver é excelente!

Ótimo post!

http://monteolimpoblog.blogspot.com.br/

Mario Salazar disse...

No es una actriz que me guste mucho pero es muy guapa en su tipo, creo que lo hace bien, es una muy buena representante del cine español pero habría que trabajar más para hacer películas más interesantes, más profundas, seguramente impresiona estar en Hollywood pero no todo es fama, aunque es humana y se entiende que quiera ello, pero ahora que lo tienen puede aventurarse a dejar algo para la posteridad. Un abrazo.

Cynthia (Astroterapia Junguiana) disse...

Linda Taurina fotogênica. Bem lembrando seu post em homenagem, já que ainda estamos sob a vibração do arquétipo de Touro. Cynthia

Alan Raspante disse...

Penélope, além de linda é excelente atriz! Gosto de vários filmes dela, mas acho que Volver é insubstituível!

Sonia Brazão disse...

Tudo o que o Antonio posta é GLAMOUR ! Adooooro!

Mário Zaparoli disse...

Parabéns pela entrevista. Maravilhosa!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Exato, Rafa. Penélope era bem limitada nos seus primeiros filmes, mas foi crescendo com o passar do tempo. Não é uma grande atriz, mas já tem ótimas atuações no currículo.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Gostei da homenagem, RZeusnet. É um dos meus posts que mais aprecio.
Grande abraço.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Tem razão, Marcelo, se é para fazer filmecos melhor ficar no seu país de origem. Por isso admiro os interpretes franceses. Eles raramente se deixam seduzir por Hollywood.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Vanuzia, VOLVER é um bom filme e a Penélope (ao lado da grande Carmen Maura) tem o papel de sua vida.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado, Magda. Sabia que gostaria da entrevista, afinal você é uma grande divulgadora do cinema latino.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

A entrevista foi feita em espanhol, Lê. Na época eu morava em Barcelona. E o seu livro? Como posso adquiri-lo?

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Também gosto de SEM NOTÍCIAS DE DEUS, Rodrigo, embora prefira outro filme de Agustin Díaz Yanes: NINGUÉM FALARÁ DE NÓS QUANDO ESTIVERMOS MORTOS.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Concordo, Sibely. Almodóvar é um excelente diretor. Como esquecer CARNE TRÊMULa ou TUDO SOBRE MINHA MÃE?

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Mário, também entrevistei a Rossy de Palma. Ela é super divertida!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Exato, Celo, os filmes de Penélope nos EUA são medianos.

Fábio Henrique Carmo disse...

Mais uma vez um grande privilégio você teve, Nahud. Ótima entrevista. Não sou fão de Almodovar, mas adoro a Penélope.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Dani, a entrevista foi ao vivo, numa coletiva em Barcelona. Lançamento de VOLVER. Mas não é exclusiva, já foi publicada antes numa revista paulista e em um jornal baiano.
Gostei da proposta. Vou escolher um texto seu.
Beijão!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado,Gilson (Imaginário). Apareça sempre. Qualquer sugestão de postagem é só dar um toque.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Mário, acho a Penélope carismática. Ela também atua direitinho, mas não me empolga demasiado, prefiro outras espanholas: Victoria Abril, Marisa Paredes, Pilar Lopez de Ayala ou Carmen Maura.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Concordo com você, Alan. VOLVER é o grande momento cinematográfico de Penélope. Perto dele, só suas atuações em NÃO SE MOVA e A GAROTA DOS SEUS SONHOS.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado, Sonia.

tozzi disse...

Falcão, a Penélope não merece tamanho destaque neste blog. Ele é muito ruim como atriz, por mais que copie a Audrey. Se fosse a Victoria Abril o nível seria outro.

Lourdes Barros Moreira disse...

FALCÃO MALTÊS, quantas matérias maravilhosas você publica para deleite dos seus leitores! Mais uma vez PARABÉNS!!!

Fabi disse...

Nesta lista dos melhores filmes dela senti falta de Fatal.

Bob of Holland disse...

What a beautiful post. Penelope Cruz is grgeous and one of the few truely European film stars of today. Thanks.

renatocinema disse...

Adorei sua homenagem a P. Cruz. Adoro Preso na Escuridão e Vanilla Sky.

Assino embaixo o comentário que você fez no meu blog.

Perfeito.

Abraços

Angelus Melo disse...

Cinema é nossa vida, Tony!

CARLA MARINHO disse...

Eu gosto muito dela, a cara de pinto mais linda do mundo. kkk. Além de ótima atriz, elegantésima.

Alexis Smith disse...

Seu blog é mágico, Sam querido.Bjo.

_-CinestudiO-_ disse...

MASSA NAHÚD!
...Eu acho que o pior papel dela em Hollywood foi recentemente quando fez o último Piratas do Caribe e estava TOTALMENTE deslocada.

Adoro Volver, mas ela só disse que este era o melhor filme de Almodovar porque o mundo ainda não conhecia "A Pele que Habito"

O/

Kiko Ferraz Noir disse...

Muito bom, um dos melhores blogs de cinema! \o/\o/

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Tozzi, também prefiro Victoria Abril, mas a Penélope não é uma atriz ruim. E surpreende quando dirigida por um bom diretor.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Grato, Lourdes. Apareça sempre. O espaço é de todos nós.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Nunca assisti FATAL, Fabi. Sei que é com o Ben Kingsley e foi adaptado do romance de Philip Roth. Gosto do ator e do escritor.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

PRESO NA ESCURIDÃO é uma maravilha, Renato. Nunca vi o remake, VANILLA SKY. Mas tenho vontade.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado pelos elogios, Alexis e Kiko. Fico feliz.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Tem razão, CineStudio, sua participação em PIRATAS DO CARIBE foi um desastre, ou melhor, o filme é um desastre.

Fernando Sobrinho disse...

Gosto mais de Penelope na Europa que em Hollywood.

Fernando Sobrinho disse...

Seu blog é um dos meus preferidos. :)

M. disse...

Você deixa depois eu publicar essa entrevista e te dar os devidos créditos lá em meu blog!?

Faroeste disse...

Ela é uma mulher linda, talentosa e merece tudo de bom que vem ocorrendo em sua carreira.

Gosto muito de Profissão de Risco/01, Tres Vidas Um Destino/04 (acho seu melhor filme) e Volver.

E é muito jovem, com uma vida toda pela frente, e ainda com muitos novos e belos trabalhos a fazer.
jurandir_lima@bol.com.br

Danielle Carvalho disse...

Antonio, mas você é chique demais, sô!

Bem, eu sou das que gostam - e muito de Penélope Cruz. Não concordo com ela de que sua melhor personagem é a Raimunda de "Volver" - porém, mesmo o filme não sendo grande ele me encanta. E, de todo modo, coisas melhores viriam depois. Ela está muito bem em "Vicky, Cristina..." e "Abraços Partidos" é, desde meu ponto de vista, melhor que "Volver". Acho, ao contrário de você, que ela é das estrangeiras que caíram nas graças de Hollywood. Agora mais, porém, mesmo na década passada, com aquele estranho "Vanilla Sky", em que ela não está estereotipada.
A entrevista está muito boa! Você tem traquejo, pra conseguir perguntar esse tanto de coisas no tempo restrito das coletivas.

Bjs
Dani

Rodrigo Duarte disse...

Descobri que conheço menos de Penélope Cruz do que gostaria, especialmente o início de carreira me foge. Que privilégio de conseguir essa entrevista com a Penélope, Nahud! No meu imaginário, o que permanece dela (até agora) são as parcerias com Pedro Almodóvar.

João Roque disse...

Tal como tantas outras, Penelope é sobretudo uma grande actriz europeia.
Nos EUA será sempre vista mais pela sua beleza, por ser sexy, por representar a mulher latina; será difícil impor-se com um desempenho fantástico.
O exemplo de Loren é flagrante. Alguma comparação da sua frivolidade nos filmes americanos com a sua interpretação e, "La Ciociara"?

Darci Fonseca disse...

Confesso que chorei ao ver e ouvir Volver com a maravilhosa 'bandida' Penélope. - Darci Fonseca - WESTERNSTESTEMANIA

Sandrix disse...

Gosto muito desta atriz, pela beleza e talento. Em Volver ela está incrível. Em Vicky Cristina também está ótima.
Boa lista e ótimo post, como sempre. ;D

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado, Fernando. Também prefiro os trabalhos europeus de Penélope.
Abraços,

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Com certeza, M. (Sala Latina de Cinema. Será um prazer.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Fiquei curioso em relação a TRÊS VIDAS E UM DESTINO, Jurandir. Tudo de bom.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Dani, o tempo reservado para a entrevista foi tranquilo, ou seja, a Penélope e a Carmen Maura estavam sem nenhuma pressa. Também o número de jornalistas era limitado, quatro ou cinco, não lembro muito bem.O curioso é que eu não gostava nada dela, mas terminei seduzido por sua serenidade anti-star.
Beijos

railer disse...

legal, antonio, conhecer um pouco mais dela assim. deve ter sido uma experiência legal esta entrevista.
abraços!

Ligéia disse...

Gosto muito da Penélope Cruz. Até Almodóvar gosta da Penélope Cruz.

Abraço...

Suzane Weck disse...

Beleza de entrevista meu querido Falcão.Vejo Penelope como uma pessoa delicada e divertida e como atriz ,excelente em seus vários e controvertidos papéis.Meu grande abraço.

O Narrador Subjectivo disse...

Nota-se que já tem alguns aninhos, mas boa entrevista a uma grande actriz. Cumprimentos!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Pois é, Narrador, a entrevista foi realizada em 2007. Faz um tempinho.

Helena Sarraf disse...

ela e fantástica!