agosto 11, 2011

********** O CINEMA e o SEXO: O NU MASCULINO

charlton heston
Publicado em de 07 de julho deste ano, “O Cinema e o Sexo: Nua Gema Feminina” tornou-se um dos posts mais procurados deste blog. Em contrapartida, leitoras (e também leitores) pediram a versão masculina. Arregacei as mangas, fui à luta, mas foi difícil encontrar imagens de atores famosos pelados. Em pleno século 21, o NU MASCULINO ainda é tabu. No cinema, Joe Dallesandro foi o primeiro a aparecer completamente desnudo, em 1968, no experimental “Flesh”, de Paul Morrissey e Andy Warhol. No ano seguinte, em “Perdidos na Noite / Midnight Cowboy”, de John Schlesinger, foi a vez do insosso Jon Voight, pai de Angelina Jolie. 

No inglês “Mulheres Apaixonadas / Women in Love” (1969), de Ken Russel, a nudez frontal de Alan Bates e Oliver Reed causou escândalo. Em “1900 / Novecento” (1976), Bernardo Bertolucci mostrou Robert de Niro e Gérard Depardieu totalmente nus numa cena censurada na cópia norte-americana. Quando tudo parecia ter sido revelado, o corpo nu de Christopher Atkins, destinado a um público juvenil, no famoso “A Lagoa Azul / The Blue Lagoon” (1980), provocou controvérsias.

No início da história do cinema, astros foram fotografados sem roupa (Rudolph Valentino, Ramon Novarro etc.) despertando um espantoso interesse. A imagem fotográfica de atores despidos movimentou por muito tempo o comércio ilegal, perdurando em muitos países até a década de 1960. O nu feminino sempre foi mais valorizado e explorado nas artes, mas nos últimos tempos a situação recorrente tem mudado, e muito. O homem deixou de ser mero coadjuvante e agora também protagoniza o erotismo.

Objetos de desejo, astros do cinema tiram literalmente a roupa nas telas - Harvey Keitel, Ewan McGregor, Daniel Craig, Vincent Perez, Vincent Gallo, Louis Garrell, Colin Farrell e uma infinidade de famosos. Distante da decisão de Marlon Brando em “O Último Tango em Paris / Last Tango in Paris” (1972).  Quando Bertolucci sugeriu a opção de nudez frontal, declinou dizendo que “não queria desapontar ninguém”.  

Para satisfação de quem aprecia a visão de varões desnudos, fiz um apanhado minucioso de conhecidos atores. As imagens são verdadeiras. Nenhuma delas é forjada. Por falta de qualidade pictórica, deixei de lado fotografias de Warren Beatty, James Dean, Guy Madison, James Caan e Richard Gere.

george o`brien
ramon novarro
yul brynner
jean marais
victor mature

burt lancaster

rock hudson

tab hunter
burt reynolds
christopher atkins ("a lagoa azul")
sam jones, o flash gordon

39 comentários:

Gilberto Carlos disse...

Adoro as cenas de nudez nos filmes. Cheguei em certa época a selecionar e gravar em um DVD só cenas desse tipo. Isso era muito comum na época da pornochanchada em que o público (masculino) ia aos cinemas só para ver as atrizes desnudas. Abraços

Marcelo C,M disse...

Mesmo em pleno século 21 ainda é um choque quando assistimos um filme e derrepente (do nada) surge um nu frontal masculino e ficamos meio que desconfortaveis, diferente quando vemos o nu feminino, que convenhamos, é bem melhor de se ver hehehehe. Ainda ant-ontem vi o filme Minha Terra Africa, e um personagem lá da historia, fica nu depois de ter tido suas roupas roubadas. Sabemos que ele está nu por uma imagem de longe e de costas, mas então a diretora (Claire Denis. recentemente de passagem em Porto Alegre) foca o ator de cima para baixo sem pestanejar. Uma forma talvez de passar o mesmo desconforto que o personagem sentiu no momento.

Danielle Crepaldi Carvalho disse...

Humm, muito bom. As leitoras do seu blog agora estão devidamente vingadas, Antonio! Eu nem sonhava que Burt Lancaster e Brynner haviam tirado fotos nus. Você saberia contextualizá-las - e poderia mandá-las, sem pixelização, para meu e-mail?

Bjs
Dani

Luiz Santiago disse...

Também gosto muito de filmes com cenas de nudez, acho que todos gostamos. Tem um monte de gente aqui que eu não sabia que tinham chegado a tanto! Hahahahah

pinguim disse...

Eu sou suspeito neste assunto.
Conheço praticamente todos os nus masculinos do cinema, e se até Joe Dallesandro, essas cenas escasseavam, depois começaram a aparecer mais.
A cena de nu masculino mais erótica do cinema, na minha opinião é a fabulosa luta só à luz da lareira, entre Alan Bates e Oliver Reed em "Mulheres Apaixonadas".
Falta aqui uma referência a dois casos: um deles, António Banderas, na sua fase Almodovar e outro, o canastrão Gerard Depardieu, talvez o actor que mais vezes apareceu nu no cinema, tendo numa delas a comparticipação desse magnífico Patrick Dewaere, numa cena maravilhosa do "Les Valseuses".

linezinha disse...

interessante post Antonio,gosto muito das cenas de nudez no cinema e concordo com o que vc falou que ainda existe um grande tabu com o nu frontal masculino e tb me supreendi com essas fotos do Lancaster e Yul,vc saberia dizer qual o contexto dessas fotos dos dois?

Naynara Tavares disse...

Uau! Gostei!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Dani e Linezinha, antes do sucesso, Brynner passou uma temporada na Europa, envolvido com artistas - entre eles, Jean Cocteau. Nesse tempo, pousou como modelo artístico. A série de fotos de George Platt Lynes é dessa época. Lynes era um grande fotógrafo e as fotos não eram para serem divulgadas, mas terminaram pirateadas com o sucesso de Brynner nos anos 50. A de Lancaster, também antes do sucesso dele, foram tiradas para uma revista de fisiculturismo, mas nunca publicadas.
Dani, vou mandá-las pra você (sem censura...rs).
Beijos, garotas.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Também gosto muito da luta de Bates e Reed em MULHERES APAIXONADAS, Pinguim. Lembro também de Banderas nos primeiros filmes de Almodóvar e do ótimo Patrick Dewaere. Mas por que considera Depardieu canastrão?

Jamil disse...

Li Histórias da Minha Vida, um livro de memórias supostamente honesto, afinal é difícil narrar o passado sem fantasias ou esquecimentos (muitos propositais). O romance entre Cocteau e Marais parece que foi verdadeiro e cúmplice, mesmo com Cocteau muito mais velho, famoso e feio de doer. Os filmes que fizeram juntos são iluminados. Ainda preciso ver A Águia de Duas Cabeças e Coriolano. O que mais gosto no seu blog, Nahud, é o diferenciado, o resgate além do óbvio. Todo mundo sempre fala dos mesmos de sempre e você não, desenterra talentos. Muito bom.

Jamil disse...

As fotografias de Yul Brynner são ótimas, artísticas. O Burt Reynolds comprova que é um dos atores mais sensuais do cinema. A foto de Mature dá muito pano para imaginações libidinosas. A do Tab já conhecia. Muitas imagens dele pelado circulam pela net, inclusive umas bem pesadas. O cara era boa pinta, fraquinho como ator e namorou James Dean, Roddy McDowall e Nureyev.

Jamil disse...

Completando: na biografia de Anthony Perkins (Psicose), ele fala que teve um longo caso com Tab Hunter.

Danielle Crepaldi Carvalho disse...

Antonio, estou esperando as fotos, hein! Manda também a indicação de onde elas sairam, please!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Fotos enviadas, Dani!
Beijos

GIANCARLO TOZZI disse...

O curioso é que todos os atores aqui postados, com exceção do Burt Reynolds, tem fama de gay ou bissexual. Foi intencional, Antônio?

GIANCARLO TOZZI disse...

Tudo bem que o Jean Marais era charmoso e coisa e tal, mas não tinha nenhum talento, era um canastrão. A genialidade era toda do Cocteau.

M. disse...

Gostei desta postagem!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Nada intencional, Giancarlo. Por exemplo, nada sei da vida privada de Atkins e Sam Jones. Eles são gays?

Daniele Moura disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniele Moura disse...

Dear Lord, Antonio!
Será que vc poderia me mandar estas fotos sem a tarja para o meu email? Please!
Desculpe mas não pude resistir...rsrs!
Um abraço
Dani

Marta Scarpa disse...

a bela e a fera é uma fábula cinematográfica majestosa, bonita de se ver.
sabe onde posso encontrar o livro de memórias de jean marais, antonio?

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Todas as fotos, Daniela?

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Creio que está esgotado, Marta. Mas procure em sebos on-line.

Ligéia disse...

Antonio, você está de parabéns pelo trabalho a que se lançou, pois fotos como essas eu nunca imaginei, não com esses atores. Imagine: Yul Brynner, Burt Lancaster!... Essa do Burt Reynolds, uma pérola...
Parabéns pela pesquisa. Um abraço.

annastesia disse...

Que beleza de texto (e fotos!). Realmente esse tabu da nudez (e do sexo) é completamente desnecessário mas muito presente.

CINÉFILO disse...

Blog fascinante. Nem acredito que exista um tão interessante na área de cinema. Alem de agradecer ao Nahud Junior, sinto-me felizardo em viver na era da internet. Assunto ousado esse, mas extremamente interessante. Só não entendo porque a nudez masculina é um tabu para... os homens! Será que isso é fruto de uma insegurança latente ou a impossibilidade de ver um pênis alheio objetivamente, sem conotação sexual? Ou da cultura que habituou o brasileiro a achar que a nudez é imoral, indecente? Venho da Alemanha, onde a nudez é coisa banal. Tudo pode ser inadequado, quando fora do contexto apropriado. Neste blog, quero crer que a não exposição pública da genitália seja motivada pela possibilidade de ser vista por um menor (embora nenhuma foto inspire imoralidade, ou mesmo erotismo).

nayobaji@gmail.com disse...

suas fotos são de um bom gosto inquestionável,como só o cinema pode nos apresentar, parabéns.

Tsu disse...

Oi!
Caramba, eu preciso explorar melhor seu blog...wessa matéria me chamou a atenção porque smepre vemos por aí vangloriando a nudez feminina e coisa e tal. E há a nudez masculina tambem, ora pois!
Gostaria de ver Jack Nicholson nessa cena que foi censurada na versão americana...não pensei que ele chegaria á esse ponto.

Agora, Jean Marais foi um ator que chamou minha atenção ao vê-lo no filme A Bela e as Fera..ele era realmente muito belo e eu nem imaginava que ele era amante de Cocteau! 0.0 To pasma até agora.

Jéssica disse...

Quando li o título logo de cara me lembrei do Louis Garrel. Mas realmente é interessante pensar que são poucas as cenas com nu masculino e que sejam belas.

janaina disse...

Antonio, maravilhoso post, como sempre falando bem e com propriedade. O seu blog é uma das minhas apostilas de cinema, rs. Grande beijo e felicidades

Anna Helena disse...

Nossa que blog maravilhoso, meldeus passei mal rs de fato num se explora nas mídias o nu masculino para estimular as meninas, apenas os gays.. talvez porque o membro seja algo volumoso e na mulher seu orgão é mais sutil escondido na casinha peluda esteticamente combina com as curvas no homem o membro sai fora exuberante deixa o visual mais engraçado que lembra uma bizarrise rs mas tbm é bonito, é apenas questão de aparecer mais, perder essa timidez , tornar art pop rs.

Anna Helena disse...

Ahhhhhhhh eu tbm tenho um blog onde escrevo sobre vintagisses e sempre posto divas burlescas, cheguei no seu blog procurando uma. bjss e continue assim, seu lugar no céu ta garantido! www.vintageposmoderno.blogspot.com , uma dica vc precisa criar uma página no facebook para promover seu blog!

Anna Helena disse...

Ahhhhhhhh eu tbm tenho um blog onde escrevo sobre vintagisses e sempre posto divas burlescas, cheguei no seu blog procurando uma. bjss e continue assim, seu lugar no céu ta garantido! www.vintageposmoderno.blogspot.com , uma dica vc precisa criar uma página no facebook para promover seu blog!

ADEMAR AMANCIO disse...

Me parece que a nudez masculina, é mais valorizada pelo público gay,que pelas mulheres. Os homens,em suas infinitas combinações e orientações sexuais,são profundamente visuais,enquanto o voyeurismo feminino é quase nulo.

Michael Carvalho Silva disse...

Para mim as melhores e mais excitantes cenas de nudez masculina no cinema são as do veterano ator, diretor e escritor de cinema americano Charles Martin Smith em "Jovens Amaldiçoados" e "Os Lobos Nunca Choram," do finado ator inglês Nicholas Clay em "Excalibur" e "O Amante De Lady Chatterley," este último estrelado pela finada e eterna Emmanuelle Sylvia Kristel, do sexy gordinho louro e francês Gerard Depardieu em "Loulou" e "Meu Marido De Batom" e do astro pornô brasileiro Vladimir Correa no clássico pornô americano "Bi Dream Of Genie" onde ele aparece sensualíssimo como nunca contracenando torridamente com a lendária estrela pornô americana Sharon Mitchell, hoje aposentada. No cinema nacional, destaco a nudez sensual de Nuno Leal Maia em "Águia Na Cabeça," "A Dama Do Lotação" e "Mulher Objeto", de Carlo Mossy em "Giselle,"de Antônio Fagundes em "Os Sete Gatinhos," "Uma Cama Para Três" e "Das Tripas Coração," de Roberto Miranda se ensaboando voluptuosamente debaixo do chuveiro em "O Fotógrafo," de David Cardoso em "Amadas E Violentadas," do galâ Mário Gomes em "Beijo Na Boca" com a belíssima Cláudia Ohana e do finado Jean Garrett transando com sua belíssima ex-esposa Aldine Muller na praia sob o sol em "A Fêmea Do Mar." Charles Martin Smith também expôs generosamente seu corpo miúdo atlético e sensual em "A Última Cruzada Do Fusca" embora ele desta vez não tenha aparecido completamente nu nesta produção.

Michael Carvalho Silva disse...

E por falar em nudez masculina no cinema, as cenas de sexo com nudez mais quentes, animadas e excitantes protagonizadas por atores homens em filmes foram as do próprio Nuno Leal Maia e do saudoso Nildo Parente no já citado "Águia Na Cabeça," de Alfred Molina com Natasha Henstridge em "A Experiência," de Bruce Willis com Jane March em "A Cor Da Noite," de Julian Sands com a desconhecida Nicolette Sheridan em "Encaixotando Helena" também estrelado pela belíssima e gostosa Sherilyn Fenn que estava no auge de sua beleza e glamour em "As Amantes" com Kelly Lynch e William Baldwin, de Anthony LaPaglia com Anne Parillaud em "Inocente Mordida," do sexy gordinho moreno e americano Gailard Sartain com a veterana estrela Annette Bening em "Os Imorais," do já citado William Baldwin com Sharon Stone em "Invasão De Privacidade" e de Stephen Baldwin, irmão de William, com Josh Charles e Lara Flynn Boyle numa tórrida transa a três em "Três Formas De Amar" e do próprio Stephen transando sozinho com várias atrizes diferentes em "Alvo Da Sedução."

Anônimo disse...

O nu frontal masculino é simplesmente lindo!.......Ate mais para os homossexuais do que para as mulheres........E o fato de muitos atores aparecem nus é porque a maioria deles é gay ou bissexual,não tendo vergonha de se mostrar por inteiro......

Anônimo disse...

Acho que o impacto da nudez masculina no cinema, para mim, começou (ao menos que me lembre) a ser falado quando Terence Stamp apareceu brevemente nu em Teorema. Foi curioso, porque eu morava numa cidade bem pequena e, mesmo assim, todo mundo sabia que havia a tal cena, e ficou esperando que ela aparecesse no drama austero e esquisito do Pasolini, que de resto foi considerado uma chatice hermética.
A nudez masculina interessa mais aos homossexuais masculinos que às mulheres, em geral. É um momento em que homens heterossexuais ficam pouco à vontade, porque em geral não se veem como objetos de desejo e costumam ter vergonha de sua intimidade - além do mais, são forçados a fazer comparações inevitáveis (rs) e já de cara perdem para os astros, normalmente mais bonitos que os mortais comuns.

claudia brando freitas disse...

as cenas de nu no cinema que mais me marcaram foram de Charlton Heston ( lindíssimo pernas e nadegas perfeitas)em planeta dos macacoseu tinha 10 anos e acredito ser a primeira cena de nu que vida num filme e Malcolm McDowell em a marca da pantera eu já com 15 anos este foi o primeiro nu frontal !