setembro 05, 2018

******* TRIBUTO a VANESSA REDGRAVE - 81 ANOS



Altura: 1,81 m
Olhos: Azuis
Cabelos: Ruiva


Não é comum carreiras cinematográficas vitoriosas com mais de cinco décadas. A trajetória de VANESSA REDGRAVE (1937. Londres / Inglaterra) é uma delas. Nomeada ao Oscar em seis ocasiões, a atriz britânica recebeu a estatueta como Melhor Atriz Coadjuvante em 1978, pelo papel-título no clássico “Júlia”. Além do Oscar, ganhou outros prêmios importantes, como o Emmy, Globo de Ouro e nos festivais de Cannes e Veneza. Nascida em uma célebre linhagem de atores, formada por seu pai, sir Michael Redgrave, um extraordinário e consagrado ator; sua mãe, Rachel Kempson; e seus irmãos, Corin e Lynn. Estreia no teatro aos 20 anos. No ano seguinte, debuta no cinema com o drama hospitalar “Behind the Mask” (1958), em que contracena com o pai. Nessa época começa seu mergulho no ativismo político. Nos conturbados anos 1960, além de atuar como militante nos legou alguns dos seus melhores papéis.

Corpo magro, semblante expressivo, ela seguiu a tradição familiar e fez uma carreira brilhante no teatro, cinema e televisão. Laurence Olivier anunciou seu nascimento em uma apresentação de “Hamlet” no Old Vic: “Senhoras e senhores, esta noite uma grande atriz nasceu; Laertes (interpretado por Michael Redgrave) tem uma filha”. Em 1959 VANESSA REDGRAVE brilha como membro da aclamada Companhia de Teatro Stratford-Upon-Avon. Em 1960, foi a vez do primeiro papel principal em “O Tigre e o Cavalo”, de Robert Bolt. Ganhou destaque em 1961, interpretando Rosalind em “Como Gostais”, na Royal Shakespeare Company, e desde então atuou em mais de 35 peças de teatro, vencendo os prêmios Tony e Olivier.

Na década de 1960 torna-se ícone do inovador cinema britânico ao protagonizar a comédia “Deliciosas Loucuras de Amor / Morgan” (1966), em que interpreta a sofrida ex-esposa de um artista excêntrico ou meio louco (David Warner). Por sua interpretação, recebeu prêmio em Cannes, indicação ao Oscar, Globo de Ouro e BAFTA. Outros acertos do início da carreira cinematográfica incluem Guinevere na adaptação hollywoodiana do musical de Lerner e Loewe, “Camelot / Idem” (1967), com Richard Harris e Franco Nero, e o retrato encantador da inovadora bailarina Isadora Duncan em “Isadora” (1968), pelo qual ganhou um segundo prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Cannes, juntamente com indicação ao Globo de Ouro e ao Oscar. VANESSA REDGRAVE também se destacou em papéis históricos - de Andrômaca em “As Troianas” (1971) a trágica Mary Stuart em “Mary Stuart, Rainha da Escócia Mary / Mary, Queen of Scots” (1971).

Além de um dos mais significativos talentos dramáticos, a estrela investiu na militância política, que lhe fechou portas. Desde os anos 1960, apoia uma série de causas políticas, incluindo oposição à Guerra do Vietnã, desarmamento nuclear, ajuda aos muçulmanos bósnios e outras vítimas da guerra. Quando foi indicada ao Oscar em 1978, por “Júlia”, membros da Liga de Defesa Judaica (JDL) queimaram seu retrato e fizeram piquetes na porta da cerimônia do Oscar como protesto. Ao ser agraciada com o prêmio da Academia de Hollywood, a atriz aproveitou para discursar em favor dos palestinos de Israel. A controvérsia teve um efeito negativo sobre sua carreira. Ela se juntou ao Partido Revolucionário dos Trabalhadores (WRP), que defendia a dissolução do capitalismo e da monarquia britânica. Concorreu quatro vezes por um lugar no Parlamento Britânico. Em 2004, lançou com o irmão Corin o Partido da Paz e do Progresso, que fez campanha contra a Guerra do Iraque e pelos direitos humanos.

Equilibrou sua fabulosa carreira entre grandes produções, como “Missão: Impossível / Mission: Impossible” (1996), e performances em filmes independentes. VANESSA REDGRAVE fez a sufragista Olive Chancellor em “Um Triângulo Diferente” (1984); a tenista transexual Renée Richards em “Second Serve” (1986); e a agente literária Peggy Ramsay no filme biográfico “O Amor Não Tem Sexo” (1987). Sua atuação como uma lésbica que lamenta a perda de sua parceira de longa data em “Desejo Proibido / If These Walls Could Talk 2” (2000), rendeu o Globo de Ouro e o Emmy. Em 2003, ganhou o Tony pelo revival da Broadway de “Longa Jornada Noite Adentro”, texto imortal de Eugene O'Neill.

Casada com o diretor britânico Tony Richardson de 1962 até 1967, tiveram dois filhos, as atrizes Natasha Richardson e Joely Richardson (a primeira teve um acidente fatal numa estação de esqui do Canadá, morrendo em 2009). Foi dirigida por ele em três filmes: “O Marinheiro de Gibraltar / The Sailor de Gibraltar” (1967), “Vermelho, Branco e Zero / Red and Blue” (1967) e “A Carga da Brigada Ligeira / The Charge of the Light Brigade” (1968). No divórcio, por adultério, o nome da atriz francesa Jeanne Moreau foi citado. Durante as filmagens de “Camelot” ela conheceu o astro italiano Franco Nero. Eles tiveram um filho, Carlo Gabriel Nero, agora escritor e diretor de cinema. Em 1971, separaram-se. VANESSA REDGRAVE viveu então um longo relacionamento com o ator Timothy Dalton, de 1971 a 1986. Em 2006, casou-se com seu antigo amor Franco Nero.

Em 2010, ela retornou aos palcos da Broadway para estrelar “Conduzindo Miss Daisy”, contracenando com James Earl Jones. A peça recebeu ótimas críticas. Em uma enquete da revista “The Stage”, foi classificada como uma das maiores atrizes de teatro de todos os tempos. Aos 81 anos, acaba de atuar no filme “The Aspern Paper”, direção de Julien Landais.


10 FILMES de VANESSA REDGRAVE
(por ordem de preferência)

01
BLOW-UOP - DEPOIS DAQUELE BEIJO
(Blowup, 1966)

Direção de Michelangelo Antonioni
Elenco: David Hemmings, Sarah Miles e Jane Birkin

02
As TROIANAS
(The Trojan Women, 1971)

Direção de Michael Cacoyannis
Elenco: Katharine Hepburn, Geneviève Bujold e Irene Papas

03
JÚLIA
(Idem, 1977)

Direção de Fred Zinnemann
Elenco: Jane Fonda, Jason Robards, Maximilian Schell
e Meryl Streep

04
Os DEMÔNIOS
(The Devils, 1971)

Direção de Ken Russell
Elenco: Oliver Reed e Gemma Jones

05
A GAIVOTA
(The Sea Gull, 1968)

Direção de Sidney Lumet
Elenco: James Mason, Simone Signoret e David Warner

06
RETORNO a HOWARDS END
(Howards End, 1992)

Direção de James Ivory
Elenco: Anthony Hopkins, Emma Thompson, Helena Bonham Carter,
James Wilby e Samuel West

07
ISADORA
(Idem, 1968)

Direção de Karel Reisz
Elenco: James Fox e Jason Robards

08
O AMOR NÃO TEM SEXO
(Prick Up Your Ears, 1986)

Direção de Stephen Frears
Elenco: Gary Oldman, Alfred Molina e Julie Walters

09
Um TRIÂNGULO DIFERENTE
(The Bostonians, 1984)

Direção de James Ivory
Elenco: Christopher Reeve, Jessica Tandy, Madeleine Potter
e Linda Hunt

10
SOMBRAS do PASSADO
(Wetherby, 1985)

Direção de David Hare
Elenco: Ian Holm, Judi Dench e Tom Wilkinson

GALERIA de FOTOS


54 comentários:

Erica Patrícia disse...

Faz uma resenha sobre Goria grahame a musa ganhou um filme merecido esse ano . Valeu!

Cora Noemi Nuñez de Monzon disse...

Ótima atriz.

Bel Anjos disse...

Linda 😍

Antonia Pacheco disse...

A idade não ofuscou sua beleza

Everardofraga Fraga disse...

É verdade Antônia ela continua linda.

Mary Ferreira da Silva disse...

Bem bonita expressiva e elegante

Margareth Carvalho disse...

Simplesmente maravilhosa!!!!!
Soube envelhecer com simplicidade e beleza....

Angela Pieruccini disse...

Gosto muito da Vanessa

Sumeia Helal disse...

Continua linda

Dilson Sampaio da Fonseca disse...

Grande atriz, filha e neta de atores. O pai foi dos maiores do teatro inglês.

Rosymiguel Barbosa disse...

Genial!

João Mateus disse...

Ela tá no primeiro Missão Impossível da era Tom Cruise

Esilda Alciprete disse...

Linda e excelente atriz !

Carlete Marilesca Weber disse...

Ela é fantástica!

Maria Regina Lima disse...

Grande estrela,gosto muito!

Su Sukky disse...

Sou louca pelo trabalho dela.

Julio Cesar disse...

Ainda LINDA!

Yramesor Issor disse...

Holocausto. Excelente

Delma Sales disse...

Cartas para Julieta! Linda como sempre!

Ilka Couto disse...

Linda!

Vera Hilda Bezerra Rodrigues disse...

Natasha...partiu tão jovem

Anamaria Torres disse...

Uma verdadeira diva!

Pedro Bon disse...

Sua atuação em Blow up foi fantástica !

Kildare Feitosa disse...

Linda , em todas as fases !

Amélia França disse...

Está super bem e linda ainda!

Lucia Stoll disse...

Sempre linda

Nelson Eddy Martinez Evans disse...

Admire muito a sua irreverença alem do seu innegavel talento!!!

Mario Camargo disse...

Linda ate o fim

Pedro Henrique de Brito disse...

Maravilhosa👏👏👏👏

Eduardo Sousa da Silva disse...

Amo!

Glauce Saffi disse...

Gosto muito de seu trabalho. Atriz muito talentosa e versátil. Isadora foi um de seus filmes mais marcantes para mim.

Maria Teresa Paranhos disse...

Belíssima! ... mesmo agora já uma senhora!

Adalberto Sant Anna disse...

Admiráveis as publicações desta página Antonio Nahud, personagens inesquecíveis de nossos devaneios, adormecidos em uma caixinha da nossa memória, obrigado pelos presentes postados com tanta qualidade nas informações...👏👏👏

Chacal Leal disse...

E ainda amadureceu linda e charmosa com classe e dignidade.

Nely De Oliveira Figueirêdo disse...

Adoro a Vanessa Redgrave , Estupenda atriz , faz parte do que considero o Dream Team do cinema inglês do qual fazem parte Judi Dench , Maggie Smith , Joan Plowright , Brenda Blethyn , Angela Lansbury , Helen Mirren , Julie Andrews , Emma Thompson , Imelda Staunton , Charlotte Rampling ( a Velha Guarda que simplesmente ARREBENTA ) e que AMOOOOO !!! A Vanessa contracenando com Albert Finney , fazendo a Clementine ( esposa do Churchill ) em O Homem Que Mudou O Mundo , está esplêndida 😍😍👏👏👏 Gosto de ler sobre a linda estória de amor ( real ) dela com o Gatíssimo Franco Nero 😃😃

Maria Emma disse...

amo ela

Leny Guimaraes disse...

Gosto dela de sempre p sempre ! Linda demais e ótima atriz !

Margarete Pereira disse...

Merece todos os elogios!

Ana Maria Gaspar Alves de Lima disse...

Até idosa segue linda

Virginia Morgan disse...

A idade chegou, mas não apagou a lindamulher

Sophie Daumas disse...

Realmente, uma grande atriz!!!

Aida Sá disse...

Ainda continua bonita!

Miranda Aide disse...

Adoro o filme cartas para Julieta ❤❤❤❤

Voli Trench disse...

Ele é maravilhosa interpretando.

Joana Pacheco Pacheco disse...

Quanto mais velha...mais linda

Zelia Lima disse...

Ela estava esplêndida no filme, Quando os Anjos Falam.

Eliane Catellan disse...

Fascinante ❣

Anamaria Torres disse...

Lindíssima ate hoje!

Celia Maria Soares disse...

Linda.

Christinna Costa disse...

Em Cartas para Julieta...foi contada a história de amor dela e e Franco Nero...que se uniram novamente depois de décadas separados, onde cada um constitui sua familia. Ah...o amor.

Angela Pieruccini disse...

Grande atriz

Cassia Pacheco disse...

Linda mulher, bela pessoa e admirável atriz.

Carla Guedes disse...

Mulher que aceita o passar dos anos na pele é outra história. ❤️🌹

Leny Guimaraes disse...

Continua linda e o tempo passou ......