janeiro 12, 2011

******* DUPLAS ROMÂNTICAS BEM SUCEDIDAS


veronica lake e alan ladd

Ao longo da sua história, o cinema juntou homens e mulheres cuja química foi responsável pela transformação popular em símbolos do amor romântico e crença nos mais absurdos enredos. Essas duplas – ou seja, parcerias carismáticas de atores em diferentes filmes – garantiram sucessos de bilheteira, como reforço de luxo para qualquer espécie de filme, fosse ele insignificante ou cult, baratos ou epopéias milionárias. Enquanto o público pode avaliar as lendárias duplas cinematográficas através de medidas inefáveis como a tensão emocional ou até as lágrimas derramadas, as caixas registradoras de Hollywood sempre avaliaram o desempenho delas em termos mais concretos: receitas.

As duplas cinematográficas mais bem sucedidas da antiga Meca do cinema, tendo em conta o seu prestígio ao longo do tempo e impacto nas bilheteiras da época, constituem um grupo variado, que inclui participações em filmes de diversos gêneros, da aventura ao musical, da comédia ao drama de costumes, do policial ao épico. Mas qual seria a dupla cinematográfica mais bem sucedida de sempre? Arrisco listar algumas. A decisão final é sua, caro leitor.

astaire e ginger rogers em "a alegre divorciada"

GINGER ROGERS E FRED ASTAIRE
(1933 a 1949)

Em 1933, o refinado e elegante Astaire atuou no primeiro de dez consagrados musicais ao lado da loura amalucada Ginger Rogers. Não se suportavam na vida real, mas dançavam como pássaros, formando uma parceria impecável. “Ele dá classe a ela, ela dá sex-appeal a ele”, explicou na época um diretor da RKO. Em 1986 seriam motivo da paródia agridoce de Giulietta Massina e Marcello Mastroianni em “Ginger e Fred”, de Federico Fellini.

VOANDO PARA O RIO (1933), de Thornton Freeland - Musical

A ALEGRE DIVORCIADA (1934), de Mark Sandrich - Musical

ROBERTA (1935), de William A. Seiter - Musical

O PICOLINO (1935), de Mark Sandrich - Musical

AS ÁGUAS DA ESQUADRA (1936), de Mark Sandrich - Musical

RITMO LOUCO (1936), de George Stevens - Musical

VAMOS DANÇAR (1937), de Mark Sandrich - Musical

DANCE COMIGO (1938), de Mark Sandrich - Musical

A HISTÓRIA DE VERNON E IRENE CASTLE (1939), 
de H. C. Potter - Musical

CIÚME, SINAL DE AMOR (1949), de Charles Walters - Musical

myrna loy, asta e william powell

MYRNA LOY E WILLIAM POWELL
(1934 a 1949)

Fizeram grande sucesso com a série de seis filmes “Thin Man”, da M-G-M, recebendo excelentes críticas. Interpretavam os engraçados Nora e Nick Charles, que viviam trocando farpas, mas inegavelmente se amavam e eram felizes. Eles demonstraram que um casal pode se divertir e também resolver crimes. Charmosos e com senso de humor sofisticado, constituiam um dos pares de atores mais prolíficos das telas: apareceram juntos em 13 longas.

VENCIDOS PELA LEI (1934), de W. S. Van Dyke - Criminal

A CEIA DOS ACUSADOS (1934), de V. S. Van Dyke – Comédia

ESTRATÉGIA DE MULHER (1934), de William K. Howard - Drama

ZIEGFELD – O CRIADOR DE ESTRELAS (1936), 
de Robert Z. Leonard - Musical

CASADO COM MINHA NOIVA (1936), de Jack Conway - Comédia

A COMÉDIA DOS ACUSADOS (1936), W. S. Van Dyke - Comédia

DUPLO CASAMENTO (1937), de Richard Thorpe - Comédia

O HOTEL DOS ACUSADOS (1939), de W. S. Van Dyke - Comédia

NEM SÓ OS POMBOS ARRULHAM (1940), de W. S. Van Dyke - Comédia

MEU QUERIDO MALUCO (1941), de Jack Conway - Comédia

A SOMBRA DOS ACUSADOS (1941), de W. S. Van Dyke - Comédia

REGRESSO DAQUELE HOMEM (1945), de Richard Thorpe - Comédia

A CANÇÃO DOS ACUSADOS (1947), de Edward Buzzell

de havilland e flynn em "a carga da brigada ligeira"

OLIVIA DE HAVILLAND E ERROL FLYNN
(1935 a 1943)

Com o grande sucesso de público e crítica de “Capitão Blood”, a Warner Bros. decidiu reunir a dupla protagonista em outros filmes, transformando-a em verdadeira lenda viva e lotando matinês. De Havilland fazia donzelas ingênuas e recatadas em perigo, Flynn era o galante aventureiro. Eram belos e empolgantes, mas a atriz cansou dos papéis tolos e partiu para uma carreira de extraordinário potencial dramático.

CAPITÃO BLOOD (1935), de Michael Curtiz – Aventura

A CARGA DA BRIGADA LIGEIRA (1936), de Michael Curtiz – Aventura

SOMOS DO AMOR (1937), de Archie L. Mayo - Comédia

AS AVENTURAS DE ROBIN HOOD (1938), de Michael Curtiz 
e William Keighley – Aventura

AMANDO SEM SABER (1938), de Michael Curtiz - Comédia

UMA CIDADE QUE SURGE (1939), de Michael Curtiz - Western

MEU REINO POR UM AMOR (1939), de Michael Curtiz - Aventura

A ESTRADA DE SANTA FÉ (1940), de Michael Curtiz – Ação

O INTRÉPIDO GENERAL CUSTER (1941), de Raoul Walsh – Western

GRAÇAS A MINHA BOA ESTRELA (1943), de David Butler - Comédia


VERONICA LAKE E ALAN LADD
(1942 a 1947)

Durante três ou quatro anos eles estamparam todas as capas de revistas. Contratados da Paramount, belos, inicialmente formaram par romântico por pura necessidade, já que o ator media só 1.65m e a atriz 1.51m, numa junção perfeita nas telas. Fizeram interessantes filmes noir policiais de baixo orçamento com toques de fina ironia. Ela era a loura fatal de voz grave e franja caindo sobre um dos olhos. Ele, o durão sensível.

ALMA TORTURADA (1942), de Frank Tuttle – Policial

A CHAVE DE VIDRO (1942), de Stuart Heisler – Policial

COQUETEL DE ESTRELAS (1942), de George Marshall - Musical

A DÁLIA AZUL (1946), de George Marshall - Policial

MIRAGEM DOURADA (1947), de George Marshall - Musical

SAIGON (1948), de Leslie Fenton - Policial

katie e spencer

KATHARINE HEPBURN E SPENCER TRACY
(1942 a 1967)

Estrelas da M-G-M, formaram uma inesquecível dupla na tela e na vida real, vivendo juntos quase 30 anos, sem nunca casarem (o ator era católico e não queria se divorciar da esposa e deixar o filho deficiente auditivo). Tinham segredos: ele era alcoólatra violento, ela levava a fama de lésbica. Mas foram grandes companheiros até o final da vida de Tracy em 1967, dias depois de ter completado com a companheira o filme “Adivinhem quem vem para Jantar”. Katie chegou a escrever um livro sobre os dois.

A MULHER DO DIA (1942), de George Stevens - Comédia

FOGO SAGRADO (1942), de George Cukor - Drama

SEM AMOR (1945), de Harold S. Bucquet - Comédia

MAR VERDE (1947), de Elia Kazan - Drama

SUA ESPOSA E O MUNDO (1948), de Frank Capra - Comédia

A COSTELA DE ADÃO (1949), de George Cukor - Comédia

A MULHER ABSOLUTA (1952), de George Cukor - Comédia

AMOR ELETRÔNICO (1957), de Walter Lang - Comédia

ADIVINHE QUEM VEM PARA JANTAR (1967), 
de Stanley Kramer - Comédia

armendáriz e del rio em "as abandonadas"

DOLORES DEL RIO E PEDRO ARMENDARIZ
(1943 a 1958)

Ele era o galã por excelência do México, ela uma diva com apelo internacional, conquistado através de uma admirável carreira nos anos 20 e 30 em Hollywood. A convite do famoso diretor Emilio Fernández, “El Indio”, a atriz regressou ao México, tornando-se, com quase 40 anos, a maior estrela de cinema do seu país. Ao lado de Armendáriz, Del Rio formou o casal chave dos caprichados melodramas mexicanos que fizeram sucesso em todo o mundo.

FLOR SILVESTRE (1943), de Emilio Fernández - Drama

MARIA CANDELÁRIA (1944), de Emilio Fernández - Drama

CORAÇÃO TORTURADO (1945), de Emilio Fernández - Drama

AS ABANDONADAS (1945), de Emilio Fernández - Drama

DOMÍNIO DE BÁRBAROS (1947), de John Ford - Drama

A MALQUERIDA (1949), de Emilio Fernández - Drama

LA CUCARACHA (1958), de Ismael Rodríguez

loren e mastroianni em "matrimônio à italiana"

SOPHIA LOREN E MARCELLO MASTROIANNI
(1954 a 1994)

Divertidos e sensuais, ainda não eram famosos quando juntos fizeram seus três primeiros filmes, mas a química era perfeita. Brilharam principalmente sob a condução do mestre italiano De Sica e foram homenageados por Altman na comédia “Prêt-à-Porter”.

BELA E CANALHA (1954), de Alessandro Blasetti - Comédia

A BELA MOLEIRA (1955), de Mario Camerini - Comédia

A SORTE DE SER MULHER (1955), de Alessandro Blasetti - Comédia

ONTEM, HOJE E AMANHÃ (1963), de Vittorio De Sica - Comédia

CASAMENTO À ITALIANA (1964), de Vittorio De Sica - Comédia

OS GIRASSÓIS DA RÚSSIA (1970), de Vittorio De Sica - Drama

A MULHER DO PADRE (1971), de Dino Risi - Comédia

A GAROTA DO BANDIDO (1975), de Giorgio Capitani - Comédia

UM DIA MUITO ESPECIAL (1977), de Ettore Scola – GLS/Drama

AMOR E CIÚME (1978), de Lina Wertmuller - Suspense

PRÊT-À-PORTER (1994), de Robert Altman - Comédia

40 comentários:

ANA CLÁUDIA BEZERRA BARROS disse...

amigo seu blog está maravilhoso.

Parabéns!

Indira D. disse...

Seu trabalho é excelente. Parabéns. Abraços.

Lorenzo Masin disse...

Ciao Antonio!
como estàs amigo meu?? :)
es siempre un piacere receibir tus interessantes mail...
esplorerò tu bravo blog..
Te invio un beso y un abrazo!

Lorenzo Masin
Turin, Italia

JAMIL J. LANDIM disse...

Antonio, o blog está cada vez melhor: ultra sofisticado e com conteúdo versátil e super interessante. Em relação ao post, ninguém supera os maravilhosos Spencer Tracy e Katharine Hepburn.
Bjs

Helena Castelli disse...

Vim só para fazer uma visita, mas com este excelente trabalho, fiquei a ler. Logo à noitinha virei reler... aqui senti-me em casa!...

Beijos de bom dia.

Júnia disse...

Eternamente meus preferidos
Astaire/Rogers e Katie / Spencer

Dilberto L. Rosa disse...

Destes todos, meu par favorito é Mastroianni e Loren, tamanha a química capaz de sustentar até filmes fraquinhos como "Um Dia especial"... Bela listagem! Um feliz 2011, cheio de luz e Cinema!

HENRIQUE WAGNER disse...

Maravilha!!! Que perícia, vc tem, no que escreve... Adorei a matéria sobre os casais famosos do cinema. Espero o momento da Romy Schneider (minha grande paixão) e Alain Delon juntos. Em A piscina eles estão maravilhosos, num filme feito justamente para eles...


Abç!!!

H.

siby13 disse...

Linda homenagem, bela matéria.
Visual e escrita de muito bom gosto.
Mas minha dupla preferida não está na matéria, rs
Com certeza que Lara e Yuri Jivago é minha dupla preferida, vejo o filme mil vezes e nunca me canso, rs.
Beijos e Parabéns pela matéria.

Oliver Pickwick disse...

Pela tradição e a longevidade da parceria a minha dupla favorita é Olivia de Havilland e Errol Flynn. Por outro lado, sem considerar o componente romântico, fico com Stan Laurel e Oliver Hardy.
Um abraço e vida longa ao blog!

Geziel Cardozo disse...

Kate e Spencer Tracy e vc?

Toninho Luz disse...

Tem muita gente adorável neste quesito, né meu grande!Mas eu ainda aposto minhas fichas em Katherine Hepburn X Spencer Tracy & Humphrey Bogart x Lauren Bacall . Eram brilhantes e carismáticos quando juntos!
Grande final de semana!!!

Marcelo C,M disse...

Ai migo. Valeu pelo comentario la no meu blog. Se puder assista de novo Cidade Dos Sonhos, acredite, é sim um dos melhores filmes da decada passada, tanto que já perdi as contas de quantas vezes eu assisti e quanto mais eu assisto mais vejo inumeros detalhes que antes não tinha visto. Obrigado pelo comentario sobre a lista dos 10 mais, isso significa que não estou louco hehehehehehe.
Valeu por meu blog estar em destaque no seu agora, lhe agradeço muito. Qualquer coisa me escreva, abraços amigo.

Luiz Carlos Freitas disse...

Essa respondo sem pensar duas vezes: Bogart e Bergman em Casablanca. Você não tem noção do quanto esse filme representa pra mim.

Lima Trindade disse...

Rapaz, para mim não existe "melhor" dupla, mas, sem dúvida, os dois garotos de "Delicada Atração" formam um belo par. Entre tantos.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Eu fico com a dupla Katie e Tracy - puro carisma -, mas também tenho uma queda por Lake e Ladd.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Dilberto, vc acha UM DIA MUITO ESPECIAL fraquinho? Vejo-o como um grande filme. Já o assisti umas cinco vezes e sempre me emociono.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Aguarde Romy e Delon, Henrique. Como esquecer atriz tão especial? E o Delon aprendi a gostar com o passar do tempo. A PISCINA é um ótimo filme.
A dupla O Gordo e o Magro também está na nossa lista de postagem, Oliver. Óbvio que não como dupla romântica...rs

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Creio que não deixei bem claro, Marcelo. Acho CIDADE DOS SONHOS um filme muito bom. Só não o considero o melhor da década.

Katharine disse...

aah muito obg pelo site! adoorei as duplas!
beijos

annastesia disse...

Tracy e Hepburn são os meus favoritos. Adoro A costela de Adão e A mulher do dia. Devo destacar também a classe e elegância de Myrna e William.

Cefas Carvalho disse...

De forma geral, prefiro Fred Astaire e Ginger Rogers (principalmente em O picolino). De forma específica, Jivago e Lara, respectivamente Omar Shariff e Julie Christie em "Doutor Jivago". Abração e parabéns pelo blog!

Danielle disse...

Oi, Antonio!

Que bom que deu certo!
Tenho os dois filmes sim e adoro a ideia da troca. Estou tentando encontrar na net "Ah, wilderness!" mas não o acho em lugar nenhum. Você o tem? Também queria "E a mocidade é assim" (estou adorando ver filmes com o Mickey Rooney).

bjos
Dani

Tertúlias... disse...

Que blogotimo e adorei a escolha das primeiras duplas "bem sucedidas" (Detalhe, Ladd estava sempre num banquinho porque era baixinho... mas tao alto como nesa foto, jamais!!!! Amei!)

Flávio Adler disse...

Olivia de Havilland e Errol Flynn!!! Perfeitos...

Roderick Verden disse...

Olha a cara do Errol Flynn! rs. Cinismo? Canastrice? Ele a Olivia formavam uma grande dupla. Sophia Loren e Mastroianni tb eram demais!

Gostaria de lembrar tb de Doris Day e Rock Hudson.

angela disse...

Muito difícil escolher as duplas são ótimas.
Gostei de seu blog é bastante interessante.
beijos

Cris França disse...

que post maravilhoso, uma viagem, um épico. adorei

bjs

Dezito (André Sousa) disse...

Rogers e Astair eram fenomenais !

Abç

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Annastesia, também acho "A Mulher do Dia" (de Stevens) e "A Costela de Adão" (de Cukor). Os dois melhores filmes da dupla Tracy-Hepburn. E realmente a classe e a elegância de Loy-Powell eram imbatíveis.
Grato pela visita/comentário.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Roderick, aguarde Doris Day e Rock Hudson na continuação do post. E Claire Trevor-John Wayne, Jeanette MacDonald-Nelson Eddy, Linda Darnell-Tyrone Power, entre outros.

Danilo Ator disse...

Postagem maravilhosa. Amo esse tipo de lista. Espero a parte 2. Abraço.

Danielle disse...

Oi, Antonio!

Estava no meio de uma mensagem pra você quando parou a força aqui em casa ontem...

Adorei sua ideia de trocarmos filmes!
Vou te passar a listinha do que eu tenho dos artistas que vc mencionou (coloca no seu blog um mecanismo de busca, assim fica mais fácil de localizarmos os filmes que você tem).

Da Jennifer Jones, Merle Oberon, Gene Tierney eu, que me lembre, não tenho nada.

Tenho bastante coisa do Lubitsch, que adoro: To be or not to be; The Love Parade (musical sensacional de 1929!); A loja da esquina; Ninotchka; O diabo disse não; A Viúva Alegre; Trouble in paradise; One hour with you; O tenente sedutor (que é com a Claudette Colbert e a Miriam Hopkins); Monte Carlo; Lady windemere's fan (filme mudo ótimo com o Ronald Colman); Rosita (com legenda em russo...); Mme Du Barry; Sumurum.

Tenho um com o F. March e a Norma Shearer que é bem bonito, "O amor que não morreu" (na minha opinião vale a pena comprar a cópia distribuída pela Classic Line, que custa baratinho e vem com as 2 versões do filme - a 2. é com Jeanette Macdonald e Brian Aherne.

Com a C. Colbert tenho o Aconteceu Naquela Noite (q com certeza vc tem) e Feras que foram homens.

Você pode gravar pra mim "Acorrentada" e "A mocidade é assim"? O que mais vc tem do Mickey Rooney (dos filmes mais antigos)? Estou querendo conhecer melhor o trabalho dele.

Bjs, vamos nos falando.
Dani

Anônimo disse...

Antonio Nahud

Pelas recordações de infância Errol Flynn e Olivia de Havilland.
Porém como esplendor de beleza, sem dúvida,ninguém superou Monty Clift e Liz Taylor em Um Lugar ao Sol.

Abraço.

Emilio Suzart

helenahistory disse...

Me lembro de ainda pequena ver o show de Giger Rogers e Fred Asteire dançado. Ela com aquele vestido de plumas branco e ele de terno preto na maior elegancia. Nunca vi nada igual a sincronia e sintonia.Agora vi um documentario de que eles não se suportavam. Imagine quanto profissionalismo. Impressionante.

helenahistory disse...

primo não vi na lista o nome de Chareston Heston (acho que se escreve assim). O grande astro dos Dez Mandamentos, Ben Hur, etc. Eu o amava.Se puder coloque ele na lista.bjs

Sonia disse...

Alan ladd e Veronica Lake, dupla "baixinha" romântica e bem sucedida,que eu adoro! Kim Basinger, em Los Angeles - Cidade Proíbida, me fez lembrar Miss lake, e seu famoso estilo de cabelos.
Na minha opinião, dupla imbatível em beleza, não superada até hoje é a parceria Mont Clift e Liz Taylor em "Um Lugar ao Sol", que comprei rapidinho quando vi o anúncio na Livraria Saraiva.
Parabéns pela matéria! Excelente!

Rubi disse...

Estava dando uma olhada em seu blog e acabei encontrando este texto por acaso. De todos, Astaire e Ginger Rogers é o meu casal preferido. Impressionante a atuação de ambos,me encanto a cada cena!

Faroeste disse...

Invejo grandemente quem teve a graça de acompanhar todos estes pares. Eu jamais vi; Myrna/Powell, Ladd/Lake e Armendariz e Dolores.
Vi muito pouco; Loren/Marcello e o intragável e metido a insuperável Astaire e Ginger.
Porem Tracy e Hepburn e Flinn e Olivia são fora de série.
São os meus pares de preferencia.
jurandir_Lima@bol.com.br

Elisandra Pereira disse...

Excelente post!