julho 31, 2012

************ O MAIS BELO: MARLON BRANDO



Votação computada. As leitoras e os leitores de “O Falcão Maltes” escolheram MARLON BRANDO como O MAIS BELO ATOR da história do cinema. Ele arrebatou 21 votos. Mas a disputa foi duríssima. O francês Alain Delon chegou perto com 17 votos e Paul Newman, logo a seguir, conseguindo 12 votos. Em quarto lugar, o charmoso inglês Cary Grant com 5 votos. Por fim, quatro atores empataram com quatro votos na quinta colocação: Montgomery Clift (que não está na minha lista), Rock Hudson, Tyrone Power e Warren Beatty. Foi um resultado justo, a beleza de Brando eternizou-se no cinema durante cerca de vinte anos. O curioso é que ele não valorizava a formosura física num ator, deixando-se engordar e envelhecendo precocemente. Ele afirmou, em uma entrevista em 1990, ter sofrido essa decadência física devido ao estresse de estar constantemente sob a mira do público. “Sofri muita miséria em minha vida por ser famoso e rico”, declarou na ocasião.

Considerado um dos maiores atores cinematográficos de todos os tempos, MARLON BRANDO (Nebraska, EUA, 1924-2004) estudou no famoso Actors Studio, escola de arte dramática nova-iorquina. Consagrou-se primeiro no teatro, nos palcos da Broadway. Seu comportamento irreverente, rebeldia, juventude e boa aparência contribuíram para conquistar um grande apelo popular na década de 50. No seu primeiro filme, “Espíritos Indômitos / The Men” (1950), de Fred Zinnemann, faz um inválido de guerra. No ano seguinte, concorreria ao Oscar com sua performance como Stanley Kowalsky em “Uma Rua Chamada Pecado / A Streetcar Named Desire” (1951), de Elia Kazan. Levou seu primeiro Oscar com “Sindicato de Ladrões / On the Waterfront” (1954), mas fez escolhas erradas, protagonizando filmes ruins e recusando obras-primas como “Sedução da Carne / Senso” (1954), de Luchino Visconti, “Ben-Hur / Idem” (1959), de William Wyler, e “Lawrence da Arábia / Lawrence of Arabia” (1962), de David Lean. Voltaria a brilhar nos anos 70. “O Poderoso Chefão / The Godfather” (1972) lhe deu o segundo Oscar, que ele recusou para chamar a atenção para os problemas dos índios norte-americanos. “O Último Tango em Paris / Last Tango in Paris” (1972) e “Apocalypse Now / Idem” (1979) também foram grandes sucessos de crítica.

A vida pessoal de MARLON BRANDO foi marcada por escândalos e tragédias. Nos últimos anos, o brilhantismo de sua carreira foi ofuscado por sua excentricidade e reclusão, sua tumultuada família e disputas financeiras. Sua primeira mulher, Anna Kashfi, levou-o aos tribunais, revelando maldosamente fotografias em que o marido transava com o ator francês Christian Marquand. Em 1976, ele declarou que teve experiências homossexuais com vários homens, e que não ligava para o que as pessoas pensavam. Christian Brando, filho do primeiro casamento do ator, foi condenado a dez anos de prisão pelo assassinato do namorado de sua meia-irmã, Cheyenne, em 1990. Em 1995, Cheyenne cometeu suicídio aos 25 anos de idade. Brando morreu aos 80 anos, em 2004. Alguns meses depois da sua morte, sua ex-mulher Tarita escreveu suas memórias, as quais deu o nome de “Marlon, Meu Amor e Meu Tormento”, onde alega que ele teria abusado sexualmente de sua filha Cheyenne.








LEIA TAMBÉM:

ACTORS STUDIO: DE BRANDO A AL PACINO

37 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Votação mais do que justa,
se eu encontrasse um Marlon Brando
pela rua, acho que, repensaria
minha condição sexual,
nem que fosse por uma noite.

Andressa Vieira disse...

CONCORDO!

Danielle Carvalho disse...

Opa! Pódio merecido!

Elisandra Pereira disse...

É não! É o Montgomery Clift! rsrsrsrsrs

Suzane Weck disse...

Ola Falcão,adorei tua queridíssima presença na minha "festinha".Obrigado também pelo incentivo que sempre vens me dando com tuas visitinhas.Voltando á tua pesquisa,não esperava a vitória de Marlon Brando,aliás,talvez porque não o suporto,mas como a maioria vence,rendo á ele minha homenagem.Meu enorme abraço.

Fimc14 disse...

Não só o mais belo como o melhor actor, na minha opinião.

Stela Borges de Almeida disse...

Queria ter mais tempo para ler sempre o Falcão Maltês, Antonio Nahud Júnior

Arly Arnaud disse...

Gatão!!

Marcelo C,M disse...

Merecido

disse...

Vitória merecida, apesar de eu não ter votado nele, concordo que foi um belíssimo ator em sua juventude.
Abraços!

Janice Adja disse...

Realmente ele era muito belo. Outros também eram belos. Julgar beleza é muito difícil.
Beijos!

rosa-branca disse...

Olá amigo, foi sem dúvida um dos homens mais belos do cinema. Infelizmente a fama tem um preço muito alto e a maior parte dos famosos, paga-a bem cara e por vezes com a vida. Adorei a sua postagem. Beijos com carinho

M. disse...

Adorei o resultado! Votei nele também. Marlon era presença sim e uma figura muito polêmica. Gosto muito de alguns de seus filmes. Abraço e ótima semana!

siby13 disse...

Antonio, eu nem divulgo o meu amado, rsrsr morro de ciúmes e acho ótimo que as meninas nem saibam que ele existe, rs
Bom que Brando ganhou, gosto muito dele, é um ator completo.
Parabéns para ele e a todos os outros.

Luís disse...

Marlon Brando é deus, nossa, maravilhoso. Poderia encher meu comentário só de elogios, uns mais bonitos que outro, lindos, como ele! hahshahisihas

Cara, acompanha o meu novo blog, que fala sobre o Oscar: http://eooscarfoipara.blogspot.com.br/

Gilberto Carlos disse...

Marlon Brando era mesmo muito bonito. Pena que foi ficando desleixado com o tempo, engordou, ficou feio e além de tudo ainda era excêntrico.

Rui Patterson disse...

Ça coûte combien pour une semaine?

Silvia Maria Sena disse...

Haaaa... Eu disse !!!! Fascinante .. Belo e único !

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Suzane, também não esperava a vitória de Marlon. Apostaria em Newman, embora meu gosto pessoal votaria nas belezas de Rock Hudson e Cary Grant. Mas por que vc não gosta de Marlon? Ele é magnífico, excelente ator.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Grato, Stela. Arranje um tempinho e apareça sempre.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Pois é, Sybele, esperei o seu voto para Gary Cooper.

Ligéia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Angelus Melo disse...

Bem que eu imaginava...

Helena Sarraf disse...

maravilha

Ana Paula Chagas disse...

Justo!

Ligéia disse...

Marlon Brando é belo, belíssimo, o mais belo daquela lista, lindo e sexy, mesmo envelhecido e gorducho. Teve charme de gangster em o Poderoso Chefão, romantismo sensual de homem maduro em Don Juan DeMarco, e nesse mesmo filme foi deliciosamente engraçado, e apaixonante. Falei do Omar Sharif me restringindo à beleza física. Marlon Brando não é só bonito, ele é Marlon Brando!

Um abração, Antonio.

PS: A ex só foi falar do abuso sexual da filha depois que ele morreu?...

Adécio Moreira Jr. disse...

Marlon Brando era um galã que não se vê mais (frenquentemente) hoje em dia. Ou seja, BONITO e, acima de tudo, promissor no que se refere a TALENTO.

Leandra disse...

Um ator inesquecível. Resultado merecido.

Brenda Rosado disse...

Não foi o meu escolhido, mas gosto dele, de sua irreverência e talento.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Pois é, Ligéia, tipo caso de oportunismo. Por que ela não lavou a roupa suja quando pai e filha estavam vivos?

Ligéia disse...

Tudo ainda giraria só em torno dele, Antonio.

Se é verdade, que mãe, hein?
Joan Crawford é uma mãezona querida perto dessa...

J. BRUNO disse...

Sem dúvidas ele foi uma figura controversa, mas é inquestionavelmente um dos maiores atores da história do cinema e a vitória nesta votação dos mais belos foi justa!

http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2012/08/gosto-de-cereja_5.html

Anônimo disse...

O ator mais belo do cinema foi sem dúvida Tyrone Power. Power foi o maior e mais querido galã de sua
época, ele arrastava milhões de
mulheres aos cinemas em todos os lugares do mundo onde houvesse um cinema.

Blanche DuBois disse...

*o* lindão!!!!

Angelus Melo disse...

Brando forever!

railer disse...

não votei, mas gostei do resultado!

claudia brando freitas disse...

Concordo brando junto com Paul Newman Burt Lancaster e Alain dellon sao o exemplo maior de equilíbrio do talento e beleza! hoje temos belos atores como ben afleck ou George Clooney mas nenhum deles faz sombra para os nomes que citei!