novembro 18, 2011

***** AS PERNAS QUE ABALARAM HOLLYWOOD


cyd charisse e gene kelly
Em “Cantando na Chuva / Singin’ in the Rain” (1952), numa famosa cena, a câmera mostra as coxas longas, carnudas e sedosas de Cyd Charisse, sentada numa cadeira, com Gene Kelly aos seus pés. Nascia uma estrela com uma poderosa arma feminina. Por muito tempo, ela foi considerada a dona das PERNAS mais belas do mundo e teria feito um seguro milionário dessa parte do corpo que lhe trouxe fama e fortuna - em sua biografia revelou que essa promoção havia sido uma jogada de marketing da Metro-Goldwyn-Mayer. Cyd dançava bem e tinha talento dramático zero. Quando os musicais praticamente acabaram no final dos anos 50, findou-se sua carreira. Não foi a única. Ann Miller, Esther Williams e Mitzi Gaynor tiveram de aposentar suas lindas coxas com o fim injusto dos musicais. Mas não só as estrelas que dançavam tinham pernas estonteantes. Quando Kim Novak aparecia nas telas a platéia inteira ficava estatelada. Em “Kismet / Idem” (1944), Marlene Dietrich causou furou ao revelar suas magníficas PERNAS pintadas de dourado. Elas foram colocadas no seguro por um milhão de dólares. Os registros hollywoodianos dizem que a pin-up Betty Grable, em 1940, foi a primeira atriz a conseguir uma apólice de suas pernas. Conhecida como a dona das pernas de dinamite, Grable fez escola. Depois seria a vez de Silvana Mangano, Angie Dickinson e algumas outras privilegiadas. As coxas de Marilyn Monroe também são imortais, mas competem com o resto do seu impecável corpo. A sequência do vestido esvoaçante em “O Pecado Mora ao Lado / The Seven Year Itch” (1955) ficou clássica, levando marmanjos do mundo inteiro ao delírio. Ava Gardner também tinha um imbatível par de PERNAS, assim como Raquel Welch, que deixou muita gente de queixo caído ao levantar a saia em “Homem e Mulher Até Certo Ponto / Myra Breckrindge” (1970). Pensando nestes lampejos de coxas ao assistir Rita Hayworth em “Modelos / Cover Girl” (1944), selecionei 13 atrizes do tempo em que o cinema ia muito melhor das pernas. 

angie dickinson
ann miller
ava gardner
betty grable


cyd charisse
esther williams
jane russell
marilyn monroe
kim novak
marlene dietrich
mitzi gaynor
raquel welch
rita hayworth
*******
CONFIDENCIAL

DEBBIE REYNOLDS

Na trama de “Cantando na Chuva / Singin’ in the Rain” (1952), Kathy Selden, a personagem vivida pela atriz Debbie Reynolds, é contratada para dublar Lena Lamont (interpretada por uma inesquecível Jean Hagen, que quase levou o Oscar de Coadjuvante por esse papel), estrela do cinema mudo cuja voz é muito desafinada e estridente. Entretanto, ao mesmo tempo em que Reynolds dubla Hagen na história, ela própria é dublada na vida real, sem seu consentimento, pela cantora Betty Royce. A Metro-Goldwyn-Mayer aproveitou uma folga da atriz para substituir sua voz nas cenas em que aparece cantando e dançando ao lado do ator Gene Kelly. Na realidade, a voz de Jean Hagen foi distorcida para que ela pudesse encarnar sua personagem de modo convincente. Já em “Bonequinha de Luxo / Breakfast at Tiffany’s” (1961), a atriz Audrey Hepburn mostrou que, além de atuar muito bem no papel de Holly, canta afinadamente. Seus fãs ficaram apaixonados, assim como o personagem Paul (George Peppard), ao ouvir sua voz doce entoando a famosa música “Moon River”. A estrela fez questão de não ser dublada e de tocar violão enquanto cantava sentada no parapeito da janela. Mas em “Minha Bela Dama / My Fair Lady” (1964), Audrey não conseguiu convencer o produtor e foi dublada nos números musicais pela cantora Marni Nixon. 

38 comentários:

'Lara Mello disse...

Adorei! As mulheres bem pin up's, fora que naquele tempo uma perninha de nada era uma sensação, hoje em dia tem que mostrar tudo ¬¬

Karla Hack dos Santos disse...

Belíssimas pernas!!!
O estilo Pin Up sempre me agradou.. e mesmo as sem talento dramático.... arrasavam!

;D

Edivaldo Martins disse...

BELA SELEÇÃO DE PERNAS! POUCO COMENTADA, ESTHER WILLIAMS TEM UMA DAS MAIS BONITAS PERNAS DO CINEMA!

Silvia Maria Sena disse...

Belas pernas !!

Enaldo disse...

Ótimas fotos.

Elisabete B. disse...

Uau!!! Que inveja!!! rsrs
Lara, você tem razão! No tempo delas bastavam as pernas, mesmo porque o conjunto agradava. Hoje é tanta artificialidade que nem dá para saber se a beleza é real ou siliconada!

Rodrigo Mendes disse...

Tem uma frase da Marlene Dietrich que é assim: "As pernas não são tão bonitas, apenas sei o que fazer com elas."

Acho que todas as mulheres, não só estrelas do cinema, bem vaidosas e com a sensualidade à flor da pele pode ter pernas tão lindas quanto as da estonteante Cyd Charisse, por exemplo.

Da sua lista o meu voto vai para a darling Dietrich. Além de tudo ela é a mais elegante de todas!

Ótimo post Antonio.
Abs.

Marcelo C,M disse...

Atualmente as atrizes se preocupam demais em não ficar acima do peso, e com isso, acabam ficando muito magras e feias. Veja essas atrizes daquele tempo, da para ver pelo corpo que tinham uns quilinhos a mais, mas eram belas e davam de dez a zero se comparada a essas atrizes magricelas de hoje. Quem dera se eu tivesse nascido nestes anos dourados em que um homem felizardo poderia tranquilamente encher bastante a sua mão, kkkkkkkk.
Falando em Cantando na Chuva, ele foi citado no curso que estou participando atualmente sobre Alfred Hitchcock, que é o melhor filme sobre a transição do cinema mudo para o falado, e que foram poucos que conseguiram sobreviver a essa mudança, e Hitchcock foi um desses poucos.

Rodrigo Duarte disse...

O Marcelo C fez um comentário pertinente: (quase) todas as mulheres das fotos estavam um pouco acima do peso para os padrões de beleza contemporâneos. O Photoshop é que dita as regras hoje em dia. Uma pena (vide o que a Nicole Kidman fez consigo mesmo). Cyd Charisse é a melhor de todas. Abraço.

disse...

Lindas e naturais! Nada das moças esquálidas de hoje. Adorei a foto da Ava Gardner. Há também uma belíssima da Marlene Dietrich em que ela está com a cabeça para baixo, cobrindo o rosto com os cabelos e mostrando só as pernas.
Abraços!

Rato disse...

Post DE-LI-CI-O-SO, caro Nahud!
Só na foto de Marlene Dietrich é que não dá para conferir satisfatoriamente. Tem de arranjar outra foto dela, ou a diva fica em desvantagem em relação às outras.

Rato disse...

Ah... e esqueceu uma fundamental - Lana Turner no "Carteiro"

Hugo disse...

Ótima lista de pernas e como o amigo Rato citou, faltam a voluptuosa Lana Turner.

Abraço

Rubi disse...

Vou aproveitar o comentário do Rodrigo "As pernas não são tão bonitas, apenas sei o que fazer com elas."

Acho que não só a Marlene, mas todas elas sabiam muito bem o que fazer com as pernas. Todas as imagens estão ótimas, mas Marilyn Monroe é Marilyn Monroe!

pinguim disse...

Todas elas têm pernas fabulosas,mas as de Cyd Charrisse e Angie Dickinson, são mesmo as melhores...

Filmes Antigos Club disse...

Num tempo em que as mulheres não pensavam no "culto ao corpo", elas bem que sabiam se cuidar. Como disse bem a Elisabete acima, hoje tudo é artificial, há silicones, botox, cirurgias milagrosas, e para falar a verdade, nada atraentes na minha concepção.

Que me perdoem os fãs da atriz Angelina Jolie (que é uma ótima atriz, não descarto), mas em padrão de beleza, jamais a trocaria por Lana Turner , Ava Gardner, Mitzi Gaynor, Cathy O' Donnell, Esther Williams, e Susan Hayward...entre inúmeras outras mais nos áureos tempos que Hollywood era Hollywood.

Forte Abraço.

Paulo Néry
http://articlesfilmesantigosclub.blogspot.com/

linezinha disse...

Belas fotos Antonio.
bjs

Danielle Carvalho disse...

Oi, Antonio.

Finalmente volto para seu Falcão Maltês, depois de uma época de ultra correria.
Gostei do post e das imagens - todas muito bem escolhidas, como sempre.
Só não concordo com o que você diz sobre Cyd. A dança já faz emergir habilidades dramáticas. Não dá pra dizer que a da atriz era zero. Mas gosto não se discute. Sobre Cantando, lembro que Debbie canta toda a trilha, exceto pelas duas canções que ela finge dublar no filme (aliás, a dublagem nesses momentos é feita pela própria - ótima - Jean Hagen).

Abss
Dani

Cultura Malcriada disse...

E aí, Antonio!

Mas rapaz... que coleção de pernas! E pensar que hoje em dia, um par de pernas desses está logo ali, no mercado negro próximo a sua casa!! rs

E "Cantando na chuva" é item obrigatório em qualquer acervo de cinéfilo!

FaloU!

Roderick Verden disse...

Que time! A Marilyn e mais ainda Marlene, não sou muito chegado, mas o "resto", me perdoem a expressão, até coloquei aspas, my god! Quanto a Cyd Charisse, casada com o dançarino Tony Martin, homônimo de um vocalista do Black Sabbath, vi uma entrevista com um dançarino brasileiro, que trabalhou com os dois, dizendo que ambos eram muito chatos. Chatice à parte, Cyd Charisse, não só tinha as pernas mais lindas, era considerada, mesmo pela revista Cinema, a qual tenho algumas séries, como a mulher mais linda do mundo. Raquel Welch? A mulher mais sexy de todos os tempos, na minha humilde opinião.

Adecio Moreira Jr. disse...

Ô, loko, Ava!!!

Que pernas são essas?!

Jefferson Clayton Vendrame disse...

Muito ótimo Esse Post. Tenho uma matéria semelhante a essa sua em um exemplar da extinta revista SET aqui em casa... em algum lugar falando nisso... kkk
É Incrível como Kim Novak até hoje em nossos dias continua linda mesmo ja possuindo uma idade um tanto quanto avançada. Concordo com a Rubi, entre tantos nomes e tantas fotos.
MARILYN MONROE é MARILYN MONROE. FATO.

Parabéns pelo Blog, Como Sempre Perfeito.

Abraços

Inaie disse...

E hoje vemos palitinhos por todos os lados. Onde estao os belos corpos do cinema?

Luna Sanchez disse...

Raquel Welch : diva!

Um beijo.

Carla Marinho disse...

Setaro, link indicado nos melhores da semana. http://blogsdecinemaclassico.blogspot.com/2011/11/links-da-semana-de-14-2011.html

abraço

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Também acho a Marlene a mais elegante de todas, Rodrigo. Mas a Cyd, a Angie e a Ava também são bem elegantes...

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Que vexame, amigo Rato, terminei por esquecer das pernas formosas (e famosas) de Lana Turner.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Pinguim, todas são sensacionais, mas se fosse para escolher no quesito "pernas" ficaria com Ava e Cyd.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Danielle, bom tê-la por aqui outra vez. Tava fazendo falta. A informação sobre Debbie dublada em CANTANDO NA CHUVA tem origem num texto do crítico e historiador de cinema Leonard Matlin.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Jefferson, só faço pesquisas em duas revistas nacionais de cinema: Cinemim e Cinelândia. Não tenho nenhum exemplar da SET. Mas muita gente já escreveu sobre as pernas mais exuberantes de Hollywood. Só que cada um tem sua listinha das "mais certinhas".
Tudo de bom

As Tertulías disse...

Marni Nixon...

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Obrigado, Ricardo (As Tertúlias). Foi feita a correção.

Jamil disse...

Como era uma época em que pouco se mostrava, muito gato foi vendido como lembre, principalmente quando se trata de deusas do sexo. A Dietrich, a Hayworth, a Russell e a Monroe, por exemplo, tinham pernas pouco roliças. Delas sou mais a Cyd. A Kim também era dona de um belo par de coxas.

Jamil disse...

A Debbie canta em algumas comédias românticas. Tem voz sofrível, mas é tão doce e simpática que a gente nem liga. Audrey nos seduz cantando "Moon river", mas não é uma cantora, o produtor de "My fair lady" tinha razão. E ela nem precisa cantar. É uma deusa e pronto.

tozzi disse...

Belas e sexys, mas que catatau de atrizes ruins! Atriz de verdade só a Ava Gardner, e mesmo assim nem sempre.

tozzi disse...

Acode, Cristo! Até a Debbie Reynolds, Nahud? Realmente...

Wagner Woelke disse...

E nessa época nem tinha photoshop!

Lindas!

Wagner Woelke

annastesia disse...

Lindas pernas pra que te quero, mas não pra qualquer uma. Principalmente quando há a perfeição das pernas da diva suprema Dietrich e da sensualíssima Cyd Charisse (grande bailarina das telas). Menção honrosa para a pin-up Grable e para a irresistível Hayworth.
Ava Gardner, na minha opinião, é um caso à parte. Como considero Ava a mulher mais bonita do cinema, seguida por Gene Tierney e Hedy Lamarr (nenhuma loura, diga-se de passagem), não apenas suas pernas, mas todo o conjunto abalaram o mundo e Frank Sinatra, claro.