março 11, 2017

*************************** As OITO NÚPCIAS de LIZ


É difícil encontrar olhos mais sedutores que os da inglesa ELIZABETH Rosemond TAYLOR (1932 - 2011). De uma rara cor violeta, eles foram a marca da atriz considerada uma das mulheres mais lindas do mundo. Linda e talentosa, ela estreou com apenas dez anos. Aos doze já era uma estrela em Hollywood. Participou de mais de 50 filmes, e teve vários papéis marcantes. Reconhecida como a última grande estrela da era de ouro do cinema, reinou soberana durante quatro décadas, sendo seu período áureo de 1951 a 1969.

Ganhou dois Oscars de Melhor Atriz. Um em 1960 com a prostituta Gloria Wandrous em “Disque Butterfield 8 / Idem”. Outro, seis anos depois, como a envelhecida, alcoólatra e neurótica Martha do drama clássico “Quem Tem Medo de Virgínia Woolf? / Who's Afraid of Virginia Woolf?”. Ela raramente me comove, talvez por sua voz curta e enjoativa, mas respeito a trajetória vitoriosa. Esteve admirável como anti-heroína fitzgeraldiana em “A Última Vez que Vi Paris” e a esposa desprezada de Paul Newman em “Gata em Teto de Zinco Quente”, baseado em uma famosa peça de Tennessee Williams.


Compulsiva colecionadora de joias, alcoólatra e com inúmeros problemas de saúde, tornou-se a atriz mais bem paga do mundo na década de 1960. LIZ TAYLOR encheu páginas e mais páginas de tabloides e colunas de fofocas com seus rumorosos casamentos. Oito ao todo. Relações apaixonadas, intensas, quase sempre atribuladas. “Para mim, a felicidade se resume em colecionar amores”, confessou numa entrevista.

Os fracassos no amor, o alcoolismo e o abuso de drogas minaram a saúde dela, que passou por vinte cirurgias ao longo da vida. Apesar da fragilidade física, a estrela participou ativamente na luta contra a epidemia de AIDS no mundo. Uma causa que abraçou depois da morte de um amigo, o ator Rock Hudson. Em uma das declarações espirituosas que deu ao longo da vida, LIZ TAYLOR disse, a respeito de seus relacionamentos: “Apenas dormi com homens com os quais me casei. Quantas mulheres podem dizer o mesmo?.


AS BODAS de LIZ

01
Aos 18 anos, em 1950, casou-se com o playboy Conrad Hilton Júnior, rico herdeiro de uma cadeia de hotéis e tio-avô de Paris Hilton. Quando abortou involuntariamente, depois de ter sido espancada pelo marido quase sempre embriagado, pediu o divórcio. O badalado casamento durou nove meses (de maio de 1950 a fevereiro de 1951).


02
Em 1952, foi a vez do empostado ator inglês Michael Wilding, 20 anos mais velho e bissexual, com quem teve dois filhos: Michael (1953) e Christopher Wilding (1955). O casamento chegou ao fim em 1956.


03
O terceiro na lista, o milionário e produtor de cinema Mike Todd (Oscar por “A Volta ao Mundo em 80 Dias / Around the World in Eighty Days”), uma grande paixão da diva, morreu num acidente aéreo antes de completar um ano de casados, em 1958. O casal, que vivia um relacionamento conflituoso, teve uma filha, Elizabeth Frances (Liza).


04
Viúva, não desistiu do casamento e em 12 de maio de 1959 – um ano após a morte do último marido – casou-se de novo, desta vez com o cantor Eddie Fisher, viciado em drogas. A união durou três anos e foi um escândalo, já que o novo marido era o melhor amigo do ex-marido da atriz, Mike Todd, além de ser casado com Debbie Reynolds, amiga de Liz. Ela foi mundialmente chamada de “destruidora de lares”.

liz, eddie fischer e debbie reynolds
05 e 06
Ainda estava casada com o terceiro marido quando se apaixonou perdidamente por Richard Burton nos sets de filmagem de “Cleópatra / Idem”, em 1962. O ator britânico era casado há muitos anos. Como seus personagens, Cleópatra e Marco Antonio, o amor começou com uma traição. Eles se uniram legalmente em março de 1964. A primeira boda durou quase 10 anos, marcados por acontecimentos positivos e negativos de igual intensidade. Do lado bom havia amor, paixão, admiração e muitos diamantes. Do lado mau estavam discussões homéricas, ciúmes, as infidelidades de Burton, descontrole de drogas e excesso de bebida.


Não há dúvidas de que foi o homem da vida de Liz. Além dos filmes que fizeram juntos - oito ao todo - as cartas escritas pelo ator provam o profundo e louco amor. Foram reunidas no livro “Furious Love: Elizabeth Taylor, Richard Burton, and the Marriage of the Century”. “Se você me deixar, eu me mato. Não há vida sem você”, escreveu ele em uma das primeiras cartas. Em outra, ele se refere ao talento e à beleza da amada.  “Você é provavelmente a melhor atriz do mundo, o que, somado à sua beleza extraordinária, faz você ser única.” Richard Burton também declarou seu amor inúmeras vezes em forma de joias poderosas com que a presenteava, e que rechearam a coleção particular da estrela.

Eles se separaram em 1973, depois de muitas reconciliações e brigas, provocadas principalmente pelo alcoolismo de ambos. Em 1975, decidida a dar uma segunda chance ao seu grande amor, ela se casou com ele novamente. A segunda união durou menos de um ano. Durante esse período o casal adotou Maria Burton. Eles continuaram amigos, se falavam longamente pelo telefone, e trocaram cartas de amor até a morte dele, em 1984. Dias antes de morrer na Suíça, vítima de uma hemorragia cerebral, Burton escreveu a última carta, que ela recebeu na Califórnia quando voltou para casa, após comparecer ao funeral do ex-marido.


07
Em 4 de dezembro de 1976, mesmo ano em que se separou definitivamente de Burton, Liz casou-se com seu sétimo e penúltimo marido, o ex-senador republicano John Warner, ainda vivo. Os dois ficaram juntos até 1982.


08
Em 1991, depois de quase dez anos solteira, ela se entregou de novo ao casamento, desta vez com o caminhoneiro e operário de construção Larry Fortensky, 22 anos mais jovem. Eles se conheceram na Betty Ford Clinic, tratando-se de alcoolismo, e em 1998, dois anos depois de se separar de Liz, foi preso por assaltar uma namorada. A cerimônia foi realizada no rancho Neverland, de um dos grandes amigos da atriz, o pop-star Michael Jackson, e custou uma fortuna. Com o fim do oitavo casamento, em 1996, a estrela jurou nunca mais se casar.


Quase cumpriu a promessa. Não se casou oficialmente, mas de 2008 até a morte viveu com o empresário Jason Winters. “É um dos homens mais maravilhosos que conheci”, disse Liz, que conheceu o namorado numa viagem ao Havaí.

OITO ROMANCES de LIZ TAYLOR no CINEMA

01

Angela Vickers e George Eastman (MONTGOMERY CLIFT)
em “Um Lugar ao Sol / A Place in the Sun (1951)
de George Stevens

02

Lady Patricia e Beau Brummell (STEWART GRANGER)
em Beau Brummell / Idem” (1954)
de Curtis Bernhardt

03

Helen Ellswirth e Charles Wills (VAN JOHNSON)
em “A Última Vez que Vi Paris /The Last Time I Saw Paris” (1954)
de Richard Brooks

04

Leslie Benedict e Jordan 'Bick' Benedict Jr. (ROCK HUDSON)
em “Assim Caminha a Humanidade / Giant” (1956)
de George Stevens

05

Maggie Pollitt e Brick Pollitt (PAUL NEWMAN)
em “Gata em Teto de Zinco Quente / Cat on a Hot Tin Roof” (1958)
de Richard Brooks

06

Laura Reynolds e Dr. Edward Hewitt (RICHARD BURTON)
em “Adeus às Ilusões / The Sandpiper” (1965)
de Vincente Minnelli

07

Katharina e Petruchio (RICHARD BURTON)
em “A Megera Domada / The Taming of the Shrew” (1967)
de Franco Zeffirelli

08

Fran Walker e Joe Grady (WARREN BEATTY)
em “Jogo de Paixões / The Only Game in Town” (1970)
de George Stevens

GALERIA de FOTOS

53 comentários:

Kley disse...

Liz Taylor é dona dos olhos mais exuberantes entre todas as estrelas de Hollywood. Em Um Lugar ao Sol ela com toda sua beleza perturba a mente fraca de Montgomery Cliff, levando-o ao desespero.

Jamil J. Landim disse...

Ela fez parte do imaginário erótico-onanistico da minha adolescência! Pra mim ela sempre será a mais sexy rejeitada da história do cinema – falo de Gata em Teto de Zinco Quente. Sonhei muito com seus olhos violetas!

Roderick Verden disse...

Linda demais! Sempre curti muito o casal Elizabeth Taylor e o grande, o boca de golo, Richard Burton. No meu blog beldadedaminhavida.blogspot.com tenho o costume de postar foto do simpático casal.

Victor Tanaka disse...

Adoro Elizabeth Taylor. Ela é linda e muito talentosa. (:

Se ela tivesse se casado comigo, nada disso teria acontecido, haha.

Anônimo disse...

Liz é a minha musa. Gosto de assistir aqueles filmes da década de sessenta, setenta, enfim, onde tem Liz está tudo lindo demais! Valeu esse site. Lindo trabalho, Antonio.
Bjs
Belvedere

Faroeste disse...

Descobri esta linda mulher em A Ultima Vez Que Vi Paris. E me encantei, não apenas por ela, mas com o filme, que voltei a rever mais de 50 anos depois, na TV.
Mas esta extraordinária atriz é dona de um rosário de belos filmes e interpretações soberbas, onde destaco Giant, de George Stevens,
jurandir_lima@bol.com.br

Mirna disse...

Elizabeth Taylor, uma grande atriz, uma grande mulher. Além disso, ela tem uma imagem imaculada. Eu acho que por um longo tempo foi contratada pela marca Revlon para promover seus produtos.

Marlene Menezes disse...

Maravilhosa!

Paulo Caires disse...

ela é espetacular, sou fã absoluto. sou vidrado por "um lugar ao sol" e "quem tem medo de virginia woolf" mas essa frase sobre dormir com os homens que ela se casou precisa ser forte pra acreditar

Valéria Rocha disse...

Homens não gostam de mulheres independentes e inteligentes

Valéria Rocha disse...

Por isso muitos casamento os desfeitos

Maria Regina Lima disse...

Lindíssima ...sempre gostei de seus filmes

Ivône Gonçalves Nery disse...

Bela e talentosa. O olhar embora lindo transparecia tristeza.

Maria Jose Saffi Boso disse...

Vc sabe pq esses raros olhos de violeteta. ?Unicos no mundo. Um ex aluno, hoje ofalmologista , explicouu que a pele branquinha dela , os vasos sanguineos , colaboraram para a cor violeta , unicos no mundo. Sou fa de carteirinha dela. Acho que Richard Burton , foi o amor de sua vida , apesar de viverem entre tapas e beijos .

Daniele Moura disse...

Linda demais!!! Li que ela nasceu com duas camadas de cílios!

Glauce Saffi Boso disse...

Talentosa, linda, inteligente! Minha diva

Maristela Franco Vieira Campos disse...

Eu fui casadoira, porém Liz ganhou de mim.

Rita Atir Guedes disse...

Adorável! Seus filmes sensacionais. Linda , talentosa e inesquecível. Por Deus esculturada.

Nelson Souza disse...

E as separações que teve com Richard Burton, casando-se novamente, se separando para casar de novo....etc....

Lucia Lu disse...

Essa foi feliz , amou e foi amada ..

Marília Menezes disse...

Magnífica atriz.

Edivaldo Martins disse...

Grande Liz Taylor, a casamenteira! Me faz lembrar de um brincadeira que faziam quando era casada com Richard Burton, ou seja: O que tinham em comum Portugal(ainda tem) e Richard Burton?

Darcy Moreira disse...

Hoje as mulheres estão mais para as barbes, talvez se elas se reportassem ao natural seriam mais bonitas. Tanta sofisticação apaga o verdadeiro brilho delas.

Ana Maria Borocco disse...

A voz era meio esganiçada mas sua beleza nos fazia esquecer!

Marina Martinelli disse...

Maravilhosa sempre, inclusive nos últimos momentos, idosa e de cadeira de rodas.

Jacqueline Albuquerque disse...

Deslumbrante!!!

Sergio Lavor disse...

Era uma atriz totalmente intuitiva. Nunca teve nenhum tipo de treino ou estudo de arte dramática...

Tatiana Guimarães Cruz disse...

Adoro suas postagens!!
Vc é muito inteligente!☺

Sergio Lavor disse...

Ela detestava o apelido Liz! Pedia aos amigos que a chamassem de Elizabeth...

Roseli Caruso disse...

LINDA ! MARAVILHOSA ! ALÉM DE SER BOA ATRIZ, SUA PRESENÇA ERA MARCANTE NOS FILMES.

Maria Regina Lima disse...

Maravilhosa...uma rainha!

Hilda da Rocha disse...

Era muito animada para casar!!!!!

Sergio Lavor disse...

Orgulhava-se de nunca ter dormido com um homem que não fosse ou.viesse a ser, legalmente, seu marido...

Ivône Gonçalves Nery disse...

Linda

Ivône Gonçalves Nery disse...

Ela é Burton se casaram 2 vezes.Teria sido ele o grande amor?

Maria Vilani Madeiro disse...

Li na época, que Burton gastou a fortuna em jóias a cada crise..
Enfim, a paixão transcendeu a ficção.

Sergio Lavor disse...

Não! O homem de sua vida foi Mike Todd...

Maria Jose Saffi Boso disse...

Linda de morrer .

Fran Lopes disse...

Essa Diva,linda e incomparável,tanto amou e dilacerou corações do mundo inteiro,partiu aos 23 de março de 2011,com insuficiência cardíaca.

Eraldo Urano disse...

A própria Liz disse que teve dois grandes amores em sua vida: Todd e Burton, este o que ela mais amou segundo a própria que dizia mexer nas suas emoções quando falava dele. Uma biografia lançada após sua morte revelou que ela não dormiu só com os homens que casou.

Verlânia Ramos disse...

Muito linda!

Antonio Carlos Carvalho disse...

Lindíssima mesmo

Lourdes Tatarcenkas disse...

Belissima e ótima atriz!

Luiz A. Ferreira disse...

Excelente atriz, além de bonita. A mulher que seduz o expectador.

Leda Luiza Bottega Fenzke disse...

Que mulher linda, perfeita....

Lourdes Tatarcenkas disse...

Uma Perola rara ! Uma orquídeas negra , a mulher mais linda do mundo teve tudo o que quiz nas mãos
só não teve Paz!

Nilton Castro disse...

Lindíssima. ..contudo na biografia dela consta que já velha casada com um Senador e fazendo campanha para ele ouviu de um grupo de mulheres num comicio;"passamos a vida toda admirando e querendo ser bela como ela, hoje Deus nos defenda.. .." coisas da vida onde tudo tem seu tempo e lugar.. .

Elizabeth Remor disse...

Belíssima! Atriz de rara beleza e talento com olhos cor violeta, olhar embriagante, que me inspirou a escrever um poema "A magia dos olhos" publicado VOO INDEPENDENTE II Coletânea AGEI 2012. Minha tocaia Elizabeth Taylor olhos violeta, mas sou feliz com os meus olhos castanhos! .

Fernando Palaio disse...

Cat on a Hot Tin Roof e Suddenly, Last Summer são meus favoritos.

Janete Fialho disse...

Belíssima!

Zezé Bezerra disse...

Linda!

Ansyse Ladeia disse...

Deusa

Iara Pellegrini disse...

Linda e pouco!